segunda-feira, 7 de março de 2016

“Tiago Machado 22º em Itália”

Português em ação no Grande Prémio Industria e Artigianat
Foto: Filipe Farinha
Tiago Machado (Katusha) foi ontem, em Itália, 22º no Grande Prémio Industria e Artigianato, ficando a 1.13 m do australiano Simon Clarke (Cannondale).
A corrida, com quase 200 km, contou com mais três portugueses, todos da Caja Rural. Ricardo Vilela foi 23º, a 1.23 m, sendo que os gémeos José e Domingos Gonçalves estiveram entre os muitos desistentes (58 entre 132). Eles, e ainda os italianos Vincenzo Nibali (Astana) e Rinaldo Nocentini, que correu pela seleção do seu país. O transalpino regressa esta semana a Portugal para integrar o Sporting-Tavira, que vai correr o Grande Prémio Liberty Seguros e a Volta ao Alentejo.
Já no Grande Prémio Lillers, Fábio Silvestre (Leopard) foi 63º.
Tirreno-Adriático
Entretanto, quarta-feira começa o Tirreno-Adriático, prova do World Tour. Entre os inscritos estão três portugueses: Tiago Machado José e Domingos Gonçalves. Alejandro Valverde (Movistar), Vincenzo Nibali e Joaquin Rodriguez (Katusha) são algumas das estrelas para a corrida italiana. *
Fonte: Record on-line

“Paris-Nice: Rui Costa foi 26.º na segunda etapa”

Autor: Lusa
Foto: Epa
Tirada vencida ao sprint pelo francês Arnaud Démare.
O ciclista português Rui Costa (Lampre-Merida) foi esta segunda-feira 26.º na primeira etapa da Paris-Nice, vencida ao sprint pelo francês Arnaud Démare (FDJ), com o australiano Michael Matthews (Orica) a continuar na liderança. Campeão do mundo de sub-23 em 2011, Démare cumpriu os 195 quilómetros, entre Condé-sur-Vesgre e Vendôme, em 4:29.53 horas, batendo Bem Swift (Sky) e Nacer Bouhanni (Cofidis), num primeiro pelotão no qual estava Rui Costa.
Vencedor do prólogo, Michael Matthews foi quinto e manteve a liderança, presa por três segundos para Tom Dumoulin (Giant-Alpecin) e por quatro para Patrick Bevin (Cannondale).
Rui Costa é agora 40.º a 34 segundos do comandante, enquanto Mário Costa (Lampre-Merida) foi 162.º a 9.20 minutos e ocupa a mesma posição na geral, a 10.05, os mesmos tempos de atraso que tem Sérgio Paulinho (Tinkoff), que hoje foi 153.º.
A segunda etapa disputa-se na terça-feira com o grupo a percorrer 214 quilómetros entre Contres e Commentry, em jornada propícia para os velocistas.
Fonte: Record on-line

“O TRAINING CAMP é o reflexo da nossa paixão pelo ciclismo”

O intuito do Training Camp é criar um evento desportivo tanto para os ciclistas, como para quem os acompanha e apoia. Um fim-de-semana inteiramente ligado ao desporto, onde prevalece o espírito de equipa, entreajuda, partilha, aprendizagem e muita boa disposição.
É isto que nós podemos assegurar... Um fim-de-semana excelente!
Durante todo o Training Camp irá sentir a essência de ser um ciclista profissional. Terá apenas que se preocupar em pedalar e em relaxar… o restante fica a cargo dos elementos do staff: a mecânica, os abastecimentos, percursos, recuperação… tudo é pensado ao mínimo pormenor para que o seu fim-de-semana seja perfeito!
Poderá participar sozinho, ou na companhia de que o apoia. Este evento prevê a possibilidade de incluir a sua família, integrando-a também noutras atividades desportivas.
Decidimos desafia-lo com o 8º TRAINING CAMP da BIKETREINO.
Desta vez será realizado no Água Hotels DOURO Scala*****, nos dias 08, 09 e 10 de Abril, e terá como tela de fundo o Douro Vinhateiro!
Convidamo-lo a espreitar o programa completo na seguinte imagem:
Seguem abaixo os valores*
Check in a 08/04 e check out a 10/04/2016:
Adultos      195€
Crianças (em cama extra)   97.50€
* Os valores incluem todo o programa em regime de pensão completa,
alojamento em quarto duplo.
Qualquer dúvida que surja, ou para se inscrever, poderá usar os contactos indicados.
Contamos consigo?

“1200 Bikes no Eurocidade BTT”

Prova Afirma-se na Península Ibérica
A Eurocidade Valença foi a capital ibérica do BTT no último fim-de-semana com a participação recorde de 1200 bikes, na quinta edição de uma prova internacional já referência na Península Ibérica.
Duas cidades, dois países, o rio Minho, a Fortaleza de Valença, a Catedral de Tui, o Parque Natural do Monte Aloia e o Monte do Faro proporcionaram muita adrenalina aos aficionados, percorrendo paisagens únicas.
A prova teve dois circuitos permitindo a participação de todos os aficionados ao BTT, desde os iniciados até aos mais experientes. O primeiro circuito teve 45 km, aberto a todas as bikes e com um desnível acumulado de 1005 metros e outro com 69 km's, com características de maratona e com uma trialeira, para os melhores tempos com um desnível acumulado de 1775 metros.
A prova de btt da Eurocidade tem conseguido reunir um número crescente de aficionados, oriundos de toda a Península Ibérica, permitindo ano após ano bater o número de inscritos das edições anteriores.
Um percurso pedestre ribeirinho, junto ao Minho, deu a conhecer as paisagens naturais e os testemunhos patrimoniais mais emblemáticos de Valença e Tui, destinado aos acompanhantes dos participantes na prova.
A organização foi da Eurocidade Valença Tui e contou com a colaboração da Peña Ciclista Biciosos Rias Baixas, dos Bombeiros Voluntários de Valença e Cruz Vermelha de Valença.
Fonte: Câmara Municipal de Valença

“ASFIC/DINAZOO com dois pódios em Alpiarça”

Realizou-se este domingo, dia 6 de Março, na localidade de Alpiarça a “ 9.ª Maratona BTT Águias de Alpiarça”, 2.ª prova pontuável para a Trofeu XCM Santarém/Olympia e 3.º prova pontuável para a Taça Regional XCM Santarém e como não podia deixar de ser, a ASFIC / DINAZOO esteve lá e foi representada pelos seus atletas Edgar Oliveira, Carlos Santos e Carlos Oliveira.  A equipa Riomaiorense apresentou-se muito motivada para esta prova, tendo em conta que Edgar Oliveira lidera ambas as competições, no escalão M35 Federados,  Carlos Santos lidera  em  Master A Maratona/Promoção e Carlos Oliveira é 3.º em Master B/C meia-maratona. Sendo uma prova pontuável para duas competições, era de esperar um elevado nível competitivo e assim aconteceu, ainda que, muitos atletas “habituais” destas competições não tivessem marcado presença, por se encontrarem em outras competições, o que não invalida de continuaram a lutar pela classificação final, uma vez que das 6 provas que pontuam para o Trofeu, apenas 5 contam para a classificação final.  No que diz respeito à prestação dos atletas Riomaiorenses, estes consideram que foi bastante positiva, ainda que, o atleta Edgar se tenha visto envolvido numa queda logo no início, que apesar de não ter caído, o fez perdeu o contacto com a frente da corrida e não mais a conseguiu alcançar.

Para a história fica a seguinte classificação:    Edgar Oliveira - 2.º lugar Master35 / 6.º Geral – Maratona Federada Carlos Santos – 2.ºlugar Master A / 4.ºGeral – Maratona Promoção Carlos Oliveira – 6.º Master C / 50.º Geral – Meia Maratona  Com estes resultado a equipa Riomaiorense conta com três lideranças, pois o atleta Edgar Oliveira lidera o escalão Master 35 (Federados) na Taça Regional XCM Santarém, e no Trofeu XCM Santarém/Olympia e o atleta Carlos Santos lidera o escalão Master A, Maratona Promoção no Trofeu XCM Santarém/Olympia. E ainda conta com o atleta Carlos Oliveira no 3.º lugar em Master C Meia Maratona.   Os atletas Riomaiorenses felicitam a organização, contudo esperavam um melhor desempenho administrativo na entrega de dorsais e na “construção” do percurso.     A próxima prova pontuável para o Troféu e Taça irá realizar-se dia 3 de Abril na localidade de Alcanhões.
Fonte: ASFIC
 
 

“GoldWin-Team José Maria Nicolau lutadora nas Classsicas “


Amarante, terra localizada no coração do Tãmega e da Serra do Marão, zona de míticas subidas, constante sobe e desce e um asflato que faria lembrar o piso de qualquer clássica internacional. Na Clássica da Primavera Victor Valinho e José Neves foram “Grandes” e integraram a fuga do dia, composta por duas dezenas de elementos e que viriam a discutir a prova. Valinho, marcado pelo piso teve um furo nos últimos quilometros, mas não se deixou intimidar, perseguiu os ciclistas dianteiros, e foi o quarto ciclista das equipas de clube a cortar a meta. Já José Neves fez uma recuperação espetacular ao longo da corrida, saindo do pelotão e a solo alcançou o grupo dianteiro, onde se encontrava o seu companheiro, destacando as cores da GoldWin, foi 6º na classificação geral da Juventude. Este esforço dos jovens ciclistas da Goldwin – Tam José Maria Nicolau, permitiu alcançar um excelente segundo lugar por equipas, entre as formações de clube. 
Outra Clássica que marcou este fim de semana foi a Clássica da Primavera, uma competição com 145km e as suas 7 subidas ao alto do Monte de S. Félix, marcado por constantes alterações de ritmo, fugas e mudanças em todas as voltas da frente de corrida, fez a equipa da GoldWin brilhar através de  João Fernandes. Escudado pelos seus companheiros ultrapassou o ritmo imposto nas voltas finais e  foi 5º classificado no sprint final, após o estrangeiro Matti Manninen (Bliz-Merida), ganhar isolado. 
Próximo fim de semana será em terras Algravias com o GP Liberty Seguros, Prova Internacional 2.2 que a antecede a Volta ao Alentejo! 
 
CLASSIFICAÇÃO CLASSICA DE AMARANTE: 21º Victor Valinho – 6º Equipas de Sub.23 25º José Fernandes – 6º Sub-23 37ª André Ramalho – 10º Sub-23 39º Fábio Oliveira – 11º Sub-23 

Classificação Classica da Primavera 21º João Fernandes – 5º Sub-23 33º Fábio Oliveira – 12º Sub-23.
Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau
 
 

“Efapel/Rafael Silva no pódio da Clássica da Primavera”

Corredor da EFAPEL foi o melhor das formações portuguesas
Rafael Silva voltou a estar em evidência, desta vez na Clássica da Primavera, que se disputou na Póvoa de Varzim. O ciclista da EFAPEL terminou na terceira posição, após quase 150 quilómetros. A vitória foi para o finlandês Matti Manninen que conquistou o primeiro lugar após uma fuga bem-sucedida. Sebastian Baylis foi segundo.
Num dia em que os corredores subiram por sete ocasiões ao topo do Monte de São Félix, a EFAPEL voltou a estar em destaque, desta vez com um lugar no pódio. A formação liderada por Américo Silva sabia que tinha condições para discutir os primeiros lugares e assim o fez.
"Depois da Clássica de Amarante, hoje tivemos mais uma corrida de um dia e voltámos a mostrar que estamos no caminho certo, com uma evolução positiva na forma dos nossos corredores e enquanto equipa. O pódio obtido pelo Rafael é bom antes de uma fase em que vamos preparar a nossa participação nas provas que se avizinham”, afirmou o director desportivo da EFAPEL.
A equipa profissional de ciclismo EFAPEL volta à estrada já no próximo fim-de-semana no sul do país. A formação de Ovar compete no Grande Prémio Liberty Seguros nos dias 12 e 13 deste mês.
Classificação final individual da Clássica da Primavera
    Matti Manninen        Bliz - Merida                3h52m07s
    Sebastian Baylis        Zappi’s                    a 3m01s
    Rafael Silva            EFAPEL                a 3m48s
11º    Filipe Cardoso        EFAPEL                mt
19º    Álvaro Trueba        EFAPEL                a 3m52s
26º    Jóni Brandão            EFAPEL                mt
43º    Hélder Ferreira        EFAPEL                a 5m57s
48º    Nuno Almeida        EFAPEL                a 6m46s
49º    António Barbio        EFAPEL                mt
Fonte: Efapel