quinta-feira, 7 de abril de 2016

“Só Samuel Sanchez supera Rui Costa na quarta etapa da Volta ao País Basco”


 
Foto: LIONEL BONAVENTURE / AFP

O ciclista luso mantém o sétimo posto na classificação, apesar da boa prestação desta quinta-feira, Rui Costa continua a subir de forma no País Basco
O ciclista português Rui Costa (Lampre-Merida) foi hoje segundo na quarta etapa da Volta ao País Basco, atrás do espanhol Samuel Sánchez (BMC), e manteve o sétimo lugar da geral, liderada pelo holandês Wilco Kelderman (LottoNL-Jumbo).
O grupo de favoritos tardou a reagir ao ataque de Sánchez, campeão olímpico em Pequim2008, e, por isso, Rui Costa teve de contentar-se com o segundo posto na tirada, à frente dos grandes nomes do pelotão, conseguindo ainda assim o seu melhor resultado da época e o melhor desde que se sagrou campeão nacional de fundo, em Braga, em junho do ano passado.
Depois de vários ataques infrutíferos dos principais candidatos no exigente ‘muro’ de Aia, com troços com inclinação de 28 por cento, o veterano da BMC acelerou nos metros finais da etapa, numa subida sem contagem, e conquistou uma vantagem que o grupo não conseguiu anular, cruzando a meta em Orio, depois de 165 quilómetros desde Lesaka, com o tempo de 4:13.12 horas.
Atrás de do espanhol de 38 anos, que somou a sua oitava etapa na prova, surgiu Rui Costa, que bateu ao ‘sprint’ Warren Barguil (Giant-Alpecin) e superou Sergio Henao (Sky), Nairo Quintana (Movistar) e Alberto Contador (Tinkoff), os homens que mais mexeram a corrida na parte final da tirada, na subida ao ‘muro’ de Aia, situado a 14 quilómetros da meta, e que ‘eliminaram’ o líder Mikel Landa (Sky) e a tentativa de Carlos Verona (Etixx-QuickStep), o últimos dos resistentes da fuga do dia.
Um corte no grupo de favoritos ditou que Landa perdesse oito segundos e, consequentemente, a amarela para Wilco Kelderman, que lidera a geral com quatro segundos de vantagem sobre Henao e sete sobre o anterior líder.
O campeão nacional de fundo mantém-se na discussão pela geral, estando a 14 segundos do holandês da LottoNL-Jumbo e a quatro segundos de Contador, que já venceu por três vezes a ‘Itzulia’ e está em quinto.
Pior estiveram os outros portugueses: André Cardoso (Cannondale) chegou integrado num grupo a 4.52 minutos, Mário Costa (Lampre-Merida) foi 85.º, a 11.10, Domingos Gonçalves terminou em 128.º, a 18.16, e o seu gémeo e colega José Gonçalves abandonou.
Na geral, Cardoso mantém-se como o segundo melhor português, na 45.ª posição, a 9.48 minutos de Kelderman, enquanto Domingos Gonçalves é 123.º, a 49.05, com Mário Costa três lugares mais atrás, a 49.34.
A quinta etapa, que se disputa na sexta-feira, adivinha-se como decisiva, uma vez que a ligação de 159 quilómetros, com partida em Orio, termina no alto de Arrate, uma contagem de primeira categoria.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa  

“Tiago Machado sobe ao 7º lugar no Circuito de Sarthe”

Foto: Lusa

O ciclista luso da Katusha subiu sete lugares na classificação geral esta quinta-feira.
O ciclista português Tiago Machado (Katusha) subiu hoje ao sétimo lugar da geral do Circuito de Sarthe, França, ao terminar a terceira etapa integrado no pelotão, ganha pelo russo e seu colega Anton Vorobyev.
Anton Vorobyev chegou isolado à meta, no final dos 190,3 quilómetros entre Angers e Pré-en-Pail, celebrando o seu segundo triunfo consecutivo na prova francesa com o tempo de 5:13.53 horas.
O alemão Patrick Gretsch (AG2R) foi segundo, a 51 segundos, com o francês Romain Hardy (Cofidis) a encabeçar o pelotão, no qual seguia Machado, 1.15 minutos depois.
Com o resultado na tirada montanhosa de hoje, o português da Katusha deu um pulo de sete lugares, estando a 2.18 minutos de Marc Fournier (FDJ), que continua firme na liderança, graças à sua fuga vitoriosa na primeira etapa.
O francês, que comanda a geral com 1.57 minutos de vantagem sobre Jérome Coppel (IAM Cycling) e 2.11 sobre Thomas Voeckler (Direct Energie), seus compatriotas, dificilmente perderá a camisola amarela, já que a quarta e última etapa, uma ligação de 176 quilómetros entre Abbaye de l’Epau e Arnage, é propícia para uma chegada ao ‘sprint’.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa  

“1ª edição da Resistência "Vida Por Vida"

Por: Nuno Almeida

No passado dia 03/04/2016, os atletas do Intercaimabike/Polisport/Lojas da Visão; Marcelo Almeida, Filipe Tavares, Jorge Martins e Nuno Almeida, participaram na 1ª edição da Resistência "Vida Por Vida", realizada no São Marcos em Fajões, Oliveira de Azemeis, com Organização dos Bombeiros Voluntários de Fajões.

Num dia muito cinzento e após uma chuvada fria, foi dada a partida pelas 9h, para as 3 horas de resistência em BTT, percorrendo os trilhos e caminhos circundantes a este monte do São Marcos, com uma extensão aproximada de 3,5kms. 

Percurso para todos os gostos, com alguns singletracks, subidas acentuadas e descidas sempre feitas com muita adrenalina, derivado à muita lama presente em alguns pontos do traçado, o que também tornou a prova bastante exigente e dura, daí a Organização ter optado por encurtar a mesma em 30 minutos, além de cortar uma descida muito acentuada.

Durante o decurso da resistência ainda fomos brindados com alguma chuva e granizo, mas no fim da prova tivemos direito a uns raios de sol para aquecer o ambiente, enquanto os participantes se degustavam com o porco no espeto, que foi serviço ali no recinto da prova.


Resultados em duplas:

Jorge Martins/Nuno Almeida - 3º lugar do pódio com 9 voltas.

Filipe Tavares/Marcelo Almeida - 4º lugar com 8 voltas

Uma boa causa com uma excelente organização em geral e decerto a repetir.

Obrigado pelo apoio na prova ao Sketes, Eduardo, Nuno, Ricardo, Zé e aos amigos em geral que puxaram por nós.

Próxima prova dia 17/04 em Arganil, a contar para a taça do centro de maratonas. 

Agradecimento especial aos patrocinadores que confiam no nosso projeto.

Fonte: Intercaimabike