sexta-feira, 1 de abril de 2016

“Autópsia a Antoine Demoitié não permitiu determinar causa da morte”

Foto: SAPO Desporto

O inquérito prosseguirá agora com a audição de várias testemunhas e perícias à bicicleta e à moto que atropelou o belga.
A autópsia ao corpo do ciclista belga Antoine Demoitié, que faleceu no domingo na sequência de uma queda na ‘clássica’ Gent-Wevelgem, não permitiu concluir que a sua morte resultou do atropelamento de uma moto da corrida.
“A causa da morte é um golpe na base traseira do crânio, que provocou uma hemorragia cerebral”, indicou à AFP Eric Fouard, o procurador de Dunquerque, relevando que o médico legista não conseguiu determinar se a lesão resultou da queda do ciclista ou do choque com uma moto da caravana da prova.
Antoine Demoitié, de apenas 25 anos, ficou envolvido numa queda na traseira do pelotão, junto dos carros dos diretores desportivos, sendo posteriormente atropelado por uma moto da corrida, que não conseguiu evitar o ciclista belga, que estava no chão.
Depois do acidente ocorrido em Sainte-Marie-Cappel, em território francês, decorridos que estavam 150 quilómetros da Gent-Wevelgem, o jovem corredor da Wanty-Gobert foi transportado para um hospital em Nice, onde acabou por morrer.
A morte de Demoitié gerou uma polémica no pelotão sobre a presença das motos nas provas velocipédicas, com alguns ciclistas a queixarem-se do grande número de veículos de duas e quatro rodas que acompanha a caravana.
O procurador de Dunquerque explicou que a lesão foi “imediatamente mortal”, em resposta às questões suscitadas sobre a demora da assistência ao ciclista de 25 anos, cuja queda aconteceu às 15:05 locais (menos uma hora em Lisboa). A chegada da ambulância aconteceu 45 minutos depois.
“De acordo com o especialista legista, a morte parecia inevitável dada a natureza da lesão”, salientou Eric Fouard.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Viviani bate Kittel nos Três Dias De Panne”

Foto: Reuters
O italiano Elia Viviani (Sky) venceu a 2.ª etapa dos Três Dias De Panne, na Bélgica, batendo ao sprint o alemão Marcel Kittel (Etixx). O norueguês Alexanker Kristoff (Katusha), 3.º na etapa, mantém a liderança.
Fonte: Record on-line

“RP-Boavista inicia "campanha espanhola"

Presença no Grande Prémio Miguel Indurain e Volta a Rioja anuncia campanha internacional da equipa na presente época.

A Radio Popular-Boavista compete este sábado na 18.ª edição do Grande Prémio Miguel Indurain, seguindo-se, no dia seguinte, a participação na Volta a Rioja. As duas corridas espanholas assinalam o arranque da campanha internacional da equipa, aproveitando a pausa do calendário nacional.

Em 2015, Alberto Gallego, na 11.ª posição, foi a melhor "pantera" no GP Miguel Indurain, seguindo-se David Rodrigues, 18.º, numa edição conquistada pelo espanhol Angel Vicioso (Katusha). Na Volta a Rioja '15, César Fonte foi 11.º com o triunfo a pertencer ao australiano Caleb Ewan (Orica).

Para ambos os compromissos, o diretor-desportivo José Santos escolheu o seguinte alinhamento. - Carlos Jimenez, César Fonte, David Rodrigues, Frederico Figueiredo, Guillaume Almeida, Pablo Guerrero, Ricardo Vale e Victor Exteberria.

O GP Miguel Indurain contará 191 quilómetros, apresentando três contagens de montanha de 2.ª categoria e uma montanha de categoria especial. A corrida terá início às 11h20 (hora portuguesa) e final pelas 16h30. Poderá acompanhar a prova pela televisão do País Basco - www.eitb.eus - e pelo twitter oficial: https://twitter.com/CCEstella O site oficial da corrida está acessível aqui www.clubciclistaestella.com/

A Volta a Rioja é uma prova mais antiga - cumpre a 56.ª edição - e o seu percurso é mais acessível, além de mais curto: 157 quilómetros com partida e chegada a Logrono. A partida está prevista para a 9h00 (hora portuguesa). O site oficial da corrida está acessível aqui www.clubciclistaestella.com/

"Aproveitando a pausa do calendário português, iniciamos um ciclo de competições internacionais nas quais, o nosso objetivo, passa por intrometer os nossos jovens valores nos lugares cimeiros, tal como fizemos no ano passado, quando fomos a melhor equipa portuguesa em ambas as competições", declarou José Santos, diretor-desportivo.

 Fonte: RP-Boavista

“João Fernandes no estágio da Seleção Nacional”


O atleta Goldwin – Team José Maria Nicolau, João Fernandes foi um dos eleitos pelo selecionador nacional José Poeira para o estágio da Seleção Nacional, que teve o seu inicio no passado dia 28 e terminou a 30 de Março.

O nosso ciclista foi merecedor da confiança do selecionador nacional, depois do bom momento de forma evidenciado neste início de época.

No passado dia 28 de Março, os ciclistas foram acolhidos no Centro de Alto Rendimento de Sangalhos; o dia 29 foi marcado pela realização de vários testes físicos no Velódromo Nacional. No final deste estágio houve um treino na estrada, com passagem na serra do Caramulo, que marcou o final da concentração.   

Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau