quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

“Sport Lisboa e Benfica vence 2ª etapa do Campeonato Nacional Jovem”

Foi disputada mais uma etapa do Campeonato Nacional Jovem, desta feita numa competição de Duatlo. Depois da vitória alcançada nas Lezírias o Sport Lisboa e Benfica volta a vencer a competição e reforça a sua posição na liderança do Campeonato.
Foram mais de 350 jovens em representação de 29 clubes aqueles que aceitaram o desafio da Federação de Triatlo de Portugal e da Câmara Municipal da Chamusca. Divididos por escalões percorreram distâncias que variaram entre os 400m de corrida, 1km de ciclismo, 200m de corrida e os 2km de corrida, 8km de ciclismo e 1km de corrida.
Entre toda a concorrência os vencedores individuais em cada categoria foram Leonor Esteireiro, Águias de Alpiarça, e Martim Santos, Sport Lisboa e Benfica, no escalão de Benjamins. Constança Santos, Sport Lisboa e Benfica, e Tomás Prudêncio, Sport Lisboa e Benfica, na categoria de Infantis. Carolina Campos, Núcleo do Sporting da Golegã, e Duarte Santos, Clube de Natação de Torres Novas, nos Iniciados. Margarida Lopes, CNCVG, e José Pedro Vieira, Clube de Natação de Torres Novas, venceram no escalão de Juvenis.
Em termos colectivos o Sport Lisboa e Benfica voltou a sair vitorioso sobre a concorrência. O Alhandra Sporting Club classificou-se em segundo lugar e o Clube de Natação de Torres Novas foi terceiro.
Na mesma manhã foi realizada uma Prova Aberta destinada a todos os interessados em participar numa prova de Duatlo de distância super-sprint. O desafio de 2km de corrida, 8km de ciclismo e 1km de corrida final foi vencido por Octávio Vicente, BykeMania/Frankfurt/Clube Praças e Melanie Santos, Alhandra Sporting Club.
Fonte: FTP

“Inscrições abertas para o Triatlo de Cascais”

As inscrições para o Triatlo de Cascais 2016 encontram-se abertas. O evento que será organizado pela 3 Iron Sports, com o apoio técnico da FTP, receberá duas provas pontuáveis para competições do calendário competitivo Nacional. Sábado, dia 24 de Setembro, será disputada uma etapa da Taça de Portugal de Triatlo na distância sprint e domingo, dia 25, será realizada uma prova de triatlo longo pontuável para o Campeonato Nacional de Clubes de triatlo longo.
As inscrições estarão abertas a todos os interessados em participar em qualquer um dos desafios sendo que será importante reter algumas informações a ter em conta no momento de inscrição. É expressamente obrigatório a todos os atletas que queiram participar como federados e que pretendam pontuar para os clubes que representam que, no momento de inscrição, preencham os dados com o seu número de licença da FTP. Só com o preenchimento deste requisito serão considerados atletas federados e poderão usufruir das condições a que terão direito enquanto tal. Outra informação importante a reter será que caso no dia da competição um atleta não tenha o seu exame médico em dia não poderá participar enquanto federado e, consequentemente, não pontuará para a equipa que representa. Nesse sentido, será necessário dirigir-se ao secretariado da prova e proceder ao pagamento da diferença de valor de inscrição entre atleta federado e não federado.
As inscrições para este evento serão unicamente feitas através no site do organizador e o regulamento será brevemente publicado pela Federação de Triatlo de Portugal.
O Triatlo de Cascais foi um dos pontos altos da temporada competitiva de 2015. Apresentou-se com uma excelente organização e recebeu alguns dos melhores especialistas nacionais de longa distância que compuseram um excelente cenário para todos os praticantes e espectadores. Este ano esperamos um cenário semelhante e contamos com todos os amantes da modalidade para preencher dois dias de convívio e competição.
Fonte: FTP

“O maior evento de Triatlo alguma vez realizado em Portugal”


Prova decorre entre 25 e 29 de Maio, no Parque das Nações, em Lisboa, reunindo atletas de 47 países.
Europeu serve como warm up para os Jogos Olímpicos e permitirá aferir a condição dos atletas olímpicos presentes, incluindo os portugueses com aspirações a um lugar no Rio de Janeiro.
Objectivo simultâneo daquela que é a maior organização de sempre da Federação de Triatlo: continuar a desenvolver uma modalidade que está a crescer em Portugal, promovendo uma verdadeira Festa do Triatlo,  através da estratégia “Triatlo para Todos”.
Lisboa recebe, entre os dias 25 e 29 de Maio, o maior evento de Triatlo alguma vez realizado em Portugal. O Médis 2016 Lisbon ETU Triathlon European Championship lança o desafio de colocar em competição mais de 2000 atletas, oriundos de 47 países, com as elites mundiais masculina e feminina, júniores, amadores de quase todos os escalões etários, e ainda a competição paralímpica. Será um número recorde de participações, que dobrará os 800 atletas inscritos no Europeu de 2008, também em Lisboa, numa festa do Desporto que tem como palco principal o MEO Arena, no Parque das Nações.
O Médis 2016 Lisbon ETU Triathlon European Championship será apadrinhado por Vanessa Fernandes e Bruno Pais, os dois atletas com o palmarés mais rico da história do triatlo nacional. Recorde-se que Vanessa Fernandes foi medalha de Ouro no Campeonato da Europa de 2008, em Lisboa, e vice-campeã olímpica em Pequim, no mesmo ano.
Esta prova surge no calendário internacional como um importante teste para a elite mundial presente nos Jogos do Rio de Janeiro, aferir a sua forma para o ataque a um lugar no pódio olímpico.  “O Campeonato da Europa afigura-se como uma grande oportunidade para os melhores triatletas prosseguirem a sua preparação olímpica e aferirem as suas capacidades. Teremos em Lisboa o melhor Triatlo de alta competição, com o aliciante de podermos apoiar os portugueses na nossa casa. Será uma grande festa do Triatlo”,  afirma Fernando Feijão, presidente da Federação de Triatlo de Portugal.
Quarteto nacional apontado aos Jogos
Entre a elite mundial, Portugal tem quatro candidatos a uma presença olímpica: João Pereira, João Silva, Miguel Arraiolos e Melanie Santos. São estes os herdeiros de uma tradição de vitória numa modalidade que já conquistou 168 medalhas em provas internacionais, incluindo uma medalha olímpica.
“Em Lisboa, não temos qualquer pressão para fazer resultados, porque os nossos olhos estão nos Jogos Olímpicos, mas sabemos que o potencial é enorme, sobretudo nas competições masculinas de Elite e Juniores. Quem sabe não teremos uma cereja no topo do bolo”, perspectiva ainda Fernando Feijão.
Mas além dos consagrados, este Campeonato da Europa abre portas para a próxima geração do triatlo nacional, com os juniores portugueses (escalão dos 16 aos 19) a terem aqui uma soberana oportunidade de competir com alguns dos melhores do Mundo, numa atmosfera de alta competição e num cenário único, em casa, diante de amigos e família.
Passaporte para Jogos Paralímpicos
O Médis 2016 Lisbon ETU Triathlon European Championship será uma montra por excelência do triatlo internacional em todas as suas vertentes, que pretende demonstrar que esta é uma modalidade para a alta competição mas também para todos os super-atletas do dia-a-dia. Isto o traduz-se, na prática, em competição para todos os escalões etários e ainda na competição paralímpica.
O triatlo paralímpico tem um lugar de destaque, já que este Campeonato da Europa de Lisboa pontua para o processo de qualificação do Triatlo dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, sendo uma paragem obrigatória para os melhores atletas do continente europeu.  Esta competição abrange cinco categorias (PT 1 a PT 5), com as quatro primeiras a serem dedicadas a atletas com vários graus de deficiência motora e a PT 5 a abarcar atletas invisuais. Estes, obrigatoriamente, competirão com o auxílio de guia.
Prova Aberta e portas abertas no MEO Arena
O lema deste Campeonato da Europa é o “Triatlo para Todos”, pela abrangência dos escalões envolvidos mas também pela possibilidade que dá ao grande público de usufruir do espectáculo do triatlo, já que as portas da MEO Arena estarão abertas, gratuitamente,  durante os três dias de competição (os dias 25 e 26 serão dedicados a treinos).
A dimensão popular deste evento insere-se numa estratégia desenhada pela Direcção da Federação de Triatlo de Portugal com o objectivo de promover o desenvolvimento da modalidade e a sua expansão junto de uma população cada vez maior. É por isso que o programa inclui ainda a chamada Prova Aberta, por excelência a categoria de promoção da modalidade, em que todos são convidados a participar.
“O Triatlo em Portugal está a crescer exponencialmente, cerca de dez por cento ao ano, desde que a actual Direcção tomou o leme da Federação. Em 2012, tínhamos 1834 federados, actualmente contamos com 2450 atletas, e o objectivo desta Direcção é concluir o seu mandato, no final deste ano, com 3600 inscritos na Federação de Triatlo de Portugal”, prossegue Fernando Feijão.
Esta é uma taxa de crescimento notável mas que, ainda assim, sublinha o presidente da Federação de Triatlo de Portugal, está ainda distante das registadas nas maiores potências mundiais da modalidade, que apresentam taxas de 20 por cento de crescimento ao ano. “Os nossos atletas têm uma taxa de permanência muito boa na modalidade, mas queremos alargar a nossa população federada. Este Campeonato da Europa é uma extraordinária oportunidade para promoção da modalidade em Portugal”, termina Fernando Feijão.
O 2016 Médis Lisbon ETU Triathlon European Championship tem como parceiros o Instituto Português do Desporto e Juventude, a Câmara Municipal de Lisboa, e a Médis como Mecenas.
A RTP será o Media Partner que assegura a transmissão em directo das provas de Elite.
Fonte: FTP

“Adriano Malori já teve alta”

Foto: Lusa
Ciclista italiano já recuperou do traumatismo cranioencefálico sofrido a 22 de janeiro.
O ciclista italiano Adriano Malori (Movistar) teve hoje alta ao recuperar satisfatoriamente do traumatismo cranioencefálico sofrido a 22 de janeiro, na sequência de uma queda durante o Tour de San Luis, na Argentina.
Depois do acidente, o ciclista da Movistar foi internado num hospital da província central argentina e sujeito a coma induzido, tendo sido transferido a 26 de janeiro para uma clínica especializada de Buenos Aires, a fim de ser submetido a exames médicos “mais precisos, com técnicas e instrumentos não disponíveis na clínica de San Luis”.
Adriano Malori foi posteriormente transferido para a Clínica Universitária de Navarra, a 16 de fevereiro, para continuar o seu tratamento. De acordo com o centro hospitalar, o paciente evoluiu “com resultados satisfatórios”, pelo que hoje teve alta.
O campeão italiano de contrarrelógio tem publicado fotos no Twitter, a mostrar a sua evolução e a agradecer o apoio dos adeptos.
Também hoje, Jonathan Castroviejo foi operado à fratura do cúbito do braço esquerdo, que sofreu ao chocar com um espetador após a última etapa da Volta ao Algarve, no domingo.
Os médicos estimam que o campeão espanhol de contrarrelógio, que chocou com um adepto quando descia para a zona das caravanas, após o final da quinta etapa, vá estar parado durante dois meses.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Filipe Cardoso desafia adeptos a serem ciclistas de elite por dois dias”

Foto: NUNO VEIGA/LUSA
Durante dois dias, 30 participantes vão viver a experiência de serem atletas de elite, sem o stress da competição.
Filipe Cardoso é conhecido no pelotão por ser adepto dos "malabarismos" com a bicicleta
O I Training Camp de Ciclismo, organizado por Filipe Cardoso, vai proporcionar aos adeptos uma experiência rara na pele de atletas de elite, com os participantes a serem convidados a tornarem-se ciclistas durante um fim de semana.
Filipe Cardoso (Efapel) é, muito provavelmente, o ciclista mais popular do pelotão nacional entre os adeptos da modalidade e a razão é simples: “Há muito tempo que tento, dentro do possível, estar ligado aos amantes da bicicleta, amigos, conhecidos e desconhecidos. Com o passar dos anos tenho recebido, através das redes sociais e pessoalmente, centenas de perguntas sobre as mais diversas áreas que influenciam o rendimento na bicicleta”.
Essas dúvidas de “atletas amadores de estrada e BTT, atletas profissionais, sub-23 ou simples ciclistas que andam de bicicleta ao domingo”, sobre treino, alimentação, suplementação, nutrição, a bicicleta e seus componentes, foram o embrião para o I Training Camp de Ciclismo, que se realiza sábado e domingo, no Clube de Vela de Viana do Castelo.
Durante dois dias, os 30 participantes – o corredor da Efapel teve de limitar o número de inscritos para poder dar a devida atenção a todos – vão viver “a experiência de serem atletas de elite, sem o stress da competição e com acesso a informação e equipamentos a que de outra forma não iam conseguir aceder.
“Vão aprender a treinar com mais qualidade seja qual for o seu objetivo, vão perceber a importância da parte médica e da experiencia na modalidade, aprender a ler os rótulos da suplementação e a comer antes, durante e depois do esforço. Vão sair dali com as noções-base para depois, em casa, serem atletas mais saudáveis e olharem para a bicicleta com mais interesse ainda”, explicou à agência Lusa o último vencedor de uma etapa da Volta a Portugal no alto da Senhora da Graça.
No plano desenhado para o fim de semana incluem-se duas manhãs para pedalar, nas quais Cardoso vai ser o guia e o responsável por controlar o ritmo do treino, enquanto as tardes serão dedicadas ao esclarecimento de dúvidas, partilha de experiências e a avaliação física dos participantes. “Será feita uma medição das “pregas” a todos, ficando todos a saber quantos quilinhos têm a mais”, brincou.
Para esta aventura, Filipe Cardoso conta com a ajuda de dois médicos, Benjamim Carvalho, um veterano nas lides velocipédicas, e o seu filho Bruno Carvalho, com os três a proporem-se a responder a questões tão diferentes como “Qual o propósito do treino específico, com intensidades, tempo e repetições predefinidas?” ou “Qual é a diferença entre andar cinco horas a conversar e fazer uma hora de treino específico?”.
“Temos mantido um contacto constante com os que já confirmaram a inscrição e vamos revelando aos poucos tudo aquilo que pretendemos. Mesmo assim acho que vão ficar surpreendidos com as condições e com o cuidado com que preparámos tudo e também quando partilhar os dados de frequência cardíaca, velocidades, potência de algumas etapas, nomeadamente da etapa da Volta a Portugal que ganhei na Senhora da Graça. Vão perceber que o ciclismo de alta competição é muito violento”, garantiu.
Mas nem tudo será sofrimento. “Na nossa perspetiva, desporto é equilíbrio, portanto sábado vamos também ter um bonito jantar em frente ao rio nas instalações do Clube de Vela com um enólogo meu amigo que nos vai trazer os vinhos e falar um bocadinho sobre cada garrafa que abrir”, completou.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Desafio BTT entre Portugal e Espanha”

Vº Eurocidade BTT Valença Tui
A Eurocidade Valença e Tui desafia os amantes das bikes para o Vº Eurocidade BTT, domingo, 6 de março, uma prova internacional, referência da modalidade na Península Ibérica.
As inscrições estão abertas até 1 de março na página www.biciosos.es ou através do e-mail: marcha@biciosos.es .
Percursos pelas duas cidades, com passagem pela Fortaleza de Valença, centro histórico de Tui e as célebres subidas ao Monte Aloia e ao Monte do Faro vão proporcionar circuitos únicos. No Monte do Faro um circuito sempre com vistas para o vale do rio Minho, no Monte Aloia as vistas que marcam para o mar e as ilhas Cies.
Dois circuitos vão testar a resistência dos participantes, um com 45 km aberto a todas as bikes e com um desnível acumulado de 1005 metros e outro com 69 km's para os melhores tempos com um desnível acumulado de 1775 metros.
A organização é da Eurocidade Valença Tui e conta com a colaboração da Peña Ciclista Biciosos Rias Baixas, dos Bombeiros Voluntários de Valença e Cruz Vermelha de Valença.
Para os acompanhantes dos participantes na prova estão programados percursos pedestres por Valença e Tui gratuitos.
Fonte: Câmara Municipal de Valença