domingo, 3 de abril de 2016

“Reportagem no “Jornal de Ciclismo” “12º Passeio Penteado.2016”

Já está on-line a reportagem no “Jornal de Ciclismo”, “12º Passeio Penteado.2016” realizado no Penteado/Moita, a mesma pode ser visualizada em: http://jornalciclismo.com/?p=41811 ou em: http://jornalciclismo.com/ onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Volta a Flandres/Peter Sagan conquista 2ª clássica da carreira”

Foto: AFP

Eslovaco bateu toda a concorrência, Peter Sagan volta às vitórias no Tirreno-Adriático.

O eslovaco Peter Sagan (Tinkoff) venceu hoje a Volta a Flandres e conquistou o primeiro 'monumento' da carreira, naquela que foi a segunda vitória em 'clássicas' em 2016, para o campeão do mundo de ciclismo de estrada.

Sagan tinha perdido para o polaco Michal Kwiatkowski (Sky) em Harelbeke, mas redimiu-se nas duas provas belgas mais relevantes do calendário de 'pavê'. Depois de vencer a Gent-Wevelgem, o eslovaco bateu toda a concorrência na Volta à Flandres.

Com 18 setores de empedrado, ao longo dos 255,9 quilómetros entre Brugge e Oudenaarde, Sagan atacou nos últimos três 'muros', mas só no último se livrou da companhia do belga Sep Vanmarcke (Lotto Jumbo).

Depois de aproveitar a subida, com 20% de inclinação, para se isolar na frente de corrida, Sagan controlou a vantagem no plano, quase em modo contrarrelógio, para entrar no restrito lote de vencedores de 'monumentos', as grandes provas de um dia (Milão-San Remo, Paris-Roubaix, Liège-Bastogne-Liège e Volta à Lombardia compõem o lote de cinco monumentos).

"Estou muito contente com este resultado. Foi uma corrida muito dura. Quero dedicar esta vitória aos ciclistas que morreram na última semana", disse o eslovaco no final da prova, homenageando os belgas Daan Myngheer e Antoine Demoitié, vitimados por ataque de coração e atropelamento, respetivamente.

Em edição centenária, Sagan cumpriu o percurso em 6:10.37 horas, sendo apenas o quinto ciclista a envergar a camisola de campeão mundial a triunfar na Volta à Flandres. Sagan é agora o natural favorito à mítica Paris-Roubaix, a 10 de abril, em França, a prova rainha do empedrado.

Sagan, que até se viu obrigado a trocar as duas rodas da bicicleta, a cerca de 100 quilómetros meta, assumiu agora a liderança do 'ranking' do WorldTour, ficando a curiosidade de que, também na prova feminina, a vitória 'sorriu' à atual campeã mundial de estrada, a britânica Elizabeth Armitstead.

Atrás de Sagan, e em época de despedida, o suíço Fabian Cancellara (Trek), três vezes vencedor desta prova, somou o quinto pódio na Volta à Flandres, a 25 segundos do eslovaco, relegando Vanmarcke para terceiro, a 28.

O 'sprinter' norueguês Aleksander Kristoff (Katusha) bateu a concorrência no grupo reduzido que fechou 'top-10', terminando no quarto lugar.

Nelson Oliveira (Movistar) foi o único português em prova e contribuiu na ajuda ao companheiro espanhol Imanol Erviti, sétimo classificado e melhor registo da Movistar na prova belga, apesar de não ter concluído a corrida.

O bicampeão nacional de contrarrelógio sofreu uma queda e, depois, trocou de bicicleta, devido a uma avaria mecânica numa altura em que a corria seguia veloz, tendo sido forçado a abandonar.

Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Volta a Rioja/Samuel Caldeira foi quarto na vitória de Michael Matthews”

Foto: Lusa

Matthews levou a melhor no sprint ao russo Sergey Shilov, Samuel Caldeira foi quarto na vitória de Michael Matthews.
O português Samuel Caldeira (W52-FC Porto-Porto Canal) foi hoje quarto classificado na Volta a Rioja em bicicleta, terminando a prova de 157,4 quilómetros com o mesmo tempo do vencedor, o australiano Michael Matthews (Orica-GreenEdge).
Matthews impôs-se no ‘sprint’ ao russo Sergey Shilov (Lokosphink) e ao espanhol Carlos Barbero (Caja Rural), segundo e terceiro classificados, respetivamente, enquanto Caldeira terminou na quarta posição.
Daniel Freitas, também dos ‘dragões’, concluiu a corrida no quinto posto, enquanto César Fonte (Radio Popular-Boavista) foi 12.º, também com o mesmo tempo do vencedor.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Van Avermaet fratura clavícula”

Foto: SAPO Desporto

As provas no empedrado estão, tradicionalmente, ligadas a acidentes e lesões.
A BMC anunciou hoje que o ciclista belga Greg Van Avermaet (BMC) sofreu uma fratura na clavícula direita, após queda na Volta à Flandres, estando arredado da ‘mítica’ Paris-Roubaix do próximo domingo, em França.
O 'sprinter', que venceu a última edição da prova de uma semana Tirreno Adriático, em Itália, beneficiando da suspensão da etapa rainha devido a neve, acabou impedido de disputar o triunfo na Flandres, ao ficar envolvido na queda coletiva no pelotão, a 100 quilómetros da meta.
Avermaet caiu juntamente com italianos Daniel Oss e Manuel Quinziato, o suíço Michel Schar e o norte-americano Taylor Phinney, os quatro companheiros de equipa envolvidos na queda.
O ‘sprinter’ belga ficou sentado na berma da estrada e consciente da impossibilidade de voltar à corrida.
O francês Démare (FDJ), vencedor da Milão-San Remo, foi outro dos favoritos obrigados a abandonar o segundo 'monumento' da época.
Depois do alemão John Degenkolb (Giant), a recuperar de um atropelamento desde o início do ano, falhar a defesa da vitória em Paris-Roubaix de 2015, agora é a vez do terceiro classificado da mítica clássica, de 10 de abril, desfalcar o lote de principais favoritos.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“2º BTT DHI Moto Galos (Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION)”

O Monte do Facho, em Barcelos, recebe a segunda prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION no próximo dia 10 de abril. Denominada 2º BTT DHI Moto Galos, a prova decorrerá entre as 13 e as 17h30.

Promovido pela Associação de Ciclismo do Minho e pela Associação Clube Moto Galos de Barcelos, o 2º BTT DHI Moto Galos, segunda etapa do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION, deixa em perspetiva um excelente espetáculo desportivo.

A prova, além das categorias de competição, será aberta à participação de todos os interessados que poderão participar integrados na categoria de promoção. Com um período para treinos entre as 10h00 e as 12h00 (competição) e as 10h30 e as 12h00 (promoção), a manga de qualificação começará às 13h00 e a manga final (sistema de manga única) às 15h00. A cerimónia de entrega de prémios está marcada para as 17h30.

A participação no 2º BTT DHI Moto Galos é gratuita para atletas federados. O secretariado para confirmação das inscrições decorrerá entre as 9 e as 10 horas (promoção) e as 10 horas e as 12 horas (competição). As pré-inscrições devem ser efetuadas através do email geral@acm.pt.

O 2º BTT DHI Moto Galos tem o apoio da Câmara Municipal de Barcelos, Freguesia de Oliveira - Barcelos, Federação Portuguesa de Ciclismo, Cision, Mondraker Store, Giroflé, Auramotive, Quimarte, Consifex, Firmo, Fervi, WTG - Imp & Exp, Arrecadações da Quintã, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, MAPFRE | Seguros e Bike Magazine (revista oficial).

No ano passado, o Campeão do Minho de BTT DHI, Fernando Silva, venceu em elites o 1º BTT DHI Moto Galos. Naquela que foi a terceira prova do Campeonato do Minho de BTT DHI - CISION de 2015 os vencedores das restantes categorias foram João Pereira (cadetes), Bruno Almeida (juniores), Jorge Afonseca (master 30), Maurício Conceição (master 40), José Rodrigues (master 50), Flávio Cajão (promoção) e a formação Restauradores da Granja / Centro Óptico de Fafe (equipas).

Fonte: ACM

“Taça de Portugal Feminina”

Daniela Reis “brinca” na Areia

Daniela Reis (DN17 Poitou Charentes) confirmou o favoritismo e venceu hoje, na Areia, Cascais, a primeira corrida da Taça de Portugal Feminina na categoria de elite.

A campeã nacional, que comanda a Taça de Franca em 2016, foi claramente a mais forte nos 60,3 quilómetros da prova deste domingo, que terminou em 1h44m43s. Seguiram-se duas corredoras da equipa algarvia 5Quinas/Município de Albufeira, Liliana Jesus, a 1m46s, e Celina Carpinteiro, a 4m46s.

Maria Martins venceu a corrida de juniores, apesar de estar na sua primeira temporada naquela categoria. Bateu, por 3 segundos, Beatriz Lopes (Academia Joaquim Agostinho Femininas/UDO), e, por 20 segundos, Soraia Silva (Bairrada), que a acompanharam no pódio.

Nádia Henrique (Mato Cheirinho/Liberty Seguros/Vila Galé) dominou a corrida de cadetes, terminando 19 segundos antes de Jéssica Ribeiro (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade) e 22 segundos adiantada em relação Joana Pereira (CAJ Raposa).

Elisete Sousa (5Quinas/Município de Albufeira) impôs-se entre as veteranas, relegando Filomena Paulo (Anipura/CACB/Comp. Serra) para o segundo posto, a 51 segundos, Orieta Oliveira (5Quinas/Município de Albufeira), a 1m19s.

Fonte: FPC

“Taça Cyclin’Portugal de DHI”

Cyclin’Portugal de DHI, assumindo o comando da classificação geral do troféu.

Josh Bryceland puxou pelos galões na Pampilhosa

O número 5 do ranking mundial de downhill (DHI), o britânico Josh Bryceland (Santa Cruz Syndicate), triunfou hoje, na Pampilhosa da Serra, na segunda etapa da Taça
O terceiro classificado no Campeonato do Mundo de 2015 nem começou a jornada da melhor forma, fazendo a descida de qualificação com o terceiro tempo. Na final acelerou, retirou mais de 10 segundos ao desempenho da manga inicial, colocando-se no topo do pódio, com 2m23,595s.

O principal opositor foi o campeão nacional de DHI, Vasco Bica (MS Racing Portugal), que gastou mais 3,40 segundos do que o vencedor. O espanhol Edgar Carballo fechou o pódio de elite, a 3,77 segundos de Bryceland.

A campeã italiana de DHI, Veronika Widmann (Bike Club Neumarkt Egna), triunfou com à vontade na prova feminina, fechando a descida final em 2m54,788s. A compatriota Eleonora Farina (Gb Rifar Team), vencedora da Taça da Europa no ano passado, foi a segunda classificada, a significativos 5,05s. A campeão portuguesa, Filipa Peres (RG Centro Ótico de Fafe), fechou o pódio e passou para o comando da geral feminina da Taça Cyclin’Portugal.

O espanhol Carlos Langelaan (Commençal) foi o júnior mais veloz, enquanto Cláudio Sousa (MS Racing Portugal) triunfou em cadetes.

Os vencedores nas categorias de veteranos foram o master 30 Daniel Pombo (Ciclo Madeira Clube Desportivo), o master 40 Rui Cruz (MCF/Xdream/Município de S. Brás) e o master 50 João Estêvão (Wildpack Algarve Racing).

Fonte: FPC

“Reportagem no “O Praticante” “12º Passeio Penteado.2016”

Reportagem no “O Praticante” “12º Passeio Penteado.2016”

Já está on-line a reportagem no “O Praticante” “12º Passeio Penteado.2016” realizado no Penteado/Moita, o mesmo pode ser visualizado em: http://www.opraticante.pt/12o-passeio-de-cicloturismo-do-penteado-um-passeio-cheio-de-emocao/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Galeria Multimédia” divulgação das Fotos do “12º Passeio do Penteado.2016”

Já estão on-line na “Galeria Multimédia”, as fotos do “12º Passeio do Penteado.2016” realizado hoje no Penteado/Moita, as mesmas podem ser visualizadas em:

12º Passeio de Cicloturismo do Penteado, um passeio cheio de emoção

Texto: José Morais

Fotos: José Morais e António Baganha   

O Penteado/Moita recebeu este domingo 3 de abril mais um passeio do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), com trajeto de 65 quilómetros aproximadamente, a organização esteve a cargo do Núcleo de Cicloturismo do Penteado, a concentração teve início pelas 8 horas, sendo a partida dada pouco passava das 9 horas, com passagem por; Moita, Lagoinha, Auto Europa, Bairro Alentejano, Barra Cheia, Moita, Carvalhinho, Chão Duro, Gaio, Rosário, Sarilhos Pequenos, Chão Duro, penteado, Pinhal Novo, Atalaia, Sarilhos Grandes e Penteado, onde cerca das 12.30 terminaram as pedaladas.

Na sua 12ª edição, o passeio do Penteado contou este ano com mais de duas centenas de participantes, oriundos na maioria da área da Grande Lisboa, e ainda algumas equipas que se deslocaram de maís longe caso da equipa de Vila Nova de Cernache Coimbra, Brogal Leiria, Alcanhões Santarém, e Marinhais, onde todos os cicloturistas puderam participar nestas bonitas pedaladas, junto com os seus acompanhantes, tendo ainda um paragem pelo meio no Penteado, onde junto á sede da coletividade, todos puderam saborear as diversas iguarias colocadas á disposição, muita água, fruta, sumos e bolos, estes confecionados por amigos, simpatizantes e elementos da coletividade, num evento este ano marcante, e carregado de emoção, já que se relembraram dois antigos dirigentes do Núcleo.

Com uma manhã de domingo a acordar coberta de nuvens, onde a chuva este ausente, apenas algum vento forte se fazia sentir, os participantes pedalaram a bom ritmo, numa velocidade de verdadeiro cicloturismo, com a organização e esmerar-se em dar o seu melhor, algo que já há vários anos o veem fazendo, e onde já lhes valeu dois reconhecimentos, em 2012 com o 1º lugar, considerado o melhor passeio do ano, e em 2014 um 2º lugar, um prémio atribuído pela Revista Notícias do Pedal.

Momentos sem dúvida de emoção estiveram presentes este ano quase ao longo de todo o passeio, porem três momentos se destacaram, o primeiro, na primeira paragem junto ao cemitério de Fornos, onde foi feito um minuto de silêncio a João Ginó, um dos fundadores do Núcleo. Depois retomadas as pedaladas, no cemitério da Moita, o segundo momento de emoção, aqui se recordou o José Manuel Fernandes, também ele fundador, fazendo também aqui novamente um minuto de silêncio. E o último ainda mais emocional e sentido, a homenagem a José Manuel Fernandes onde foi recordado, sendo oferecido á família, a filha Carla Fernandes, também ela uma cicloturista que pedalou sempre na cabeça do pelotão, recebeu assim em primeiro o diploma de Sócio de Mérito a Titulo Póstumo, atribuído pela FPCUB, pelo contributo que José Manuel Fernandes deu á modalidade, e ainda da parte da Revista Notícias do Pedal, uma miniatura de uma bicicleta em madeira, onde ao lado estavam duas fotos do Zé, na última entrevista que deu ao Notícias do Pedal, foram momentos sem dúvida de grande emoção, que marcaram este passeio, mas com a missão de se ter cumprido um dever, e reconhecer a pessoa que foi José Manuel Fernandes.

Para Carla Fernandes, agora responsável pelo Núcleo, seguindo assim as pisadas do Pai, e muito bem, falou ainda um pouco emocionada á nossa reportagem, ao referir que o passeio correu bem, este ano com alguma emoção, devido aos acontecimentos, estando ainda um pouco em ilusão, mas a vida tem de seguir em frente, e agradeceu o apoio a todos, o carinho, e sobre tudo a presença de muitos amigos que fizeram questão de marcar presença: Como mensagem, a que estejam presentes no próximo ano, e um obrigado especial a todos.

E foram assim alguns do momentos melhores do evento, pelo meio alguma consternação, algumas emoções, mas com satisfação no final de todos os participantes, os quais puderam no final confraternizar num grande almoço, a típica feijoada muito bem confecionada, com a entrega de lembranças alusivas a todos os participantes, num passeio que contou com um número imenso de voluntários do Núcleo do Penteado, tanto no abastecimento, na estrada apoiando a Brigada da GNR que fez um excelente trabalho, e também a todos que proporcionaram o magnifico almoço, na sua confeção, pouco mais para dizer, apenas deixar os parabéns por esta organização.