sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

“Bicicletas fiscalizadas na Volta ao Mediterrâneo”


Foto: PixaBay
Recentes casos de doping mecânico na origem desta fiscalização.
Três comissários da UCI (União Ciclista Internacional) apresentaram-se esta sexta-feira à partida da segunda etapa da Volta ao Mediterrâneo para controlar bicicletas de algumas equipas. Nenhuma infração foi controlada.
Depois do recente caso de doping mecânico nos Campeonatos do Mundo de ciclo-cross, a UCI apertou o controlo.
Fonte: SAPO Desporto 
O português Tiago Ferreira venceu hoje a primeira etapa da Salamina Island Bike Race, prova internacional de BTT por etapas, que decorre na Grécia até domingo e que é pontuável para o ranking de apuramento para os Jogos Olímpicos.
O corredor viseense pulverizou toda a concorrência na cronoescalada de 8,7 quilómetros, que completou em 24m36s.O austríaco Alexander Gehbauer foi o corredor que mais se aproximou, perdendo 7 segundos para o corredor português.
A Seleção Nacional/Liberty Seguros alcançou, no entanto, a maioria dos lugares no pódio, uma vez que David Rosa foi o terceiro homem mais rápido, cedendo 14 segundos para Tiago Ferreira. Mário Costa fechou a representação lusa na 12.ª posição, a 1m10s do vencedor.
A Salamina Island Bike Race prossegue neste sábado com a segunda etapa, que será disputada em circuito de cross country olímpico (XCO).
A corrida grega é de classe 1 internacional e a obtenção de pontos é o objetivo principal da Seleção Nacional/Liberty Seguros, tendo em conta a meta de apurar dois corredores para a prova de XCO dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.~
Fonte: FPC

“Francesco Reda suspenso por oito anos por 'doping'”

Foto: BORIS HORVAT / AFP
O ciclista italiano acusou positivo por eritropoietina (EPO).
O ciclista italiano Francesco Reda, vice-campeão de Itália em 2015, foi suspenso por oito anos pelo tribunal italiano antidoping, devido a um controlo positivo de eritropoietina (EPO), indica a imprensa transalpina.
Reda, de 33 anos, acusou a substância precisamente no final do campeonato, no qual foi segundo atrás de Vincenzo Nibali.
O ciclista tinha regressado em setembro de 2014 de uma suspensão de 14 meses, por um controlo positivo em 2013 e após o qual ficou impedido de competir durante dois anos, mas viu a pena ser reduzida depois de um recurso.
O seu segundo lugar no campeonato italiano foi anulado.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Mark Cavendish conquista Volta ao Qatar”

Foto: ERIC FEFERBERG / AFP
O ciclista britânico venceu a prova pela segunda vez, Mark Cavendish triunfou no Qatar.
O ciclista britânico Mark Cavendish (Dimension Data) venceu hoje pela segunda vez a Volta ao Qatar, ao ser segundo na quinta e última etapa, ganha pelo norueguês Alexander Kristoff (Katusha).
Kristoff bateu Cavendish ao ‘sprint’, no final dos 114 quilómetros entre o Sealine Beach Resort e Doha, somando a sua terceira vitória de etapa nesta edição e conquistando assim a classificação dos pontos.
Segundo na tirada, com o mesmo tempo do vencedor (02:56.16 horas), o britânico segurou a camisola dourada e, pela segunda vez na sua carreira (a outra foi em 2013), sagrou-se vencedor final da Volta ao Qatar.
A acompanhar o ciclista da Dimension Data no pódio estiveram Kristoff, segundo a cinco segundos, e o belga Greg van Avermaet (BMC), terceiro a oito segundos.
O português Mário Costa (Lampre-Merida), que foi 112.º na etapa, a 48 segundos de Kristoff, terminou na 116.ª posição da geral, a 20.43 minutos do primeiro lugar.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa