quarta-feira, 20 de abril de 2016

“Clube de Ciclismo José Maria Nicolau /Juniores bastante ativos nas provas da Taça”

No passado fim-de-semana, o concelho de Odemira recebeu o Troféu José Poeira, composto por duas corridas pontuáveis para a Taça de Portugal de Juniores, com a nossa equipa Jorbi – Team José Maria Nicolau a estar bastante ativa no conjunto das duas provas.

A segunda prova Taça de Portugal de Juniores correu-se no sábado, num traçado de 101,3 quilómetros, entre Amoreiras Gare e Zambujeira do Mar, onde o principal obstaculo aos ciclistas, foram as condições meteorológicas de vento e chuva que se faziam sentir, uma vez que o traçado não apresentava dificuldades de maior. Por essa razão as tentativas de fuga foram muitas, mas sempre com muito pouca margem. Só já nos quilómetros finais um grupo de 3 ciclistas, consegue surpreender o pelotão e assim chegar à meta isolado, com o pelotão a vir logo depois onde André Cunha seria o nosso melhor elemento na 16ª posição. Por equipas a Jorbi-Team José Maria Nicolau conseguia a sétima posição.

No domingo o pelotão júnior disputou a terceira prova da Taça de Portugal enfrentando uma viagem de 129 quilómetros, com inicio em Vila Nova de Milfontes e chegada a Odemira, este ano com um panorama diferente, uma vez que ao contrário do que é habitual em Odemira, a edição deste ano da prova teve a parte final a subir, com os ciclistas a terem de trepar pela zona histórica para encontrarem a meta na área desportiva, adicionando assim ainda mais dificuldade á etapa.

Ao contrário do dia anterior a etapa foi muito mais atacada, com diversas fugas a terem lugar, numa das principais estava presente o nosso atleta Bernardo Gonçalves, que rolou quase 100 quilómetros em fuga integrado num grupo de duas dezenas de unidades. E não fosse um furo, já nos dois quilómetros finais da prova, poderia ter alcançado um lugar no Top-10 da prova, levando esta percalço a que terminasse na 20ª posição. Por equipas a Jorbi – Team José Maria Nicolau conclui a prova na 8ª posição.    


Classificação

Troféu José Poeira

2ª Prova Taça de Portugal

16º André Cunha

38º Miguel Lisboa

39º Bernardo Gonçalves 

55º Sandro Branco

82º Bernardo Norte 

Equipa 

7º Lugar 

3ª Prova Taça de Portugal

20º Bernardo Gonçalves

29º André Cunha

39º Miguel Lisboa

40º Sandro Branco

95º João Silva

108º Telmo Costa 

110º Rafael Espadinha.

Equipa

8º Lugar 

Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau

“3ª Prova da Taça XCM Regional do Centro”

No passado dia 17/03, os atletas do Intercaimabike/Polisport/Lojas da Visão; Jorge Martins, Nuno Almeida e o amigo Paulo Cunha, deslocaram-se a Arganil, para participar na 9ª Maratona de Arganil, a contar para a 3ª Prova da Taça XCM Regional do Centro.

A prova foi disputada na serra do Açor, situada na Cordilheira Central, entre a Serra da Lousã e a Serra da Estrela, onde por voltas das 9:30h, foi dada a partida com um céu cinzento carregado e um terreno todo ensopado de água, derivado da muita chuva que caiu na semana que antecedeu este evento, chuva esta que ainda nos brindou com a sua presença a meio e no final da maratona.

Prova muito dura devido às longas subidas e à sua acentuada inclinação, na descida fomos premiados por muitos singletracks serra abaixo, também sempre marcados pelo terreno escorregadio, obrigando a atenção e destreza redobrada por parte dos atletas, acrescentando assim adrenalina ao percurso.

Marcações em geral visíveis e bem colocadas ao longo da prova e reforços bem distribuídos pelo percurso.

Alguns percalços mecânicos durante o percurso (Nuno, cabo mudanças traseiro partido e Jorge, raios partidos na roda de trás), o que não impediu os atletas de chegarem à meta, ainda com uma boa prestação.


Resultados:

Jorge Martins - 17º geral na classe Bttista 

Nuno Almeida - 12º geral na classe Promoção 

Paulo Cunha - 26º geral na classe Promoção

A próxima etapa da taça será no dia 01 de Maio na Camarneira em Cantanhede, mas antes, no dia 24 de Abril, temos a peregrinação anual Intercaimabike a Fátima, numa extensão de 170kms.

Agradecimento aos nossos patrocinadores; - Lojas da Visão – Polisport - Tavares Auto - Crédito Agrícola Vale de Cambra – Leirinox – Polivale - Municipio de Vale de Cambra – PartilhAdrenalina - Luz do Horizonte – Fullbike - Associação Inter Caima Pinheiro Manso

Fonte: Intercaimabike

“Fernando Silva e Filipa Peres vitoriosos no 2º BTT DHI Moto Galos”

Fernando Silva, Campeão do Minho de BTT DHI, fez o pleno no Monte do Facho, ao repetir a vitória da época anterior na segunda prova do Campeonato do Minho de BTT DHI – Cision de 2016. Filipa Peres venceu em femininos, conseguindo a segunda vitória em igual número de provas. Os vencedores das restantes categorias foram João Teixeira (cadetes), Rui Ribeiro (juniores), Miguel Andrade (master 30), Miguel Pintos (master 40), Joaquim Dias (master 50), Luís Macedo (promoção) e os Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe (equipas).

O 2º BTT DHI Moto Galos, evento promovido pela Associação de Ciclismo do Minho e pela Associação Clube Moto Galos de Barcelos, foi a segunda prova do Campeonato do Minho BTT DHI - Cision, contou com a presença de um público adepto e apaixonado pela disciplina que não arredou pé nem mesmo com o mau tempo que se fez sentir, com muita chuva, granizo, frio e vento, a agravar as dificuldades da pista barcelense.

Fernando Silva (RG / Centro Óptico de Fafe) voltou a averbar o melhor tempo absoluto, repetindo a vitória do ano passado, sendo totalista no primeiro lugar do pódio nas provas já realizadas no Monte do Facho, relegando para o segundo e terceiro lugares, respectivamente, Rui Costa (RG / Centro Óptico de Fafe) e Anxo Alvarez (Tribu del Nu C.C.).

Em juniores a vitória sorriu a Rui Ribeiro (Desportivo Jorge Antunes) ao conseguir o tempo mais rápido da categoria, enquanto Diogo Pinto (RG /Centro Óptico de Fafe) foi segundo classificado à frente de Guilherme Freitas, que corre a título individual.

João Teixeira (RG /Centro Óptico de Fafe) fez o bis no campeonato na categoria de cadetes batendo a concorrência direta do galego Carlos Ramos (Tribu del Nu C.C.) e de José Silva (Desportivo Jorge Antunes).

Em master 30 o mais rápido foi Miguel Andrade (FAC / Famalicense Atlético Clube) conseguindo o melhor tempo nas duas mangas e alcançando a sua primeira vitória no Campeonato do Minho BTT DHI – Cision, deixando para os lugares seguintes do pódio Jorge Afonseca, da mesma formação, e o espanhol Jorge Costas (Enduro MTB C.).

Miguel Pintos (Coruxo C.C.) voltou a vencer em master 40, depois de ter vencido na ronda inaugural, cimentando a posição de líder no escalão, ficando Antero Oliveira (Bicicleta Clube de Felgueiras) na segunda posição, enquanto o Campeão do Minho em título, Maurício Conceição (RG /Centro Óptico de Fafe) a ser o último no pódio.

O mais rápido no Monte do Facho em master 50 foi Joaquim Dias (Enduro BTT Braga), relegando para o segundo lugar do pódio António Freitas (Bicicleta Clube de Felgueiras).

Filipa Peres (RG /Centro Óptico de Fafe) venceu o escalão feminino, cimentando a posição de líder da categoria.

Na promoção a vitória foi de Luís Macedo e coletivamente a vencedora do 2º BTT DHI Moto Galos foi a equipa Campeã do Minho em 2013, 2014 e 2015, a formação Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe.

O 2º BTT DHI Moto Galos teve o apoio da Câmara Municipal de Barcelos, Freguesia de Oliveira - Barcelos, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Mondraker Store, Giroflé, Auramotive, Quimarte, Consifex, Firmo, Fervi, WTG - Imp & Exp, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, MAPFRE | Seguros e Bike Magazine (revista oficial).

A próxima prova do Campeonato do Minho BTT DHI - Cision será o 3º BTT DHI Vila de São Torcato a disputar na Vila de São Torcato (Guimarães) no dia 15 de Maio.

Fonte: ACM

“Agenda de Ciclismo”

Pelotão profissional encontra-se na Bairrada

As equipas continentais estão de regresso à competição em solo nacional, depois de um início de mês marcado pelas incursões por Espanha. De 23 a 25 de abril correm a Volta à Bairrada. No próximo fim-de-semana, ainda na estrada, há a registar as provas da Taça de Portugal Feminina e de Cadetes. No BMX disputa-se a prova de inauguração da pista de Setúbal. As escolas têm um Encontro Inter-regional de BTT em Castro Daire.

A terceira edição da Volta à Bairrada terá três etapas e um total de 340,7 quilómetros, distribuídos por duas tiradas em linha e por um contrarrelógio individual. A prova começa, no sábado, com uma ligação de 161,5 quilómetros entre o Luso (14h00) e a Mealhada (18h00). Duas subidas de terceira categoria nos últimos 40 quilómetros, a derradeira a 10 mil metros da chegada, poderão impedir alguns sprinters de disputarem uma etapa que se antecipa favorável para os homens rápidos.

No dia seguinte os corredores partem às 11h00 do Luso para chegarem, cerca das 15h00, a Casal Comba (concelho da Mealhada), depois de percorridos 169,5 quilómetros. A subida do Caramulo, sensivelmente a meio da viagem, é o ponto teoricamente mais difícil da jornada.

A Volta à Bairrada termina no dia 25 de Abril, com a disputa de um contrarrelógio individual de 9,7 quilómetros, com partida e chegada na Pampilhosa, que se adivinha decisivo para encontrar o vencedor final da competição. O primeiro corredor a entrar em ação sai da rampa de lançamento às 12h00.

A Taça de Portugal Feminina terá uma jornada dupla no próximo fim-de-semana. No domingo corre-se em Roriz, Barcelos, a segunda prova pontuável para o troféu de regularidade. As corredoras iniciam a competição às 15h00, num circuito com 5,1 quilómetros de perímetro, que será percorrido dez vezes pelas ciclistas de elite, oito pelas juniores e seis pelas cadetes e pelas masters.

A terceira prova da Taça de Portugal Feminina está marcada para segunda-feira, na Trofa. A partida será dada às 14h00. As corredoras de elite e as juniores vão completar 76 quilómetros, enquanto as cadetes e as masters vão pedalar ao longo de 36 mil metros.

Roriz e Trofa, além das competições femininas, acolhem, nas mesmas datas, a segunda e a terceira etapas da Taça de Portugal de Cadetes da Zona Norte. A freguesia de Barcelos verá os jovens corredores partir às 13h00 de domingo para um percurso de 66 quilómetros, que terminará cerca das 14h30, no mesmo local. No dia seguinte, na Trofa, o tiro de partida para uma corrida de 76 quilómetros será dado às 14h00. A chegada espera-se para cerca das 16h00.

Os cadetes da Zona Sul disputam, na segunda-feira, a partir das 11h00, em Castelo Branco, a segunda prova da Taça de Portugal de Cadetes. A corrida realiza-se em Castelo Branco, terá 64 quilómetros, início às 11h00, na Avenida Nuno Álvares, e final cerca as 12h30, no mesmo local.

A primeira competição da Pista de BMX de Setúbal realiza-se no próximo domingo, a partir das 14h30, no Parque Desportivo da Belavista. O Troféu de BMX Race integra a programação de Setúbal 2016 – Cidade Europeia do Desporto.

Domingo, às 10h00, arranca em Castro Daire o 2.º Encontro Inter-Regional de Escolas da Zona Norte, na vertente de BTT. Estão inscritos perto de 200 crianças.

Mais eventos oficiais

23 e 24 de abril: 14.º Encontro Luso-Galaico de BTT, Esposende

23 e 24 de abril: III GP de Ciclismo do Marítimo, Madeira

24 de abril, 9h00: I BTT e Caminhada Ponte do Mouro Medieval, Barbeita, Monção

24 de abril, 9h00: 6.ª Rota BTT da Casa de Pessoal do Hospital de Chaves

24 de abril, 9h00: VI Passeio BTT das Forças e Serviços de Segurança, Vila Real

24 de abril, 9h00: Campeonato Open de XCO da Maia, Milheirós

24 de abril, 9h00: Campeonato Regional do Centro de XCO, Paião, Figueira da Foz

24 de abril, 9h15: 5.º Passeio BTT Trilhos da Forca, Ariz, Marco de Canaveses

24 de abril, 9h30: Maratona BTT de Sandim/Taça Regional de XCM, Vila Nova de Gaia

24 de abril, 9h30: 6.º BTT Sosense, Sosa, Vagos

24 de abril, 10h00: 14.º Prémio de Escolas de Roriz, Barcelos

25 de abril, 9h00: V Trilhos do Vigário em BTT, Monte de Santa Marta, Felgueiras

25 de abril, 9h30: 3.º Passeio BTT de Manique do Intendente, Azambuja

25 de abril, 9h30: Maratona BTT de Alte/Taça do Algarve de XCM, Alte, Loulé

25 de abril, 10h00: Taça da Ilha Terceira de Estrada, Açores

25 de abril, 14h30: GP Freguesia de Castelo Branco/Beiranews, Castelo Branco

25 de abril, 15h00: Comemorações do 25 de Abril, Pista de Alpiarça

25 de abril, 15h00: 21.º Prémio da Junta de Freguesia de Torrão, Alcácer do Sal

Fonte: FPC

"Movimento MPCC promete ações legais contra 'doping' mecânico”

Foto: Lusa

O MPCC sugeriu ainda a criação de zonas de controlo espalhadas ao longo do percurso das corridas e equipas com câmaras térmicas

O Movimento por um Ciclismo Credível (MPCC) exigiu hoje “um controlo sistemático” das bicicletas dos grandes nomes do pelotão para combater a fraude tecnológica e admitiu avançar com ações legais contra os ‘batoteiros’.
Em comunicado, o MPCC, que reúne equipas da primeira e segunda divisão do ciclismo mundial, admitiu avançar com “as ações judiciais necessárias e úteis” para combater o doping mecânico e proteger a integridade da modalidade.
O movimento exortou a União Ciclista Internacional (UCI) a abrir, de imediato, uma investigação interna à fraude tecnológica, na sequência da reportagem conjunta da France TV e do jornal italiano Corriere della Sera, que demonstrou que na última edição das corridas italianas Strade Bianche e Coppi&Bartali sete ciclistas terão usado motores nas bicicletas.
O MPCC sugeriu ainda a criação de zonas de controlo espalhadas ao longo do percurso das corridas e equipas com câmaras térmicas, assim como o controlo das bicicletas de todos os ciclistas sorteados para o controlo antidoping.
“A credibilidade do ciclismo passa por medidas fortes e radicais contra os batoteiros e as pessoas que os rodeiam”, frisou a associação, pedindo um agravamento das sanções para corredores e equipas.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Alejandro Valverde entra na história da Flèche Wallone, Rui Costa foi 10º”

Foto: EPA/Javier Lizon

Rui Costa, que ‘descolou’ nos metros finais, fechou o ‘top 10’, a cinco segundos do trio da frente.
O ciclista espanhol Alejandro Valverde (Movistar) tornou-se hoje no recordista de vitórias da Flèche Wallonne, na Bélgica, ao ser, pela quarta vez, o mais forte no Muro de Huy, onde o português Rui Costa (Lampre-Merida) a ser décimo.
Nuns quilómetros finais ‘frenéticos’, nos quais a frente da corrida não parou de mudar e os portugueses Rui Costa, sempre colocado lado a lado com os principais favoritos, e Tiago Machado, irrepreensível no trabalho para o seu líder Joaquim Rodríguez (Katusha), estiveram em destaque, Valverde voltou a demonstrar ser o que melhor lida com a ‘explosiva’ subida final, superiorizando-se a Julian Alaphilippe e Daniel Martin, ambos da Etixx-QuickStep.
Rui Costa, que ‘descolou’ nos metros finais, fechou o ‘top 10’, a cinco segundos do trio da frente, que cumpriu os 196 quilómetros entre Marche-en-Fammene e o Muro de Huy em 04:43.57 horas.
No Muro de Huy, uma subida de 1.300 metros com uma pendente média de inclinação de 9,6 por cento, o espanhol da Movistar esperou pelos últimos 300 metros para lançar o ataque decisivo, já depois de uma aceleração de Rodríguez, e anular a curta distância do irlandês Daniel Martin, que teve de contentar-se com o terceiro posto, atrás do colega francês Alaphilippe, segundo como em 2015.
Valverde, de 35 anos, tinha igualado no ano passado o recorde de triunfos detido por outros quatro ciclistas, os belgas Marcel Kint e Eddy Merckx e os italianos Moreno Argentin e Davide Rebellin.
“Esta é verdadeiramente a minha corrida. Sentia-me mais nervoso do que de costume, não queria falhar. Calculei bem a distância para lançar o ataque”, congratulou-se o murciano.
Uma vez mais, a segunda ‘clássica’ do tríptico das Ardenas foi decidida na subida final, tornando infrutífero o esforço de dez ciclistas que formaram a fuga do dia ao quilómetro 55.
Destes, destacou-se o britânico Stephen Cummings (Dimension Data), que se isolou a 27 quilómetros da meta, mas foi alcançado uma dezena de quilómetros mais à frente, graças ao trabalho da Movistar e da Katusha, impulsionada por Machado (foi 101.º, a 05.11 minutos do vencedor).
Foi aí que Rui Costa assomou à frente do grupo, surgindo entre os candidatos ao triunfo. O campeão nacional de fundo perdeu o contacto já nos últimos metros, quando Valverde acelerou para a vitória, mas conseguiu a sua melhor classificação de sempre na Flèche Wallone.
O seu irmão e colega Mário Costa foi 118.º, a 06.58 minutos de Valverde.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Fundação antidopagem pede esclarecimentos a Sergio Henao (Sky)”

Foto: DAVID MARIUZ

O colombiano está na formação britânica desde 2012.
O colombiano Sergio Luis Henao foi novamente contactado pela Fundação Antidopagem de Ciclismo (CADF) para prestar mais informações sobe o caso de doping que em 2014 originou a sua suspensão durante três meses.
O anúncio deste pedido de esclarecimento da CADF, um departamento da União Ciclista Internacional (UCI), indicou hoje a equipa do colombiano, a Sky, em comunicado.
“O Sergio não teve nenhum controlo de doping positivo. Ele foi contactado pela CADF para prestar mais informações sobre o passaporte biológico entre agosto de 2011 e junho de 2015”, refere a Sky.
Segundo a equipa, as alterações no passaporte biológico de Henao devem-se à fisiologia do ciclista, nascido em Rionegro, uma região situada a mais de 2.000 metros acima do nível do mar.
Dave Blaisford, diretor desportivo da Sky, manifestou o seu total apoio ao ciclista, garantindo, no entanto, que respeita a “processo da CADF”.
Henao, que está na formação britânica desde 2012, nunca disputou a Volta a França, tendo sido nono classificado na Volta a Itália de 2012 e segundo na ‘clássica’ Flèche Wallonne de 2013.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Mikel Landa é o novo líder do Giro de Trentino”

Foto: Lusa

Na quinta-feira, a terceira etapa do Giro de Trentino vai ligar a localidade suíça de Sillian a Mezzolombardo, na Itália, no total de 204,6 quilómetros.
O ciclista espanhol Mikel Landa (Sky) venceu hoje isolado a segunda etapa do Giro de Trentino e assumiu a liderança da geral da prova, na qual o português Edgar Pinto (Skydive Dubai) é 33.º.
Landa, que cumpriu os 220,3 quilómetros entre Arco (Itália) e Anras (Suíça) em 05:31.46 horas, superou o russo Sergey Firsanov (GazProm-RusVelo), segundo a quatro segundos, e o italiano Damiano Cunego (Nippo-Vini Fantini), terceiro a 13 segundos.
Edgar Pinto foi 33.º, a 52 segundos, com José Mendes (Bora-Argon 18) a ser 139.º a 07.39 minutos, depois de andar em fuga e ter conquistado o prémio da combatividade.
Na classificação geral, o espanhol da Sky lidera com dez segundos de vantagem sobre o dinamarquês Jakob Fuglsang (Astana). Firsanov é terceiro, a 15 segundos.
Entre os portugueses, o corredor da Skydive Dubai subiu ao 33.º lugar, estando a 01.33 minutos de Landa, e Mendes desceu mais de 100 posições, sendo agora 133.º, a 07.51.
Na quinta-feira, a terceira etapa do Giro de Trentino vai ligar a localidade suíça de Sillian a Mezzolombardo, na Itália, no total de 204,6 quilómetros.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa