sábado, 16 de abril de 2016

“8.º BTT Pelos Trilhos do Pisão”

O Clube de BTT Sempre A´Brir - Trigaches, informa que no dia  01 de Maio de 2016 , se realiza em Trigaches/Beja o 8.º BTT Pelos Trilhos do Pisão.

Inscrições on-line: www.sempreabrir.pt.to ou https://sites.google.com/site/btttrigachessempreabrir/ Rua das Eiras n.º 18, 7800-771 Trigaches   trigachessempreabrir@gmail.com

Telefone: 96 63 67 646 (Sérgio)

“Valverde ao ataque na Volta a Castela e Leão”

Foto: EPA/Javier Lizon

A Volta a Castela e Leão termina domingo com mais uma etapa de final em montanha, com a ligação entre Salamanca e o Alto de Candelario.
O espanhol Alejandro Valverde, chefe de fila da Movistar, ganhou hoje isolado a segunda etapa da Volta a Castela e Leão, no alto de Fermoselle, com a liderança da prova a continuar com o colombiano Carlos Betancur, da mesma equipa.
Valverde atacou muito forte na subida final e ganhou 51 segundos ao primeiro grupo de ciclistas, em que vinha Betancur, que continua em primeiro, mas agora só com três segundos de vantagem para o seu líder. Os portugueses Joni Brandão (Efapel) e Rafael Reis (W52-FC Porto) e o italiano Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira) também integravam o pequeno grupo.
A etapa partiu de Bragança e regressou a Espanha, após uma 'visita' a Portugal no primeiro dia. Foram 170 quilómetros de alguma dificuldade, sobretudo com a subida final a Fermoselle, de segunda categoria.
Com três contagens de terceira no decorrer da tirada, um grupo de 24 unidades (com sete da Movistar e cinco da Caja Rural) ficou na frente, para a última dezena e meia de quilómetros a subir.
Valverde, que este ano já venceu na Volta a Andaluzia, não teve resposta para o seu ataque e a vantagem foi subindo, quase até ao minuto, sendo creditado na meta em 4:21.28 horas.
Na geral, Betencur comanda com três segundos sobre Valverde e 15 sobre o espanhol Pello Bilbao, da Caja Rural. As quatro equipas portuguesas em prova - Radio Popular-Boavista, W52-FC Porto, Efapel e Sporting-Tavira - conseguiram todas colocar pelo menos um homem no grupo dos primeiros 24.
Joni Brandão foi quarto, Rafael Reis terminou em quinto e Nocentini sexto, todos a 51 segundos de Valverde. O melhor da Rádio Popular-Boavista, em 13.º, a 1.05 minutos, foi César Fonte.
Na geral individual, Joni Brandão subiu a sétimo, a 1.04, e Rafael Reis é oitavo, com o mesmo atraso para Betancur. César Fonte está em 12.º, a 1.18, e Nocentini é o melhor do Sporting/Tavira, ocupando o 20.º posto a mais de quatro minutos.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Ruben Guerreiro terceiro na Liège-Bastogne-Liège”

Foto: Facebook Axeon Hagens Berman

Por: Lusa

Corrida de sub-23 foi ganha pelo seu colega de equipa Logan Owen

O português Ruben Guerreiro (Axeon Hagens Berman) classificou-se este sábado em terceiro lugar na corrida de sub-23 Liège-Bastogne-Liège, na Béligca, que foi ganha pelo seu colega de equipa Logan Owen.

O norte-americano completou os 178,6 quilómetros em 4:36.01 horas e cortou a meta isolado, com 44 segundos de avanço sobre o russo Pavel Sivakov (BMC Development), enquanto Ruben Guerreiro encabeçou um primeiro grupo, a 1.14 minutos.
Nesse conjunto de nove corredores seguia também Nuno Bico (Klein Constantia), o outro português em prova, que cruzou a linha em sétimo.
A 'clássica' Liège-Bastogne-Liège para o pelotão do WorldTour realiza-se a 24 de abril.

Fonte: Record on-line

“Seleção Nacional/Liberty Seguros”

César Martingil quinto classificado na última etapa

O português César Martingil foi hoje o quinto classificado na terceira e última etapa do ZLM Tour, uma ligação de 177,2 quilómetros, com partida e chegada em Goes, ganha pelo dinamarquês Andreas Stokbro.

A última jornada da prova holandesa da Taça das Nações de Sub-23 foi corrida a grande velocidade, com a colocação no pelotão, para evitar os “cortes”, a exigir grande esforço. César Martingil conseguiu estar junto dos melhores e lutou pelos lugares cimeiros. Os mais rápidos foram o dinamarquês Andreas Stokbro, o espanhol Iván García Cortina e o estoniano Aksel Nömmela, que ocuparam as três primeiras posições.

“Foi uma jornada muito difícil, mais uma vez com vento e alta velocidade. Na parte final, o Rui Oliveira colocou um ritmo fortíssimo, que estirou o pelotão, levando o César Martingil na roda. Foi pena o Martingil ter-se precipitado, lançou o sprint muito cedo, a 300 metros da chegada, e foi ultrapassado por quatro corredores. O quinto lugar é bom, mas fica o sabor amargo por sabermos que podíamos ter ido mais além. A vitória hoje teria sido possível”, considera o selecionador nacional, José Poeira.

Todos os elementos da Seleção Nacional/Liberty Seguros conseguiram entrar hoje no pelotão principal. Rui Oliveira foi 23.º, Luís Gomes foi 40.º e João Silva 41.º.

A corrida acabou por ser decidida no contrarrelógio por equipas da primeira etapa, ganho pela Noruega. A seleção nórdica terminou a competição com os quatro primeiros lugares da geral individual. A vitória pertenceu a Amund Jensen Grondahl. César Martingil foi 57.º, a 2m57s, a mesma diferença entre Rui Oliveira, 58.º, e o vencedor. João Silva terminou na 79.ª posição, a 7m14s, e Luís Gomes encerrou a representação lusa, a 9m35s, no 83.º posto.

Guerreiro e Bico em destaque

Num sábado que mostrou que o ciclismo português tem futuro, outros dois lusos conseguiram ficar no top 10 de uma competição internacional de sub-23. Aconteceu na Bélgica, na Liège-Bastogne-Liège de Sub-23. Rúben Guerreiro (Axeon-Hagens Berman), que saltou do pelotão no último “muro” cortou a meta na terceira posição. Nuno Bico (Klein Constantia), que esteve em fuga toda a jornada, foi o sétimo classificado. A vitória pertenceu ao estadunidense Logan Owen (Klein Constantia).

Fonte: FPC

“Jóni Brandão é quarto em Fermoselle”

Corredor da EFAPEL foi o melhor das formações do escalão Continental

No regresso do pelotão da Vuelta Ciclista Castilla y León a Espanha, depois de uma passagem por Portugal com chegada (ontem) e partida (hoje) em Bragança, Jóni Brandão colocou a EFAPEL em plano de evidência. O corredor da formação de Ovar foi o quarto a cortar a meta em Fermoselle e o melhor entre os atletas de equipas do escalão Continental. A etapa foi ganha por Alejandro Valverde, da Movistar, que chegou isolado ao final.

O vento esteve presente durante quase toda a tirada e foi, em parte, responsável pelo espectáculo ao longo do dia. Foram inúmeros os cortes no pelotão que mais perto do fim deixou sair um grupo de 24 unidades. Este apanhou os fugitivos do dia e só se desfez na última subida do dia. Aí, Jóni Brandão destacou-se com uma subida consistente. O corredor da EFAPEL chegou integrado no grupo perseguidor a 51 segundos do vencedor.

Com este resultado, a EFAPEL coloca Jóni Brandão na sétima posição da classificação geral e melhor das formações nacionais e do escalão Continental presentes na Vuelta Ciclista Castilla y León.

“A etapa de hoje foi dura. O vento lateral criou muitas dificuldades aos ciclistas, em especial nos últimos 60 quilómetros. O Jóni Brandão esteve em bom plano e ao terminar na quarta posição, coloca-se num lugar em que amanhã pode, juntamente com mais alguns adversários, ambicionar a terminar no pódio”, afirmou o director desportivo, Américo Silva.

Amanhã termina a Vuelta Ciclista Castilla y León com aquela que é considerada a etapa rainha da competição. Pela frente, os corredores têm 161,4 quilómetros entre Salamanca e o Alto de la Plataforma, em Candelario. O percurso apresenta quatro contagens de montanha. Uma de terceira, duas de segunda e a última, coincidente com a meta, de primeira categoria.

Classificação da primeira etapa na Vuelta Ciclista Castilla y Leon

    Alejandro Valverde        Movistar Team                4h21m28s

    Carlos Barbero        Caja Rural - Seguros RGA        a 51s

    José Joaquin Rojas        Movistar Team                mt


    Jóni Brandão            EFAPEL                mt

27º    Nuno Almeida        EFAPEL                a 6m55s

35º    Álvaro Trueba        EFAPEL                mt

46º    Henrique Casimiro        EFAPEL                mt

49º    Daniel Mestre            EFAPEL                a 8m18s

65º    Rafael Silva            EFAPEL                a 19m08s

NT    António Barbio        EFAPEL                NT

Classificação geral individual após a primeira etapa na Vuelta Ciclista Castilla y Leon

    Carlos Betancur        Movistar Team                8h49m11s

    Alejandro Valverde        Movistar Team                a 3s

    Pello Bilbao            Caja Rural - Seguros RGA        a 4s


    Jóni Brandão            EFAPEL                a 1m04s

25º    Álvaro Trueba        EFAPEL                a 7m03s

36º    Nuno Almeida        EFAPEL                a 7m08s

42º    Henrique Casimiro        EFAPEL                mt

45º    Daniel Mestre            EFAPEL                a 8m31s

56º    Rafael Silva            EFAPEL                a 19m21s

Fonte: Efapel