domingo, 24 de janeiro de 2016

“Dayer Quintana conquista Volta a San Luis/Eduardo Sepúlveda foi 2.º classificado”

Autor: Lusa
O colombiano Dayer Quintana, da Movistar, assegurou este domingo o triunfo final da Volta a San Luis, competição de ciclismo que se disputou ao longo de sete dias naquela região argentina.
A sétima e última etapa, 119 quilómetros de circuito urbano em San Luis, terminou ao sprint, com o triunfo de Jakub Mareczko, da seleção de Itália, em 2:36.11 horas.
A tirada foi de consagração, depois de tudo se ter definido na véspera na principal etapa de montanha, e não se registaram alterações na classificação geral individual.
Dayer Quintana totaliza 22:52.12 horas, menos 20 segundos que o argentino Eduardo Sepúlveda (Fortuneo-Vital Concept). Em terceiro, a 35 segundos, concluiu Nairo Quintana, irmão de Dayer e também da Movistar.
O único português em competição, André Cardoso (Cannondale), concluiu os sete dias no 10.º lugar na geral, a 3.31 do primeiro e como ciclista mais bem classificado na sua equipa.
Este domingo, André Cardoso passou a meta em 31.º, com o mesmo tempo do vencedor.
Fonte: Record on-line

“John Degenkolb submetido a cirurgia numa perna após ser atropelado”

Foto: Lusa
O ciclista alemão deverá ser transportado assim que possível para um hospital especializado em Hamburgo.
O alemão John Degenkolb, um dos seis ciclistas da Giant-Alpecin atropelados no sábado perto de Alicante, em Espanha, foi hoje submetido a cirurgia numa perna e tratado a ferimentos numa mão e a uma fratura no antebraço.
Em comunicado, a equipa alemã indicou que o ciclista francês Warren Barguil, também envolvido no acidente ocorrido durante um treino, fraturou o pulso.
De acordo com o empresário de John Degenkolb, Jorg Werner, o ciclista alemão deverá ser transportado assim que possível para um hospital especializado em Hamburgo. “Eles têm sorte de ter sobrevivido”, afirmou o agente, escusando-se a especular sobre o tempo de paragem do sprinter alemão, vencedor da Paris-Roubaix e da Milão-San Remo em 2015.
O norte-americano Chad Haga, por seu turno, “foi operado com sucesso” a ferimentos no pescoço e queixo, indicou a Giant-Alpecin, equipa do WorldTour.
Quanto a Warren Barguil, a equipa confirma que o trepador francês de 24 anos sofreu uma fratura no osso escafoide (pulso) e que “pode ser necessária” uma intervenção cirúrgica.
A Max Walscheid, outro dos ciclistas envolvidos no acidente, foram diagnosticadas fraturas numa mão e na tíbia, sendo “provavelmente necessária” uma intervenção cirúrgica. Já o sueco Frederik Ludvigsson e o holandês Ramon Sinkeldam sofreram cortes e contusões em várias partes do corpo.
Numa altura em que circulavam em Benigembla, cerca de uma centena de quilómetros a sul de Valência, os seis ciclistas foram atingidos por uma viatura conduzida por uma cidadã britânica que seguia em contramão.
A Giant-Alpecin mantém uma base de treino permanente em Alicante e um elevado número de equipas profissionais fazes estágios de pré-época no sul de Espanha, para tirar partido do clima mais ameno.
Em 2012, um acidente semelhante causou a morte ao ciclista espanhol Victor Cabedo, da equipa Euskaltel-Euskadi.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Simon Gerrans vence Tour Down Under pela quarta vez”



Foto: DAVID MARIUZ / AFP
O ciclista australiano já tinha conquistado a prova em 2006, 2012 e 2014, Simon Gerrans festeja o triunfo.
O ciclista australiano Simon Gerrans (Orica GreenEdge) conquistou este domingo pela quarta vez o Tour Down Under, na Austrália, numa última etapa conquistada pelo seu companheiro e compatriota Caleb Ewans.
Com este triunfo, Gerrans obtém a sua quarta vitória na prova australiana, depois dos sucessos em 2006, 2012 e 2014, numa prova em que a sua equipa, além do triunfo na geral individual, conquistou ainda quatro das seis etapas.
"Não podia pedir mais aos meus companheiros durante esta semana. Mantiveram-me sempre protegido e ainda deram a possibilidade aos Ewan de vencer a última etapa, Saiu tudso na perfeição", declarou no final o vencedor.
Numa curta etapa de 90 quilómetros, com meta em Adelaide, os dois portugueses chegaram integrados no pelotão com o mesmo tempo do vencedor. Tiago Machado (Katusha) foi 56.º, terminando na 18.ª posição a 1.11 minutos, enquanto Nelson Oliveira (Movistar) foi 67.º, concluindo a prova no 57.º posto a 11.35 minutos.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Degenkolb e Barguil estre os ciclistas atropelados em Espanha”



Os ciclistas foram atingidos por um carro conduzido por uma cidadã britânica que, aparentemente, seguia em contramão.
O alemão John Degenkolb e o francês Warren Barguil estão entre os seis ciclistas de equipa Giant-Alpecin que foram atropelados durante um treino perto de Alicante, no sudeste de Espanha, anunciou a equipa germânica.
Numa altura em que circulavam em Benigembla, cerca de uma centena de quilómetros a sul de Valência, os ciclistas foram atingidos por um carro conduzido por uma cidadã britânica que, aparentemente, seguia em contramão.
"Os corredores envolvidos são Warren Barguil (Fra), John Degenkolb (Ale), Chad Haga (EUA), Fredrik Ludvigsson (Sue), Ramon Sinkeldam (Hol) e Max Walscheid (Ale)", revelou a Giant-Alpecin em comunicado, acrescentando que todos estavam conscientes e em condição "estável".
O diário espanhol As, na sua versão digital, diz que o sprinter alemão sofreu cortes profundos nas articulações e que o norte-americano Chad Haga poderá ter fraturado a bacia, tendo sido ambos transportados de helicóptero para dois hospitais da região.
Sem especificar, uma fonte hospitalar, citada pela AFP, diz que o ciclista mais afetado sofreu "lesões funcionais graves, mas que não implicam em princípio qualquer risco de vida", embora deva permanecer hospitalizado vários dias.
Quanto a Warren Barguil, o seu agente, Sébastien Michon, disse ao jornal Télégramme que o trepador francês poderá ter fraturado um pulso.
Degenkolb, vencedor das 'clássicas' Milão-Sanremo e Paris-Roubaix em 2015, e Barguil, 14.º na Volta a França, são dois dos líderes da equipa para a época que se avizinha.
A Giant-Alpecin mantém uma base de treino permanente em Alicante e um elevado número de equipas profissionais fazes estágios de pré-época no sul de Espanha, para tirar partido do clima mais ameno.
Em 2012, um acidente semelhante causou a morte ao ciclista espanhol Victor Cabedo, da equipa Euskaltel-Euskadi.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa