sexta-feira, 3 de junho de 2016

“Maratona BTT de Paredes de Coura (Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma)”

Realiza-se no dia 5 de junho a 2ª Maratona BTT de Paredes de Coura, iniciativa pontuável para o Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma que também se destinada a praticantes desportivos informais que participam em atividades numa perspetiva de lazer. Com percursos de Meia-Maratona, Maratona-Curta e de Maratona a iniciativa é promovida pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Município de Paredes de Coura.

A Maratona BTT de Paredes de Coura será disputada em caminhos rurais, florestais e trilhos de freguesias do concelho de Paredes de Coura, tendo como pontos de partida e de chegada o Largo 5 de Outubro em pleno centro da Vila de Paredes de Coura. A partida está marcada para as 09h30.

Aberta à participação de todos os interessados, independentemente de serem ou não atletas federados, a Maratona BTT de Paredes de Coura prevê a inscrição nas habituais categorias de competição, de lazer e de paraciclismo, estando contemplados percursos de Meia-Maratona (cerca de 43 Kms), Maratona-Curta (cerca de 70 kms) e de Maratona (cerca de 90 Kms).

Pretendendo assumir-se como um evento de referência que contribua para a promoção da prática desportiva e corresponda ao crescente interesse por atividades de BTT, a Maratona BTT de Paredes de Coura visa igualmente fins de lazer e turístico/culturais.

A participação é gratuita para atletas federados e não federados, sendo assegurado o seguro desportivo, abastecimentos ao longo do percurso, lavagem de bicicletas e banhos.

Terminado o período de inscrições online, as inscrições de última hora apenas poderão ser efetuadas presencialmente no secretariado que funcionará na sede da União das Freguesias de Paredes de Coura e Resende (Largo 5 de outubro) no sábado (4 de junho) das 16 às 20 horas e no domingo (5 de junho) das 07h30 às 09h00. Mais informações em www.acm.pt

A Maratona BTT de Paredes de Coura a realizar no dia 5 de junho será a terceira etapa do Campeonato do Minho de BTT XCM - Raiz Carisma.

Promovida conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Município de Paredes de Coura, a Maratona BTT de Paredes de Coura tem o apoio das seguintes entidades: Federação Portuguesa de Ciclismo, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Cision, Arrecadações da Quintã, POPP Design, Salvaggo, Controlsafe e Ciclismo a Fundo (revista oficial).

No ano passado, José Rodrigues e Ana Rita Vale, Campeão e Vice-Campeã do Minho de Maratonas, venceram em elites a Maratona BTT de Paredes de Coura, quarta e penúltima prova do Campeonato do Minho de BTT XCM - Arrecadações da Quintã.

Além de José Rodrigues e Ana Rita Vale, a Maratona BTT de Paredes de Coura conheceu ainda os seguintes vencedores: José Soro (master 30), Rodolfo Lopes (master 40), Carlos Lima (master 50), Raquel Marques (master femininas) e a EDV - Vianacycles / Entreportas / Mypharma (equipas). Na vertente de lazer, venceram em termos absolutos Alexandre Domingues (maratona) e Francisco Gabriel Neves e Maria Alice Gomes (meia-maratona).

Fonte: ACM

“Nelson Oliveira entre pré-selecionados da Movistar para a Volta a França”

Foto: JAVIER LIZON / EPA

O ciclista português faz parte da lista de 12 ciclistas pré-selecionados, Nelson Oliveira vai estar a partir de domingo a disputar o Critério do Dauphiné.
O português Nelson Oliveira faz parte da lista, hoje divulgada, de 12 ciclistas pré-selecionados pela Movistar para estar na Volta a França, que vai decorrer entre 2 e 24 de julho.
Além do bicampeão nacional de contrarrelógio, a lista inclui as duas grandes figuras da equipa espanhola, o colombiano Nairo Quintana, segundo na edição de 2015, e o espanhol Alejandro Valverde, terceiro classificado da última Volta a Itália.
Entre os pré-selecionados estão também os espanhóis Jonathan Castroviejo, Imanol Erviti, Jesús Herrada, Gorka e Ion Izagirre, Dani Moreno e Fran Ventoso, o britânico Alex Dowsett e o colombiano Winner Anacona.
O ‘nove’ que estará no Tour será conhecido depois dos Campeonatos Nacionais, que se vão disputar dentro de três semanas.
Em 2015, a Movistar esteve representada na prova rainha do calendário velocipédico por Quintana, Valverde, Castroviejo, Dowsett, Erviti, José Herrada, Gorka Izagirre, Adriano Malori e Anacona.
Nelson Oliveira, que vai estar a partir de domingo a disputar o Critério do Dauphiné, procura a sua terceira participação consecutiva no Tour, depois de ter representado a Lampre-Merida nas últimas duas edições.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Efapel/Daniel Mestre mantém segunda posição”

Nova chegada ao sprint no Grande Prémio Jornal de Notícias

Daniel Mestre voltou a ser o melhor representante da equipa de ciclismo EFAPEL em mais uma etapa do Grande Prémio Jornal de Notícias. Ao terceiro dia da tradicional competição, o pelotão pedalou entre Maia e Ovar para mais uma chegada ao sprint. O grupo chegou reunido, com o atleta da formação liderada por Américo Silva a cruzar a meta na 11ª posição. Tal resultado permitiu-lhe manter o segundo posto da classificação geral individual, a quatro segundos do líder.

Com quase 150 quilómetros pela frente, os corredores proporcionaram um espectáculo interessante para quem se deslocou à estrada e assistiu à passagem dos mesmos. O dia ficou marcado por uma fuga que, entrentanto, foi anulada. Com um dos objectivos já alcançados - a vitória na véspera - a EFAPEL manteve-se unida e controlou a sua corrida.

“Sabemos que os dias decisivos serão o de amanhã e o de domingo. Já conseguimos ganhar uma etapa, que era uma das nossas metas para este grande prémio. Vamos ver como se desenrola a etapa de amanhã que termina em alto”, afirmou o director desportivo da EFAPEL, Américo Silva.

Com partida em Braga e chegada em Viana do Castelo, os corredores têm pela frente uma etapa exigente. São 183 quilómetros com três metas volantes e quatro contagens de montanha, uma de terceira e três de segunda categoria.

Classificação na segunda etapa do 26º Grande Prémio Jornal de Notícias

    Tomas Vaitkus            Nasr-Dubai            3h54m30s

    Vicente de Mateus        Louljtano-Hospital Loulé    mt

    Samuel Caldeira        W52/FC Porto            mt


11º    Daniel Mestre            EFAPEL            mt

21º    Rafael Silva            EFAPEL            mt

27º    Filipe Cardoso        EFAPEL            mt

50º    Henrique Casimiro        EFAPEL            mt

84º    Nuno Almeida        EFAPEL            a 55s

89º    Álvaro Trueba        EFAPEL            a 4m03s

90º    Hélder Ferreira        EFAPEL            mt

Classificação geral individual no 26º Grande Prémio Jornal de Notícias

    Raul Alarcon            W52/FC Porto            8h51m37s

    Daniel Mestre            EFAPEL            a 4s

    Rafael Reis            W52/FC Porto            a 9s


11º    Henrique Casimiro        EFAPEL            a 22s

13º    Filipe Cardoso        EFAPEL            a 23s

24º    Rafael Silva            EFAPEL            a 29s

49º    Nuno Almeida        EFAPEL            a 5m05s

65º    Hélder Ferreira        EFAPEL            a 11m01s

67º    Álvaro Trueba        EFAPEL            a 11m31s

Os jovens corredores da Escola de Ciclismo de Ovar também subiram ao pódio no final da etapa juntamente com dois dos responsáveis por este projecto de formação, Ruben Pereira e Jorge Henriques.

Fonte: Efapel

“26.º Grande Prémio Jornal de Notícias”

Vitória milimétrica de Tomas Vaitkus em Ovar

O lituano Tomas Vaitkus (NASR Dubai) venceu hoje, num apertadíssimo sprint, a segunda etapa do Grande Prémio Jornal de Notícias, uma ligação de 147,6 quilómetros, entre a Maia e Ovar. O espanhol Raul Alarcón (W52-FC Porto) mantém o primeiro lugar na classificação geral individual.

A etapa, apesar de curta e plana, foi corrida a ritmo moderado, permitindo que quase todo o pelotão chegasse compacto à última reta da tirada, com cerca de 2 quilómetros. O mais rápido foi o experiente Tomas Vaitkus, homem com oito anos de experiência no WorldTour. O segundo foi o espanhol Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé) e o terceiro foi o português Samuel Caldeira (W52-FC Porto).

“Nem sei muito bem como venci. A etapa foi lenta e muita gente chegou aqui com força. Todos queriam lutar pela vitória e o sprint foi caótico. Nenhuma equipa teve capacidade de preparar convenientemente esta chegada”, descreve Tomas Vaitkus, que, hoje, conquistou o segundo triunfo em Portugal, depois de, em 2008, ter vencido a segunda etapa da Volta ao Algarve. O lituano desceu agora ao terceiro escalão internacional, mas já pensa no futuro: “A minha experiência faz de mim uma espécie de diretor dentro do pelotão, ajudando os ciclistas mais jovens da equipa. Pode ser que, no futuro, abrace uma carreira de diretor desportivo”, confessou.

Um grupo de quatro corredores esteve perto de impedir a disputa ao sprint. Luís Afonso (LA Alumínios-Antarte), Víctor Etxebarria (Rádio Popular-Boavista), Francisco Cantero (Louletano-Hospital de Loulé) e Venceslau Fernandes (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade) animaram a etapa e só foram alcançados pelo pelotão à entrada do quilómetro final.

Com os mais bem colocados na geral a integrarem o numeroso pelotão, com o mesmo tempo do vencedor, a luta pela camisola amarela transferiu-se para a primeira meta volante do dia. Aí, Raul Alarcón foi primeiro, conseguindo três segundos de bonificação, diante do principal adversário, Daniel Mestre (Efapel), que só bonificou dois segundos.

Contas feitas, Raul Alarcón segue na frente da classificação geral. Dispõe de uma vantagem de quatro segundos sobre Daniel Mestre e de nove relativamente ao colega de equipa Rafael Reis (W52-FC Porto).

“A etapa de hoje esteve sempre controlada. Tal como ontem, a equipa fez um excelente trabalho, o que ainda me permitiu ganhar uma meta volante e bonificar, o que é sempre uma ajuda”, disse o espanhol.

A terceira etapa, a disputar neste sábado, é, teoricamente, a mais exigente da competição. Vai ligar Braga a Viana do Castelo, por um itinerário de 182,5 quilómetros. A viagem termina no alto de Santa Luzia, com a meta a coincidir com um prémio de montanha de segunda categoria. Pelo caminho, os corredores vão encontrar mais duas subidas de segunda categoria e uma de terceira.

“A subida final será dura, porque é antecedida por três outras subidas, mas estou tranquilo. Sinto-me bem e tenho uma boa equipa”, afirma um confiante Raul Alarcón. Além da camisola amarela, o espanhol tem a verde, dos pontos, para defender. A Rádio Popular-Boavista tem a missão de ajudar Pablo Guerrero a manter-se na frente da tabela dos trepadores e Víctor Etxeberria no comando das metas volantes. Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros/Carglass) vai partir como melhor sub-23 e a W52-FC Porto comanda coletivamente.

Classificações

2.ª Etapa: Maia - Ovar, 147,6 km

1.º Tomas Vaitkus (ANSR Dubai), 3h54m30s (Média: 37,765 km/h)

2.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), mt

3.º Samuel Caldeira (W52-FC Porto), mt

4.º Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO), mt

5.º Jesús Rubio (ANSR Dubai), mt

6.º Rafael Reis (W52-FC Porto), mt

7.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), mt

8.º César Martingil (Liberty Seguros/Carglass), mt

9.º Francisco Campos (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade), mt

10.º Pedro Paulinho (LA Alumínios-Antarte), mt

Geral Individual

1.º Raul Alarcón (W52-FC Porto), 8h51m37s

2.º Daniel Mestre (Efapel), a 4s

3.º Rafael Reis (W52-FC Porto), a 9s

4.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), a 10s

5.º Hugo Sabido (Sporting-Tavira), a 15s

6.º Gustavo César Veloso (W52-FC Porto), a 16s

7.º José de Segóvia (Louletano-Hospital de Loulé), mt

8.º Jesús Ezquerra (Sporting-Tavira), a 20s

9.º Óscar González (Sporting-Tavira), mt

10.º Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira), a 22s

Fonte: FPC