quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

“Kristoff vence quarta etapa no Qatar, Cavendish é o novo líder”

Foto: ERIC FEFERBERG / AFP
O norueguês ciclista norueguês repetiu o triunfo que já havia conseguido na segunda etapa.
O norueguês Alexander Kristoff (Katusha) venceu esta quinta-feira ao 'sprint' a quarta etapa da Volta ao Qatar, enquanto o seu compatriota Edvald Boasson-Hagen, vítima de um problema mecânico, perdeu a liderança para o britânico Mark Cavendish.
Vencedor da segunda etapa, Kristoff repetiu o triunfo na mais longa tirada da prova, com 189 quilómetros a ligar Fort Al Zubarah e Madinat Al-Shamal, impondo-se num 'sprint' restrito ao belga Greg van Avermaet (BMC) e ao italiano Jacopo Guarnieri (Katusha), para completar a jornada em 3:57.12 horas.
Boasson Hagen (Dimension Data) sofreu um furo já nos últimos dez quilómetros e perdeu mais de 40 segundos, cedendo o comando ao seu colega de equipa Mark Cavendish, que terminou a etapa em sexto, com o mesmo tempo do vencedor.
A uma tirada do fim, o britânico comanda com dois segundos de avanço sobre Van Avermaet e seis face ao italiano Manuel Quinziato.
O português Mário Costa (Lampre-Merida) terminou a etapa em 108.º, a 5.05 minutos, e é agora o 118.º da geral, a quase 20 minutos de Cavendish.
Na sexta-feira, a quinta e última etapa vai ligar o Sealine Beach Resort a Doha, ao longo de 114 quilómetros.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Volta ao Algarve será a prova "mais complicada do ano" para Sporting-Tavira”

Foto: Lusa
O diretor desportivo da nova formação, que uniu o Sporting ao Clube Ciclismo de Tavira, disse que toda a gente está “ansiosa” por começar.
O diretor desportivo da equipa de ciclismo Sporting-Tavira afirmou hoje que a Volta ao Algarve será a prova “mais complicada do ano de se fazer”, porque ainda não sabe como está o seu nível em relação à concorrência.
“A Volta ao Algarve, sendo a primeira corrida para nós e para as equipas portuguesas que vão alinhar e também fazem a sua estreia, é aquela que é mais difícil do ano de abordar, porque é aquela em que temos as dúvidas todas. Sabemos que o nosso estado físico é bom, mas nunca sabemos, em relação aos adversários, se é suficiente ou não”, afirmou Vidal Fitas, após o primeiro treino em Tavira.
O diretor desportivo da nova formação, que uniu o Sporting ao Clube Ciclismo de Tavira, disse que toda a gente está “ansiosa” por começar e “fazer parte de algo que se pretende seja grande”, mas espera pelo início da competição, na quarta-feira, para perceber em que medida estão os seus corredores.
“Toda a gente está ansiosa, é um projeto novo, mesmo com muita gente estrangeira, toda a gente já se apercebeu do sítio em que está, e isso, além de ser um fator de ansiedade, de querer se mostrar e querer estar, é um fator de motivação”, considerou.
Vidal Fitas reconheceu que “o Sporting traz uma dimensão diferente às coisas”, como mostrou hoje a presença de jornalistas no treino da equipa e no contacto com ciclistas e o diretor desportivo, porque a equipa tem “por trás uma instituição que é das maiores do país e isso traz outra dimensão, outra responsabilidade”, embora o Tavira esteja “habituados a lutar pelos objetivos e isso não se altera”.
Sobre o plantel que tem à disposição, Vidal Fitas disse que as formações “nunca estão completas”, mas afirmou que o “plantel tem muita qualidade, adapta-se às características do calendário português, é equipa é muito forte”, mas só no fim da temporada, quando olhar para trás, é que poderá dizer se é de sonho e vencedor.
“Partiremos com filosofia de quem vai para ganhar a prova, para sabermos se somos capazes, se a nossa condição é suficiente para estar na luta, para lutar pela vitória”, disse em referência à estratégia para a Volta ao Algarve, mostrando-se também “ciente de que tem qualidade a ser explorada, defeitos que terão de ser trabalhados e melhorados”.
Questionado sobre a Volta a Portugal, Vidal Fitas respondeu que é uma prova que todas as formações portuguesas ambicionam vencer, mas com o emblema do Sporting por trás a atenção sobre a equipa é ainda maior.
“É evidente que a Volta a Portugal traz sempre responsabilidade às equipas portuguesas todas, é evidente que com uma marca como o Sporting por trás essa responsabilidade aumenta, porque o número de adeptos é maior, o foco é maior e não nos vão pedir outra coisa que não seja lutar pela vitória”, reconheceu.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Adiado 1º frente-a-frente entre Sporting e FC Porto”

Autor: Ana Paula Marques
Foto: Vitor Chi
Lançamento do site TV Ciclismo.pt era o pretexto, Lavaredas entrevista Micael Isidoro e Hernâni Broco.
O lançamento do site TV Ciclismo.pt era o pretexto para o primeiro frente-a-frente entre Sporting-Tavira e W52-FC Porto, através dos diretores-desportivos Vidal Fitas e Nuno Ribeiro, respetivamente. Só que a ausência do primeiro na cerimónia deitou então por terra as ambições dos promotores do projeto, assim como de todos os presentes, que queriam certamente tomar o pulso ao regresso de leões e dragões ao pelotão. E foi perguntado ao diretor-desportivo do FC Porto, Nuno Ribeiro, se o homólogo teve ‘receio’ deste primeiro duelo. "Não. Ele não pôde vir, está tudo bem", disse com fair play o antigo ciclista.
Esquecida para já está a polémica que envolveu o W52 e o Sporting, um casamento anunciado e em poucos dias desfeito, em que pelo meio houve acusações e até um processo de Nuno Ribeiro a Bruno de Carvalho. "O que interessa é que os dois clubes regressaram ", disse. O que o diretor-desportivo dos dragões não sabia era o nome do último vencedor da Volta com a camisola do FC Porto. "Marco Chagas", respondeu então Rui Lavaredas, jornalista que conduziu a primeira emissão em direto do TV Ciclismo.pt. Chagas seria também aquele que daria ao Sporting a última vitória na prova.
Quanto ao arranque da época, no Algarve, tanto Nuno Ribeiro como Américo Silva, diretor-desportivo da Efapel, alertaram para as dificuldades que as equipas portuguesas terão perante um pelotão de estrelas, frisando que o foco principal será a Volta a Portugal. E é a pensar na corrida rainha que o líder do W52-FC Porto, Gustavo Veloso, não estará no Algarve, iniciando a época mais tarde.

Família do ciclismo aplaude projeto

O projeto TV Ciclismo.pt foi bem recebido pela família da modalidade, que ontem se reuniu na cerimónia de lançamento num espaço condizente com a ocasião: no Vélocité Café. Micael Isidoro, Rafael Reis, Hernâni Broco e Ricardo Marinheiro foram alguns dos ciclistas presentes, aos quais se juntou o presidente da FPC, Delmino Pereira, Marco Chagas, entre outros. O primeiro grande teste será já a Volta ao Algarve.
Fonte: Record on-line

“Contador ansioso por começar a temporada na Volta ao Algarve”

Foto: DR
O espanhol espera encontrar nas estradas do sul do país “uma corrida bonita e muito competitiva”.
O ciclista espanhol Alberto Contador (Tinkoff) mostrou-se hoje desejoso para iniciar a temporada, o que acontecerá na Volta ao Algarve, prova que venceu em 2009 e 2010 e que lhe traz “bonitas recordações”.
“Passei um bom inverno, porque na Europa tivemos um tempo bastante suave, que ajudou a dar continuidade aos treinos. A equipa trabalhou muito bem e eu estou desejoso de começar a competir”, assumiu Contador, vencedor de sete grandes voltas, em declarações à sua assessoria de imprensa.
O líder da Tinkoff lembrou que quando começar a competir, a 17 de fevereiro, na 42.ª edição da ‘Algarvia’, já todos os seus principais adversários terão “colocado um dorsal nas costas e completado alguma corrida”.
“Tenho vontade de começar, porque também gosto da competição. Tenho uma boa base de trabalho, uma vez que este início será muito importante, numa temporada em que o objetivo é chegar bem à Volta a França, que é aquilo em que penso a todo o momento. A Volta ao Algarve traz-me sempre bonitas recordações e é uma ótima corrida para me por em forma”, sublinhou.
Vencedor da 'Algarvia' em 2009 e 2010 e segundo em 2014, o espanhol espera encontrar nas estradas do sul do país “uma corrida bonita e muito competitiva”.
“Penso que a participação será muito boa, com 12 equipas do WorldTour, e que o traçado será um pouco mais duro do que o habitual, com duas chegadas em alto e um contrarrelógio bastante longo e plano, se tivermos em conta que é a minha primeira prova do ano, mas será interessante para preparar objetivos futuros”, concluiu.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“'Chefe-de-fila' do Sporting-Tavira diz-se pronto para começar Volta ao Algarve”

Foto: DR
Rinaldo Nocentini considerou que a equipa “tem muitos jovens, tem corredores com experiência que já competiram em Portugal.
O ciclista italiano Rinaldo Nocentini, , disse hoje estar bem fisicamente para iniciar a Volta ao Algarve, que será a primeira prova de uma temporada em que a Volta a Portugal “é o principal objetivo”.
Nocentini falou aos jornalistas em Cabanas, freguesia do concelho de Tavira, onde a equipa iniciou hoje a preparação para a Volta ao Algarve e disse ter trabalhado bem, depois de também se ter preparado em Itália para iniciar a temporada em boas condições.
“Trabalhei muito e penso que para a Volta ao Algarve estou já numa boa condição. É uma pequena equipa, mas estou muito bem e espero já na Volta ao Algarve dar satisfação ao Sporting-Tavira”, afirmou o italiano, comentando também como se sente ao representar a equipa portuguesa.
Rinaldo Nocentini considerou que a equipa “tem muitos jovens, tem corredores com experiência que já competiram em Portugal, e é importante ter estes corredores para ter uma equipa competitiva”.
“A equipa deu-me confiança, esta é uma nova aventura e espero dar vitórias, transmitir experiência aos jovens e estou muito feliz de estar aqui”, acrescentou.
Sobre a subida ao Malhão, tradicional na Volta ao Algarve e que hoje Nocentini fez pela primeira vez no treino, o italiano afirmou ser “muito dura”, embora “não seja longa”, e frisou que os “últimos quilómetros são muito exigentes” devido à inclinação do terreno.
Questionado sobre o seu estado de forma, Rinaldo Nocentini respondeu que não irá estar a 100%, “mas a 80/90%”, recordou que “há corredores que já fizeram provas”, mas sublinhou que, normalmente, no início da temporada, costuma estar “em boa condição” e espera que “este ano também seja assim”.
“É o objetivo mais importante da temporada para a equipa, mas agora vou pensar na Volta ao Algarve, vamos fazer prova a prova e mais à frente pensaremos na Volta a Portugal”, disse ainda o italiano, quando foi questionado sobre a principal prova do calendário português.
David Livramento foi o outro ciclista que hoje falou com os jornalistas e disse que “o símbolo do Sporting é mais uma pressão”, mas é levado “com alegria” e os corredores esperam “retribuir o carinho demonstrado pelas pessoas”.
“Estamos todos contentes e com vontade de começar as corridas. A equipa deu um salto muito grande, nota-se na logística e nas condições, e esperamos que consigamos fazer bons resultados no futuro e subir de nível”, afirmou Livramento, referindo-se ao que mudou com a entrada do Sporting na equipa de Tavira.
Sobre o trabalho que tem pela frente, David Livramento espera “fazer o máximo de trabalho para equipa e levar sempre o líder o mais possível à frente e deixá-lo, se possível, com a vitória”, particularmente na Volta a Portugal, que disse ser a prova em que “todas as equipas se focam”.
“Qualquer corrida é importante, nomeadamente a Volta ao Algarve, que tem um nível muito elevado, mas claro que todas as equipas se focam na Volta a Portugal, a qual todos querem ganhar e aparecer e nós não somos exceção, vamos estar sempre focados com esse objetivo, alinhar e tentar vencer a Volta a Portugal de 2016”, afirmou.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Seleção Nacional/Liberty Seguros BTT”

Seleção de BTT luta por pontos olímpicos na Grécia
A Seleção Nacional/Liberty Seguros compete na Salamina Island Bike Race, prova de BTT por etapas, que decorre na Grécia, entre sexta-feira e domingo. A participação visa a conquista de pontos que assegurem o apuramento para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
O selecionador nacional, Pedro Vigário, chamou três corredores para este compromisso: David Rosa, Mário Costa e Tiago Ferreira. A prova, de classe 1 internacional, começa com uma cronoescalada, seguindo-se uma etapa em circuito de cross country olímpico (XCO) e uma etapa em linha.
Após esta prova, a Seleção Nacional/Liberty Seguros permanece no berço dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, onde, na próxima semana, David Rosa vai representar Portugal na Salamina de classe 2, também pontuável para o Rio de Janeiro.
Portugal está em busca de qualificar dois corredores para a prova de XCO dos Jogos Olímpicos, depois de, há quatro anos, ter conseguido estrear-se, em Londres, apenas com David Rosa.
Fonte: FPC

“XXVIII Passeio do Pinhal Novo”

Dia 20 de março de 2016
Texto: José Morais
Com organização do Pinhal Bike Team, vai para a estrada no dia 20 de março o 28º passeio de cicloturismo do Pinhal Novo, um dos passeios mais antigo do calendário da FPCUB, tendo como objetivos a elevação do Pinhal Novo a Vila.
O passeio tem uma extensão de 60 quilómetros aproximadamente, com concentração marcada para as 8 horas, e partida agendada para as 9 horas.
Para inscrições e informações podem contactar os telefones; 914 025 132 ou 961 875 199, ainda o e-mail: geral@pinhalbiketeam.com ou ainda consultar o site: www.pinhalbiketeam.com
Marca já na sua agenda, um passeio de grande tradição, com inscrições limitadas a 600 participantes.

“XII Passeio de Cicloturismo do Penteado”

Domingo, 03 de Abril de 2016
Texto: José Morais
O passeio terá 65 quilómetros, e este ano terá duas paragens muito especiais, onde serão relembrados duas figuras do Clube, dois dos fundadores do Núcleo de Cicloturismo do Penteado, O José Manuel que nos deixou em 2015 e grande impulsionar deste Núcleo, e ainda o João Ginó, será feita uma passagem em ambos os cemitérios onde descansam, sendo feita uma homenagem e será feito um minuto de silêncio em sua memória. O Passeio de Cicloturismo do Núcleo do Penteado, na sua 12ª edição vai ter lugar no dia 3 de abril no Penteado, Moita, e promete mais um grande evento cicloturistico.
O passeio do Penteado, um evento ainda jovem no calendário oficial da FPCUB, bem cedo começou a ter expressão na modalidade, marcando forte presença, e sempre com um grande número de participantes, ao longo dos últimos anos o mesmo foi colocado na estrada pela mão de José Manuel Fernandes, infelizmente que nos deixou no passado ano, já depois de ter organizado mais um belo passeio.
Este ano no passeio vamos sentir a falta do Zé, mas ele estará sem dúvida presente, e será sem dúvida relembrado pelos seus feitos, assim convidamos desde já a marcar na sua agenda este evento, que leva até si, participantes de diversos locais do país, e onde daremos um destaque especial, tendo o apoio da Revista Notícias do Pedal.
Para informações e inscrições as mesmas devem ser feitas pelos telefones:  
Florival Serrabulho: 968 693 740 ou Rui Serrabulho: 962 885 721
Pelo Fax: 212 362 352, ou pelo e-mail: nc.penteado@gmail.com
Participe neste grande passeio com organização do Núcleo Cicloturismo do Penteado.

“XIV Peregrinação Nacional e Bênção dos Ciclista em Fátima”

Joaquim Gomes, antigo ciclista e atual diretor da Volta a Portugal, já confirmou a sua presença
10 de abril de 2016
Texto: José Morais
Cartaz: Revista Notícias do Pedal
A tradicional Peregrinação Nacional e Bênção dos Ciclistas em Fátima, vai ser realizada no próximo dia 10 de abril, o Altar do Mundo como Fátima é conhecido, prepara-se assim para receber os ciclistas nacionais, e amantes das bicicletas, e como tem sido habito, a finalidade deste grandioso evento dos ciclistas, é transmitirem a sua inabalável Fé à Virgem Maria e Rezar na Cova da Iria, pedindo assim amparo e proteção nas estradas de Portugal e de todo o Mundo, quando a morte de ciclistas tem sido imensa nos últimos tempos, este momento será tempo de grande reflexão.
Com uma organização da União de Ciclismo de Leiria, o evento conta com o apoio da Reitoria do Santuário de Fátima, entre outras instituições que se juntaram á iniciativa, e como tem sido hábito já nas últimas edições, a Capela de Santo Estêvão, Calvário Húngaro, receberá assim todos os participantes, os quais iniciam as pedaladas junto ao Santuário, e ai será celebrada a Santa Missa e a Bênção, no recinto da Capela de Santo Estêvão, por D. Serafim Ferreira e Silva, Bispo Emérito da Diocese de Leiria/Fátima, o qual tem estado sempre presente desde o primeiro dia.
Assim o programa é o seguinte:
10 H., Início da concentração na Cova da Iria no parque nº 12 (Junto à Variante).
10.45 H., Partida em direção a Aljustrel, localidade onde nasceram Jacinta, Francisco e Lúcia, Valinhos, local onde se deu a 4.ª aparição de Nossa Senhora de Fátima a 19 de agosto de 1917, e a Loca do Anjo, lugar onde Jacinta, Francisco e Lúcia, viram pela 1.ª e 3.ª vez o Anjo em 1916.  
Chegada ao Calvário Húngaro - Capela de S. Estêvão.
11.30 H., Santa Missa e Bênção dos Ciclistas no Calvário Húngaro, recinto da Capela de Santo Estêvão, junto ao local da 4ª Aparição e onde os Pastorinhos viram pela 1ª e 3ª vez o Anjo.
Para informações e inscrições as mesmas podem ser feitas no site da União de Ciclismo de Leiria www.ucl.pt pelo mail: info@ucl.pt ou ainda pelos telefones: 244 831 262 ou 913 804 979
Venha participar neste grande evento, de bicicleta ou sem ela, a sua presença é bem-vinda, contamos consigo, marque já na sua agenda.
Um evento em parceria com a Revista Notícias do Pedal, o qual contará com o nosso apoio, e como tem acontecido desde a primeira edição, estaremos presentes para fazer uma reportagem completa do evento, este ano com algumas novidades.
Participe.