quinta-feira, 30 de junho de 2016

“O sabor especial da terceira participação de Nelson Oliveira/Vai representar a Movistar”

Por: Lusa

Foto: DR

Nelson Oliveira (Movistar) assumiu à Lusa que a sua terceira participação consecutiva na Volta a França tem um sabor especial, por ter a missão de ajudar Nairo Quintana a conquistar a camisola amarela.
A estreia de Nelson Oliveira com as cores da Movistar no Tour esteve presa por arames, devido a uma queda no Paris-Roubaix e à consequente fratura de clavícula, que o manteve afastado da competição até ao Critério do Dauphiné.
"Cheguei a pensar que não estaria. No final de contas, a queda atrasou-me a preparação. Tive praticamente de começar do zero para voltar à forma que tinha antes e não foi fácil. Felizmente, as coisas correram bem e com o estágio em altitude e com o Dauphiné a forma voltou ao que era e as coisas agora estão bem", congratulou-se o ciclista, que na sexta-feira se sagrou, pela terceira vez consecutiva, campeão nacional de contrarrelógio.
O corredor de Vilarinho do Bairro (Anadia) nunca escondeu que o seu desejo para esta época era integrar o restrito e coeso grupo que escoltará o colombiano Nairo Quintana no assalto à amarela final, nem como seria complicado ser eleito para estar entre os nove da melhor equipa do mundo na prova rainha do calendário velocipédico internacional.
"Sabia que era difícil, por causa da equipa que temos. Normalmente levamos uma equipa muito forte e este ano, muito provavelmente, vamos estar não na discussão pelo pódio, mas pela amarela. Por isso, esta presença tem um sabor especial e vou mais motivado do que em anos anteriores, porque posso estar numa equipa que vai ganhar o Tour", confessou, visivelmente animado.
A boa-nova, garante, só lhe foi comunicada na terça-feira, ao mesmo tempo que era anunciada ao mundo - "O senhor Eusebio [Unzué] mandou uma mensagem a dizer "estás no Tour" -, não lhe deixando tempo para ter uma resposta certeira à questão "a que se deve este voto de confiança?".
"Boa pergunta. Não sei. Eles sabem que o meu momento de forma é bom e que, normalmente, na terceira semana, se tudo correr como em anos anteriores, estarei em melhor forma do que no início. Assim esperam eles e eu também", explicou.
Feliz com esta oportunidade, Oliveira, que nas duas edições anteriores representou a Lampre-Merida, nem vai pensar em objetivos pessoais, ciente de que tem de dar 100 por cento pela equipa.
"Vou-me esquecer um bocado de mim. É óbvio que se a equipa permitir e se houver essa possibilidade [lutar por uma etapa], eu gostaria [de tentar]. Quem não gostaria? Agora, não vou pensar nisso. Estou concentrado em ajudar o Nairo para que o objetivo dele seja cumprido", completou.
A dedicação ao propósito da Movistar, que este ano apontou todas as armas à amarela que será vestida no pódio final em Paris, é tal que o talentoso contrarrelogista português, de 27 anos, poderá até sair 'prejudicado' naquela que é a sua grande meta esta temporada: o contrarrelógio dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
"Eu já sabia que se fosse ao Tour as coisas seriam diferentes. Se for aos Jogos, não sei como vou chegar, porque são três semanas bastante duras. Costumo estar bem na terceira semana, mas não quer dizer que seja assim. Quando chegar a casa vejo como estou. Depois tenho 14 dias até ao contrarrelógio, que é o meu objetivo. Claro que se puder fazer bem na estrada, ótimo, se não...", defendeu.

Fonte: Record on-line

“Rui Costa e Nelson Oliveira têm o destino nacional nas pernas"

Únicos portugueses na 103.ª edição da prova

Por: Lusa

Foto: Filipe Pinto

Doenças e azares encolheram o pelotão português e, no sábado, no Mont-Saint-Michel, apenas Rui Costa (Lampre-Merida) e Nelson Oliveira (Movistar) estarão à partida para a 103.ª Volta a França.
Depois de dois anos auspiciosos, com uma representação numerosa, num quase pleno dos 'emigrantes' das principais equipas do pelotão internacional, o destino de Portugal volta, tal como em 2013, a estar entregue a apenas dois corredores: Rui Costa e Nelson Oliveira, os dois antigos colegas que seguiram caminhos distintos e vivem agora fases opostas da carreira.
Enquanto campeão mundial de 2013 está em final de contrato com a Lampre-Merida - cujos responsáveis não se coibiram ao longo da época de dizer que esperam que português lute por etapas e não pela geral - e precisa de dar nas vistas para despertar a cobiça das melhores equipas do pelotão, Oliveira vive o seu momento dourado.
Diamante em bruto, o corredor de Vilarinho do Bairro (Anadia) baralhou as contas da sempre coesa e repetitiva Movistar com uma performance de luxo nos campeonatos nacionais do último fim de semana - conquistou o terceiro título consecutivo no contrarrelógio e foi prata no fundo - e mereceu o direito de integrar a guarda de honra de Nairo Quintana, o principal rival de Chris Froome (Sky) na revalidação do título.
De fora, ficam aqueles que, de uma forma ou outra, viram a sua temporada condicionada por azares e doenças. São eles José Mendes (Bora-Argon 18), Tiago Machado (Katusha) e Sérgio Paulinho (Tinkoff) - André Cardoso também não estará, mas o pequeno trepador de Gondomar é uma eterna arma da Cannondale para o Giro.
O sonho do novo campeão nacional de fundo de estar presente pela terceira vez consecutiva no Tour com as cores da Bora-Argon 18 esbateu-se logo no início da época, quando uma doença do foro gastrointestinal o atirou para fora das estradas durante longas semanas.
Resignado com esta contrariedade, Mendes apontou baterias para a Vuelta, entrou em crescendo e viu a sua tenacidade recompensada no último domingo, dia em que conquistou pela primeira vez a camisola de campeão nacional de elites.
Tal como o seu amigo vimaranense, também Tiago Machado, que há dois anos deu nas vistas em solo francês, ao ocupar momentaneamente o terceiro lugar da geral, estará ausente da prova rainha do calendário e tem a última das três grandes voltas sob mira, depois de uma época que não está a correr como desejava: primeiro, caiu na Volta a Yorkshire, depois viu um vírus afastá-lo dos campeonatos nacionais.
Ausente em 2015, por ter estado na escolta de honra de Alberto Contador no seu triunfo no Giro, Sérgio Paulinho, aquele que durante anos era um nome incontornável entre os gregários de luxo da Volta a França, volta a falhar o Tour, desta vez de forma algo surpreendente.
Amigo e fiel escudeiro do chefe de fila espanhol da Tinkoff, o veterano português ficou fora do nove da equipa russa, após um 2016 para esquecer. Alérgico confesso - falhou os Jogos Olímpicos de Pequim2008 por esse motivo -, Paulinho tem visto a sua época afetada pela sua condição, tendo completado apenas duas provas.

Fonte: Record on-line

“Bracara Urban Race | a.pedro&braga (3 Horas Resistência Noturna"

Bracara Urban Race | a.pedro&braga é a designação das 3 horas de resistência BTT que a Trilhos do Cávado - Associação Desportiva promove no próximo dia 16 de julho no centro histórico da cidade de Braga. Oficializada como prova aberta, a iniciativa tem o apoio da Associação de Ciclismo do Minho.

A primeira resistência BTT a realizar no centro da cidade de Braga decorrerá, entre as 20h30 e as 23h30, num circuito fechado com cerca de 6 quilómetros no perímetro urbano da cidade de Braga, percorrendo a zona histórica, praças e jardins emblemáticos. A zona de partida e de chegada será na Praça do Município de Braga.

A iniciativa é aberta à participação individual e de duplas, estando previstos prémios para diversos escalões etários.

As inscrições têm o custo de 10 euros por participante e devem ser efetuadas, impreterivelmente, até às 24 horas do dia 14 de Julho, em www.classificacoes.net.

Trilhos do Cávado - Associação Desportiva, um dos clubes filiados na Associação de Ciclismo do Minho (www.acm.pt), é uma associação sem fins lucrativos que começou por promover em 2009 o Raid BTT Margens do Cávado com o objetivo de angariar fundos para a sustentabilidade da Associação de Solidariedade Social de São Paio (IPSS).

Ano após ano o Raid BTT Margens do Cávado foi-se afirmando no contexto do BTT com mais de 500 participantes de várias regiões do País e da vizinha Espanha a a integrarem uma romaria de cor, alegria e muito movimento.

Em julho de 2014 foi formalmente constituída a Trilhos do Cávado - Associação Desportiva, que, sendo aberta a todos os amantes do BTT, ambiciona ser um meio aglutinador de bons projetos, para as localidades e para a cidade de Braga, nas áreas desportiva e cultural e mantendo a matriz solidária que esteve na sua origem.

Informações complementares sobre a Bracara Urban Race | a.pedro&braga podem ser obtidas através dos seguintes contactos: 917897179, 961709480, Email: margenscavado@gmail.com,www.bttmargensdocavado.com ou https://www.facebook.com/trilhos.bttmargensdocavado.

Fonte: ACM

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de Junho número 250, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, mensalmente pode ser visualizada a nossa revista em: www.noticiasdopedal.com

quarta-feira, 29 de junho de 2016

“Fãs podem seguir ciclistas na Volta a França com mais detalhe com novo sistema GPS”

Foto: SAPO Desporto

A 103.ª edição do Tour arranca no sábado, no Mont Saint Michel, e termina a 24 de julho, em Paris.
Os adeptos do ciclismo vão poder acompanhar cada um dos 198 corredores da 103.ª Volta a França, graças a um novo sistema de localização GPS, anunciou hoje a organização.
Cada uma das bicicletas que estarão à partida, no sábado, para a 103.ª edição do Tour, estará equipada com um dispositivo GPS, que terá comunicação direta com os carros das equipas e com outros ciclistas.
Em parceria com a Dimenson Data, a ASO, entidade que organiza o Tour, desenvolveu uma aplicação que permite também combinar dados da competição em tempo real, vídeo, fotografias, ‘feeds’ de redes sociais e comentários das provas agrupadas em direto.
“Os telespetadores poderão ter acesso a informações mais ricas e rigorosas sobre cada um dos 198 ciclistas das 22 equipas, incluindo a velocidade, distância entre os corredores, composição do pelotão na competição, velocidade e direção do vento, assim como as condições meteorológicas predominantes”, especificou a Dimension Data, que patrocina a única equipa africana da Volta a França, em comunicado
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Portugal leva oito corredores ao Mundial de Cross Country Olímpico”

Entre os quais o campeão mundial de maratonas Tiago Ferreira

Por: Lusa

Foto FPV/Anastasia Esigrips

Oito corredores portugueses de BTT vão disputar o Campeonato do Mundo de Cross Country Olímpico (XCO), entre sexta-feira e domingo, na cidade checa de Nove Mesto na Morave, entre os quais o recente campeão mundial de maratonas, Tiago Ferreira.
O selecionador Pedro Vigário conta com três corredores na prova de elite, a disputar no domingo, casos de David Rosa (Tropix), Mário Costa (ASC/Focus Team/Vila do Conde) e Tiago Ferreira (Team Protek). No mesmo dia em que Joana Monteiro (ASC/Focus Team/Vila do Conde) disputa a corrida de sub-23.
Os juniores João Rocha (Rodabike/ACRG/Gondomar) e Bruno Silva (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão) vão marcar no sábado a estreia de Portugal na competição, seguindo-se a prova de sub-23, que vai contar com a participação de Gonçalo Amado (Maiatos/Reabnorte/BikeZone) e José Dias (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact).
"Participamos sempre nas grandes competições com o objetivo de fazer melhor do que nas edições anteriores. É a nossa intenção com os corredores mais experientes, ao passo que apostamos em dois juniores, tendo já em vista a aquisição de experiência e o desenvolvimento desses atletas, numa perspetiva de futuro", explicou Pedro Vigário, citado pela Federação Portuguesa de Ciclismo.
Até agora, o melhor registo luso na competição foi alcançado por David Rosa, em 2014, quando alcançou o 29.º posto em elites.

Fonte: Record on-line

“Volta a Portugal/ASPIG contra prova de perícia para motociclistas da GNR”

Foto: Lusa

José Alho disse não compreender a necessidade, exigida pelo Comando, de uma “prova de destreza na condução de motociclos.

O presidente da Associação Sócio-Profissional Independente da Guarda (ASPIG) manifestou-se hoje contra a necessidade da realização de uma prova de perícia para determinar quais os militares motociclistas que podem fazer a segurança na Volta Portugal em bicicleta.
Em declarações à Lusa, José Alho disse não compreender a necessidade, exigida pelo Comando, de uma “prova de destreza na condução de motociclos, contornando cones e obstáculos, para aferir a capacidade do militar”, considerando que isso “não é sinónimo de ser um bom motociclista”.
José Alho explicou que desde 1970 existe a Brigada de Trânsito e, embora tenha acabado em 2009 com este nome, os militares ficaram na mesma função e desde sempre, cada guarda da unidade de trânsito ou destacamento territorial poderia fazer uma Volta a Portugal.
“Uma das maiores alegrias que muitos militares têm é poder fazer uma Volta a Portugal em Bicicleta, sendo que muitos veem aqueles 17 dias de Volta como o máximo da carreira a nível de satisfação”, disse José Alho.
Para que todos possam fazer este serviço, o presidente da ASPIG avança que durante décadas houve uma escala entre os militares motociclistas, que tinha em conta a destreza, a antiguidade e expêriencia, para que “uma vez na vida” pudessem acompanhar o evento.
“Tais critérios sempre foram aceites como os mais adequados a permitir que quase todos os militares, durante a sua carreira, tivessem a possibilidade de integrar tal destacamento sem que a ‘regra da antiguidade’ fosse, de forma injusta, afastada”, explicou.
No entanto, José Alho considera que agora, a prova de perícia em vigor, “exclui o critério da antiguidade, bem, como o tradicional desiderato de muitos militaras em fazerem parte do Destacamento eventual da volta a Portugal em bicicleta, para além de levantar suspeições sobre os seus verdadeiros propósitos”.
Como tal, o presidente da ASPIG considera que a tradicional metodologia da nomeação dos militares para o evento é a mais justa pelo que apela à eliminação da prova de perícia, sob pena desta vir a criar elevada desmotivação entre os militares e, consequentemente, em nada contribuir para a sã camaradagem e disciplina, pilares fundamentais numa instituição de natureza militar.
A agência Lusa pediu um esclarecimento ao Comando-Geral da GNR, mas até ao momento ainda não obteve resposta.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa  

“Bouhanni falha presença na Volta a França”

Foto: Crédito ERIC FEFERBERG / AFP

Bouhanni nunca venceu uma etapa na Volta a França, tendo abandonado nas suas duas únicas participações, em 2013 e 2015.

O 'sprinter' francês Nacer Bouhanni foi operado à mão direita e, por isso, vai ficar fora da Volta a França em bicicleta, que começa no sábado no Mont Saint Michel, informou hoje a equipa Cofidis.
Segundo a equipa francesa, Bouhanni, de 25 anos, magoou-se "na sequência de uma agressão registada no seu hotel na véspera do campeonato de França", que se realizou no domingo. O jornal L'Equipe noticiou que Bouhanni foi acordado perto das quatro da madrugada por três hóspedes embriagados e que houve uma rixa no corredor no hotel da qual resultou o ferimento.
Inicialmente, o corredor foi suturado com quatro pontos, mas, de acordo com a Cofidis, "concluiu-se que a ferida foi mal tratada" e, "devido à degradação da situação, Nacer foi operado na terça-feira".
"A decisão foi tomada para que não haja qualquer risco para a saúde do atleta, que agora precisa de repouso para se preparar para novos objetivos", acrescentou a equipa, que assim vai disputar o Tour sem o seu chefe de fila, um dos melhores 'sprinters' mundiais. Bouhanni foi substituído na equipa por Nicolas Edet, um trepador.
Bouhanni, que contabiliza oito triunfos esta época, nunca venceu uma etapa na Volta a França, tendo abandonado nas suas duas únicas participações, em 2013 e 2015, em ambos os casos devido a quedas na primeira semana de corrida.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa  

“Ciclista Joaquim Sampaio distinguido em Guimarães”

O ciclista minhoto Joaquim Sampaio será distinguido no próximo dia 3 de julho, em Guimarães, no âmbito da Gala do Desporto promovida anualmente pela Câmara Municipal de Guimarães e pela Tempo Livre. A iniciativa decorrerá no Multiusos de Guimarães estando o início marcado para as 16h30.

Natural de Gondar (Guimarães), onde nasceu a 17 de fevereiro de 1970, Joaquim Sampaio despediu-se do pelotão profissional de ciclismo com 40 anos de idade, em 2010, ano em que foi homenageado pela Associação de Ciclismo do Minho. Em 1997 foi galardoado com “O Minhoto” - Troféus Desportivos e no dia 3 de julho será distinguido com o Prémio Carreira da Gala do Desporto | Guimarães 2016.

Experiente, respeitado e acarinhado, o veterano do pelotão português, conquistou resultados de relevo ao longo de toda a carreira, destacando-se a vitória no Grande Prémio Abimota (2001 e 2009), Prémio Gondomar Coração de Ouro (2004), Clássica do Sotavento Algarvio (2009) e em etapas de praticamente todas as provas do calendário nacional.

Joaquim Sampaio foi terceiro na Volta ao Alentejo (2004), na Clássica da Primavera (2003) e na prova de contrarrelógio do Campeonato Nacional (2007), enquanto obteve o quarto lugar na prova em linha do Campeonato Nacional (2003), contrarrelógio do Campeonato Nacional (2008 e 2009) e no Festival de Pista - 100 Voltas de Tavira (2008).

Em 2010, Joaquim Sampaio foi 6º classificado no Campeonato Nacional - Contrarrelógio individual e despediu-se da carreira de ciclista profissional com uma vitória no 13º Circuito de Alenquer/Troféu Alexandre Ruas.

No seu último ano de ciclista profissional a Associação de Ciclismo do Minho decidiu atribuir a Joaquim Sampaio o dorsal número um da prova, partindo o veterano corredor para a primeira etapa da competição com a camisola amarela.

Ao longo da carreira de ciclista Joaquim Sampaio representou as equipas Friminho, Garcia Joalheiro, Tensai-Mundial Confiança, Sicasal-Acral, Jumbo-Maia, Maia-Jumbo-Cin, Maia-Cin, Porta da Ravessa-Milaneza, Porta da Ravessa, Carvalhelhos-Boavista, Riberalves-Boavista e Madeinox-Boavista.

Fonte: ACM


“Prémio de Ciclismo Festas da Cidade de Fafe (Juniores)”

Realiza-se no dia 9 de julho o Prémio de Ciclismo Festas da Cidade de Fafe, prova para a categoria de juniores promovida pela Associação de Ciclismo do Minho e pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã. Na mesma ocasião será promovido o 16º Passeio Festas da Cidade de Fafe pela União Desportiva Amigos da Roda de Quinchães.

Integrado no programa das Festas do Concelho - Nossa Senhora de Antime e pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã, o Prémio Festas da Cidade de Fafe (juniores) será disputado num percurso de 84,5 quilómetros com partida e chegada na Avenida Tenente Coronel Melo Antunes.

O início está marcado para as 14 horas e o final previsto para as 16h10, prevendo o percurso três passagens pelo centro de Fafe antes do final da prova. O trajeto inclui também passagens por localidades dos concelhos de Guimarães e Felgueiras.

O percurso do Prémio Festas da Cidade de Fafe (juniores) será o seguinte: Fafe (14h00 - Av. Ten. Coronel Melo Antunes - Partida simbólica), Av. Granja (Partida Real), Jopedois, Cepães, Fareja, EN 101, Vila Nova de Infantas, Mesão Frio, Portela de Arões, Arões (Igreja Românica), Fafe, Rua Cidade de Guimarães, Rua dos Aliados, Av. Granja (1ª passagem por Fafe - centro), Jopedois, Cepães, Fareja, EN 101, Vila Nova de Infantas, Mesão Frio, Portela de Arões, Arões (Igreja Românica), Fafe, Rua Cidade de Guimarães, Rua dos Aliados, Av. Granja (2ª passagem por Fafe - centro), Jopedois, Cepães, Fareja, EN 101, Vila Nova de Infantas, Mesão Frio, Portela de Arões, Arões (Igreja Românica), Fafe, Rua Cidade de Guimarães, Rua dos Aliados, Av. Granja (3ª passagem por Fafe - centro), Jopedois, Cepães, Fareja, EN 101, Vila Nova de Infantas, Mesão Frio, Portela de Arões, Arões (Igreja Românica), Fafe, Rua Cidade de Guimarães, Rua dos Aliados, Av. Granja, Av. Ten. Coronel Melo Antunes - Meta final 16h10).

O Prémio Festas da Cidade de Fafe (juniores) é organizado pela Associação de Ciclismo do Minho com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, Fafefuel, Guimarpeixe, Jopedois, Auto Terror, Polícia Municipal de Fafe, Bombeiros Voluntários de Fafe, Ciclismo a fundo (revista oficial) e Roda na Frente.

Depois do Prémio Festas da Cidade de Fafe (juniores), o concelho fafense acolherá ainda este ano o Prémio Cidade de Fafe - Escolas, Cadetes e Juniores (23 de julho) e o Prémio Fafe - Sala de Visitas do Minho (10 de setembro), atividades apoiadas, como habitualmente, pela Câmara Municipal de Fafe. Fafe assumirá ainda destaque na edição deste ano da Volta a Portugal em Bicicleta.
 

Festas em honra de Nossa Senhora de Antime com oferta para todos

As festas em honra de Nossa Senhora de Antime decorrem durante cinco dias, com grande animação cultural e um cartaz para todos os gostos. As festas terão um programa diversificado que abrange música, folclore, desfiles, marcha luminosa e outros momentos que prometem ser únicos.

Este ano, os GNR são cabeça de cartaz, num espetáculo que promete animar a noite de 9 de Julho, sábado, na Praça 25 de Abril.

O arranque das festividades, a 6 de Julho, é marcado pela inauguração das iluminações decorativas e o Concerto de Pedro Clash & NeonTools.

O concurso de Vestidos de Chita integra novamente as comemorações, pelo segundo ano, no Jardim do Calvário, recuperando-se uma tradição de há décadas, tão acarinhada pelos fafenses.

A sexta-feira dá o mote para o grande fim-de-semana, com destaque para a música. Terá lugar o tradicional Encontros de Coros, na Igreja Nova de S. José, e a escadaria do Arquivo Municipal ganha vida com os Fados de Coimbra, com a atuação do Grupo “Alma Mater”.

As ruas da cidade voltam a encher-se de cor, no sábado, dia 9, com a corrida mais louca, animada e irreverente de sempre. A Fafe a Cores regressa este ano, com início marcado para as 15h00, alargando, novamente, as festas à juventude do concelho.

À mesma hora, decorre o XVI Passeio de Cicloturismo “União dos Amigos da Roda de Quinchães” pelo Centro da Cidade e o Prémio de Ciclismo Festas da Cidade de Fafe.

À noite, o palco da Praça Mártires do Fascismo, recebe a XXIII Mostra de Folclore de Fafe.

A música continua noite dentro, com a atuação dos Euphoric Show.

O grande destaque desta noite vai para a atuação da banda portuguesa GNR, que promete um espetáculo monumental. O concerto começa com o espetáculo pirotécnico que transforma os céus de Fafe numa mancha de cor e movimento.

Domingo, 10 de Julho, é, para muitos, o dia mais simbólico destas festas. A procissão em honra de Nossa Senhora de Antime atrai milhares de fiéis, num momento único, carregado de fé e emoção.

Ao início da manhã, a Procissão de Nossa Senhora das Dores sai de Fafe em direção a Antime e a Procissão de Nossa Senhora da Misericórdia sai de Antime para Fafe.

As duas imagens encontram-se, cerca de uma hora depois, na Ponte de S. José e seguem juntas rumo à Igreja Nova, em Fafe.

A marcha luminosa encerra as festas do concelho, com o desfile de diversos carros alegóricos, muita música, dança e animação para todos os que assistem.

Fonte: ACM

“Seleção Nacional/Liberty Seguros/XCO”

Portugal com oito corredores no Mundial de XCO

A Seleção Nacional/Liberty Seguros participa com oito corredores no Campeonato do Mundo de Cross Country Olímpico (XCO), entre sexta-feira e domingo, em Nove Mesto na Morave, República Checa.

Uma semana depois do feito histórico que constituiu a conquista do Campeonato do Mundo de Maratonas (XCM), através de Tiago Ferreira, o BTT luso regressa aos grandes palcos internacionais, desta vez na disciplina olímpica da modalidade.

O selecionador nacional, Pedro Vigário convocou três corredores de elite, David Rosa (Tropix), Mário Costa (ASC/Focus Team/Vila do Conde) e Tiago Ferreira (Team Protek), três sub-23, Gonçalo Amado (Maiatos/Reabnorte/BikeZone), Joana Monteiro (ASC/Focus Team/Vila do Conde) e José Dias (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact), e dois juniores, João Rocha (Rodabike/ACRG/Gondomar) e Bruno Silva (Quinta das Arcas/Jetclass/Xarão).

“Participamos sempre nas grandes competições com o objetivo de fazer melhor do que nas edições anteriores. É a nossa intenção com os corredores mais experientes, ao passo que apostamos em dois juniores, tendo já em vista a aquisição de experiência e o desenvolvimento desses atletas, numa perspetiva de futuro”, explica Pedro Vigário.

O resultado a bater é o 29.º lugar, conseguido por David Rosa, há dois anos – em 2015 esteve ausente devido a lesão –, que continua a ser o melhor registo luso de sempre em mundiais de XCO na categoria de elite.

A pista de Nove Mesto na Morave é bem conhecido do circuito internacional de XCO, não só pelos milhares de adeptos que costumam ali acorrer para apoiar os melhores especialistas mundiais, mas também pelas suas caraterísticas técnicas. Trata-se de uma pista de 4,1 quilómetros de perímetro, muito dura, com cerca de 50 por cento do percurso em subida.

A participação lusa arranca na sexta-feira, por intermédio dos dois juniores, que competem às 16h00. No sábado correm, às 10h00, os dois sub-23. Para fechar o programa, no domingo, há duas provas com portugueses na linha de partida: Joana Monteiro alinha na corrida de sub-23, às 10h00, enquanto o trio de elite compete a partir das 14h00.

Todos os horários apresentados estão de acordo com a hora portuguesa.

Fonte: FPC

terça-feira, 28 de junho de 2016

“Sérgio Paulinho não integra equipa da Tinkoff para o Tour”

Alberto Contador e Peter Sagan confirmados

Fonte: Lusa

Foto: António Borga

O espanhol Alberto Contador e o eslovaco Peter Sagan foram esta terça-feira confirmados na formação Tinkoff para a Volta a França em bicicleta, novamente sem o português Sérgio Paulinho. Tal como em 2015, quando depois de sete presenças na Grande Boucle, seis delas consecutivas, o corredor português voltou a ficar de fora da formação dinamarquesa.
Contador, vencedor em 2007 e 2009, e Sagan, campeão do mundo de fundo e cinco vezes consecutivas vencedor da classificação por pontos no Tour, são as estrelas da formação liderada por Oleg Tinkov, que conta ainda com os polacos Rafal Majka e Maciej Bodnar e o checo Roman Kreuziger.
Oscar Gatto, Robert Kiserlovski, Matteo Tosatto e Michael Valgren completam o alinhamento da Tinkoff.
A 103.ª edição da Volta a França em bicicleta vai ser disputada entre 2 e 24 de julho, entre Mont Saint Michel e Paris.~

Fonte: Record on-line

“Agenda de Ciclismo”

Continua a época de atribuição de títulos nacionais

O próximo fim-de-semana volta a ficar marcado pela disputa de diversos campeonatos nacionais de ciclismo. De sexta a domingo, Vila Flor recebe os nacionais de estrada para juniores, cadetes e femininas. No sábado, em Palmela, corre-se o campeonato de contrarrelógio de masters, elites amadores e paraciclistas. No dia seguinte, em Setúbal, realiza-se o nacional de BMX. Também no domingo, Vouzela será palco da segunda prova da Taça de Portugal de Enduro.

Vila Flor terá um fim-de-semana repleto de animação, com cerca de 400 ciclistas a lutar pelos títulos nacionais de contrarrelógio e de fundo. Na sexta-feira, a partir das 15h00, serão disputados os exercícios individuais. Os juniores e as corredoras de elite vão pedalar ao longo de 19,6 quilómetros, enquanto os cadetes e as restantes categorias femininas têm uma distância mais económica pela frente: 9,8 quilómetros.

A primeira prova de fundo do programa é a de cadetes, 81,2 quilómetros, com início às 15h00 de sábado. No domingo, às 9h30, sai para a estrada o pelotão feminino. As corredoras de elite terão de cumprir 98 quilómetros, as juniores ficam-se pelos 78,4 quilómetros, as cadetes e as masters encerram o esforço aos 58,8 quilómetros. Às 14h00 arrancam os juniores para uma corrida de 123,5 quilómetros.

Ainda na estrada, no sábado, os paraciclistas, os masters e os amadores de elite juntam-se em Palmela para disputar o Campeonato Nacional de Contrarrelógio. O primeiro ciclista a competir parte às 15h00. Os paraciclistas e os masters 50 e mais velhos têm por diante 8,3 quilómetros, os masters 40 vão pedalar ao longo de 16,7 quilómetros e os masters 30 e amadores de elite terão de cumprir 25,1 quilómetros.

No vizinho concelho de Setúbal, integrando a programação da Cidade Europeia do Desporto 2016, realiza-se, no domingo, a partir das 14h30, o Campeonato Nacional de BMX Race. Os treinos vão dar vida à pista na tarde de sábado e na manhã de domingo. A entrada é livre para assistir ao espectáculo desta vertente olímpica de ciclismo.

A segunda etapa da Taça de Portugal de Enduro vai disputar-se, no domingo, a partir das 9h00, em Vouzela. A corrida terá quatro PEC, duas que transitam da edição transata da prova e duas que se estreiam em 2016.

Mais eventos oficiais

2 de julho, 7h00: 6.ª Etapa EPIC GPS Series, Rota dos Paralelos, Lobão, St.ª Maria da Feira

2 de julho, 14h30: 4.º Encontro de Escolas de BTT, Vila Real

2 de julho, 19h30: Resistência Quinta do Ega, Vagos

3 de julho, 8h30: XII Passeio BTT de Terrugem, Sintra

3 de julho, 9h00: 4.º Passeio BTT Solidário CERCI, São João da Madeira

3 de julho, 9h30: Troféu Acácio da Silva/Maratona BTT, Montalegre

3 de julho, 9h30: Encontro de Escolas de Estrada de Rio de Mouro, Sintra

4 de julho, 17h30: Circuito de S. João Batista, Martingança, Alcobaça

Fonte: FPC

“Um quarto lugar e um nono nos Campeonatos Nacionais”

De 24 a 26 de Junho realizaram os campeoantos Nacionais, com boas prestações dos atletas do Goldwin –Team José Maria Nicolau. José Neves foi quarto na prova de contra-relógio e Marcelo Salvador, no seu primeiro ano de sub-23 foi nono classificado.

Os campeonatos nacionais começaram na sexta-feira dia 24com as provas de contra-relógio, onde o nosso ciclista José Neves, segundo classificado em 2014, vencedor em 2015, partia para a prova com naturais aspirações à revalidação do titulo, mas tal não foi possivel.

"Tinha os objetivos bem definidos, que passavam pela revalidação do titulo, mas hoje as pernas não quiseram andar. Tinha aspirações a mais, mas existem dias assim. Agora resta recuperar bem, pois amanhã temos a prova de fundo, que seráainda mais dura."

Pela Goldwin -Team José Maria Nicolau alinharam também na prova de fundo, André Ramalho, que terminou na nona posição e Jorge Marques em 14º.

No dia seguinte seria a vez da realização da prova em linha com os ciclistas da GoldWin-Team José Maria Nicolau a ter de cumprir as 9 voltas do circuito do Campeonato Nacional de Fundo Sub-23, com as miticas subidas ao Santuário de Nossa Senhora do Sameiro e do Bom Jesus, em Braga.

Desde o momento da partida a prova foimarcada por um ritmo alucinante, e desde a primeira volta ditaram-se as diferenças, com a formação de vários grupos. Foi nesse momento que Ruben Guerreiro saiu em fuga, como nosso ciclista José Neves a seguir no seu encalço. Neves esteve em fuga durante 6 voltas com o ciclista internacional, até não conseguir acompanhar o seu ritmo.

No grupo principal seguia Fábio Oliveira e Marcelo Salvador, sendo que este último ainda atacou á entrada para a última volta. No final Marcelo Salvador alcançou o 9º lugar. Fábio Oliveira foi 11º classificado, num nacional de resistentes, pois apenas 16º ciclistas conseguiram terminar a prova.

Classificação Contra-relógio:

4º José Neves

9º André Ramalho

14º Jorge Marques

Classificação Prova em linha:

9º Marcelo Salvador

11º Fábio Oliveira

Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau

Notícias do Pedal – TV em alta…

É com grande satisfação que o nosso canal de televisão continua em alta, as audiências subiram, e nos últimos 30 dias, tivemos um aumento de 317% sobre as últimas sondagens, um número que nos satisfaz sem dúvida, o que demonstra cada vez mais, o interesse que o nosso canal tem nos nossos leitores.

Obrigado pela preferência.

“Reportagem no “A Notícia” do “Grande Passeio do CCL-Clube Campismo Lisboa.2016”

Já está on-line a reportagem na “A Notícia”, do “Grande Passeio do CCL-Clube Campismo Lisboa.2016” realizado na Costa da Caparica, a mesma pode ser visualizada em: http://www.anoticia.pt/pt/201605/Desporto/275/“Grande-passeio-do-CCL-Clube-Campismo-de-Lisboa”.htm ou em: http://anoticia.pt/ onde pode ainda visualizar outras notícias.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

“Câmaras térmicas para detetar motores/Anúncio do secretário de Estado francês do Desporto”

Por: Lusa

Foto: Reuters

Câmaras térmicas vão ser utilizadas na Volta a França para combater a fraude tecnológica, anunciou esta segunda-feira o secretário de Estado francês do Desporto, Thierry Braillard.
Essas câmaras térmicas permitem detetar motores instalados nas bicicletas e foram desenvolvidas pela Comissão de Energia Atómica, a pedido do Governo francês.
"É muito importante detetar a batota", disse o presidente da União Ciclista Internacional (UCI), Brian Cookson, presente em Paris juntamente com Braillard, com o ministro francês da Investigação do Ensino Superior, Thierry Mandon, e com o diretor do Tour, Christian Prudhomme.
Esta tecnologia foi utilizada de forma experimental nos campeonatos de França, no fim de semana, revelou o presidente da Federação Francesa de Ciclismo, David Lappartient. "Os testes foram conclusivos. Até um motor desligado poderia ter sido detetado", acrescentou.
O tipo de câmara a utilizar entre 2 e 24 de julho na Volta a França poderá ser operado a partir de uma mota ou na beira da estrada e o seu uso será feito em complementaridade com o método de ressonância magnética, já utilizado nas partidas e nas chegadas.

Braillard sublinhou que o Governo francês está a preparar legislação para tornar a fraude tecnológica ofensa criminal.

O primeiro caso comprovado de utilização de um motor foi detetado em janeiro na bicicleta da belga Femke Van den Driessche nos Mundiais de ciclocrosse. A ciclista, de 19 anos, foi suspensa por seis anos e multada em 20.000 francos suíços (cerca de 18.800 euros).

Fonte: Record on-line

“Nelson Oliveira integra equipa da Movistar/Terceira presença no Tour”

Por: Lusa

Foto: DR
O português Nelson Oliveira vai disputar a Volta a França pela terceira vez, confirmou esta segunda-feira a equipa espanhola Movistar, que vai ser liderada na corrida pelo colombiano Nairo Quintana e pelo espanhol Alejandro Valverde.
O tricampeão nacional de contrarrelógio integra o alinhamento da formação comandada por Eusebio Unzué para a 'Grand Boucle', que vai ser disputada entre 2 e 24 de julho, depois de ter sido 47.º em 2015 e 87.º em 2014, em ambos os casos ao serviço da Lampre-Merida.
Nelson Oliveira, que tem como melhor resultado em corridas de três semanas o 21.º lugar na Vuelta em 2015, é o segundo corredor luso confirmado na partida da corrida, juntamente com Rui Costa (Lampre-Merida).

Quintana, segundo em 2013 e 2015, e Valverde, terceiro no ano passado, são as principais armas da Movistar para o Tour, no qual o britânico Chris Froome (Sky) detém o título depois de ter vencido também em 2013.
Winner Anacona, Imanol Erviti, Gorka Izagirre, Daniel Moreno, Ion Izagirre e Jesús Herrada são os restantes elementos da segunda classificada do ranking mundial.

Fonte: Record on-line

“Volta à França/Astana confirma presenças de Nibali e Fabio Aru/ Vincenzo Nibali venceu a décima etapa do Tour”

Foto: JEFF PACHOUD / AFP

Aos três ciclistas hoje confirmados pela Astana, juntam-se os ciclistas Diego Rosa, Paolo Tiralongo, Andriy Grivko, Alexey Lutsenko, Jakob Fuglsang e Tanel Kangert.

A Astana confirmou hoje a participação dos ciclistas italianos Vincenzo Nibali e Fabio Aru na próxima edição da Volta a França em bicicleta, que arranca sábado do Mont Saint Michel.
Vicenzo Nibali, vencedor do Tour em 2014 e que esta época triunfou na Volta a Itália, será o chefe de fila da equipa cazaque na 103.ª edição da mais importante competição mundial de ciclismo por etapas, que termina a 24 de julho.
Além de Nibali, que integra o lote restrito de seis ciclistas que venceram as três grandes voltas (França, Itália e Espanha), a Astana contará também com Fabio Aru, que triunfou na Volta a Espanha em 2015, e com o espanhol Luis León Sanchez.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“3 ATLETAS TORREJANOS na SELECÇÃO NACIONAL DE TRIATLO para o CAMPEONATO DA EUROPA YOUTH na HUNGRIA”

Os atletas JOANA MIRANDA, RICARDO BATISTA e JOSÉ PEDRO VIEIRA da ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS, foram seleccionados para representarem a Selecção Portuguesa de Triatlo no Campeonato da Europa de Youth (Cadetes e Juvenis de 2ºano) que se vai realizar entre os dias 2 e 5 de Julho, em Tiszaújváros na HUNGRIA.

O responsável por mais um momento histórico no Triatlo torrejano, o treinador PAULO ANTUNES também vai fazer parte do staff desta Seleção Nacional, integrando mais uma vez a equipa técnica que se desloca à Hungria.

Joana Miranda é uma das pioneiras na Escola Triatlo torrejana, nasceu a 11/Novembro/2000 e reside em Casais Castelos, frequentando o 10ºano na Escola Secundária no Entroncamento. Em 2015, foi Vice-campeã Nacional de Aquatlo e obteve o 3ºlugar no Campeonato Nacional de Duatlo e Triatlo em Juvenis. Representou também a Selecção Nacional de Triatlo, em Julho de 2015 em Espanha, no Campeonato da Europa de Triatlo na categoria de Youth, e em 3 de Abril de 2016, esteve presente na Quarteira na Taça da Europa de Triatlo na categoria de Juniores. Já esta época também, sagrou-se Campeã Nacional de Triatlo no Grupo de Idades 16-17 anos, no passado dia 10 de Junho em Peniche.

Ricardo Batista, nasceu a 20/Novembro/2000, reside em Torres Novas, e estuda na Escola Maria Lamas no 10ºano. Entrou para o triatlo em 2012, e na última época de 2015 obteve o título Campeão Nacional de Aquatlo e de Vice-campeão Nacional de Triatlo e Duatlo em Juvenis. Ainda em 2015, na sua primeira participação pela Selecção Nacional de Triatlo, Ricardo Batista conquistou a MEDALHA DE BRONZE no Campeonato da Europa de Triatlo na categoria de Youth, que se realizou em Julho, em Banyoles, no norte de Espanha, e no Campeonato do Mundo de Biatle que se realizou em Batumi na Geórgia, foi também medalha de bronze. No dia 3 de Abril de 2016 participou na Quarteira, na Taça da Europa de Triatlo em representação da Selecção Nacional de Juniores.

José Pedro Vieira, estuda na Escola Manuel Figueiredo em Torres Novas no 9ºano, nasceu a 22/Maio/2001 e reside em Torres Novas. Entrou para a Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas em 2012, e na época de 2015, foi Campeão Nacional de Duatlo e de Triatlo em Juvenis, Vice-campeão Nacional de Aquatlo em Juvenis e Campeão Nacional de Biatle em Iniciados. Já em 2016, voltou a ser Campeão Nacional de Duatlo, e esta é a primeira vez que vai representar a Selecção Nacional de Triatlo, uma vez que está no seu 2ºano de Juvenil.

Entretanto, para além destes 3 atletas que foram convocados, também PAULO ANTUNES, o técnico da Escola Triatlo de Torres Novas irá integrar mais uma vez a equipa técnica da Seleção Nacional de Triatlo. Sem dúvida algo muito merecido para o jovem treinador torrejano, que em 2009 teve a excelente iniciativa de formar em Torres Novas uma Escola de Triatlo. Um projecto com o objectivo de formar jovens triatletas dos 8 aos 16 anos de idade, proporcionando condições e formação para estes jovens conseguirem atingir este patamar, e mais se perfilam para o mesmo.

TODA A EQUIPA, que é composta por um excelente grupo que partilha valores como, humildade, fairplay, espírito de sacrifício e camaradagem se sente também orgulhosa por esta etapa alcançada por estes 3 atletas torrejanos.

Fonte: ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS

“Jacinto Fiúza e Ana Rita Vale venceram o 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu”

O Campeão do Minho de Cross Country Olímpico, Jacinto Fiúza, e Ana Rita Vale venceram em elites o 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu, terceira etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros disputada em Gondar (Guimarães).

Organizado em conjunto pela Associação de Ciclismo do Minho, Agrupamento de Gondar do Corpo Nacional de Escutas e Gondar Jovem - Associação Juvenil, a competição traduzindo-se num êxito organizativo e desportivo, com cerca de duas centenas de atletas a proporcionarem um excelente espetáculo desportivo e a corresponderem positivamente às melhores expetativas.

Familiares do malogrado corredor Manuel, entre outros, juntaram-se às várias centenas de espectadores que assistiram ao 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu.

O 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel contou com a vitória, além de Jacinto Fiúza e de Ana Rita Vale em elites, de João Rocha e Marta Branco (juniores), Ruben Nunes (master 30), Paulo Rodrigues (master 40), João Araújo (master 50), Hélder Gonçalves e Raquel Queirós (cadetes), Gonçalo Magalhães e Ana Santos (juvenis), João Martins e Mariana Líbano (infantis), David Ferreira e Ana Costa (iniciados) e Hugo Ramalho e Rita Fontinhas (benjamins). Coletivamente triunfaram ASC / Focus Team / Vila do Conde (competição) e a Seissa / MGB Bikes / Matias & Araújo / Frulact (escolas).

No escalão de elites, Jacinto Fiúza (Batotas / Ponte de Lima), Campeão do Minho de BTT XCO, venceu destacado o 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel, enquanto Luís Pereira (Joane BTT / Trilhos Bike) e Fábio Ribeiro (Patocycles / Cube) terminaram a prova de Gondar, respetivamente, na segunda e terceira posições.

Em femininos, Ana Rita Vale (Batotas / Ponte de Lima), Campeã do Minho de BTT Maratonas, também venceu de forma clara, deixando Diana Ferreira e Joana Barbosa, ambas da equipa BMC / SRAM / Póvoa de Varzim, nas posições seguintes do pódio.

Os Campeões Nacionais e do Minho de BTT XCO, João Rocha (Rodabike / ACRG / Gondomar) e Marta Branco (ASC / Focus Team / Vila do Conde), vencerem as corridas masculina e feminina de juniores, concluindo o circuito à frente, respetivamente, de Tiago Fernandes (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Débora Figueiredo (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact), segundos classificados, e de António Azevedo (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Ana Moreira (Tomatubikers / Toyota-Macedo & Macedo) que completaram os pódios.

Em masters 30, Ruben Nunes (ASC / Focus Team / Vila do Conde) foi o vencedor do 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel, ficando na segunda posição Pedro Marques (Maiatos / Reabnorte / BikeZone) e na terceira Hélder Braga (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact).

Paulo Rodrigues (Patocycles / Cube) venceu a corrida de master 40, deixando no segundo posto Francisco Branco (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e no terceiro Abel Machado (ASC / Focus Team / Vila do Conde).

No escalão de master 50 triunfou João Araújo (JUM - Sanitop - KTM) com as restantes posições do pódio a serem ocupadas por Mário Cruz (JUM - Sanitop - KTM) e por Vítor Santos (ASC / Focus Team - Vila do Conde).

Hélder Gonçalves (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Raquel Queirós (ASC / Focus Team - Vila do Conde) foram os melhores no escalão de cadetes, deixando na segunda posição Vinício Rodrigues (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Jessica Costa (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e na terceira André Terroso (ASC / Focus Team - Vila do Conde) e Beatriz Faria (JUM - Sanitop - KTM).

Nos escalões de Escolas, os vencedores foram Gonçalo Magalhães e Ana Santos, ambos da ASC / Focus Team / Vila do Conde, em juvenis, João Martins (Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact) e Mariana Líbano (ASC / Focus Team - Vila do Conde) em infantis, David Ferreira (CRC / Garbo / Vegas Cosmetics) e Ana Costa (CRC / Garbo / Vegas Cosmetics) em iniciados Hugo Ramalho (Escola BTT Matosinhos) e Rita Fontinhas (Escola BTT Matosinhos) em benjamins.

A vitória coletiva (competição) no 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu, terceira etapa do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros, foi da ASC / Focus Team / Vila do Conde, ficando na segunda posição a equipa Seissa/MGB Bikes/Matias e Araújo/Frulact e na terceira o Batotas / Ponte de Lima. A equipa Seissa / MGB Bikes / Matias & Araújo / Frulact foi a vencedora coletiva nos escalões de escolas com a BMC / SRAM / Póvoa de Varzim a assegurar o segundo posto e o Tomatubikers / Toyota-Macedo & Macedo o terceiro.

O 19º BTT XCO C.N.E. / Gondar Jovem - Taça Manuel Abreu teve o apoio da Federação Portuguesa de Ciclismo, MAPFRE | Seguros, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, Arrecadações da Quintã, POPP Design, Salvaggio, Controlsafe, Bike Magazine (revista oficial).

A próxima prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros será o 5º BTT XCO de Paredes de Coura a disputar no dia 17 de julho, seguindo o 10º BTT XCO de Felgueiras no dia 31 de julho.

Fonte: ACM

“Minhotos em evidência no Campeonato Nacional de Down Hill”

Três títulos de Campeão Nacional, dois de Vice-Campeão e dois terceiros lugares é o balanço da prestação de atletas e equipas do Minho no Campeonato Nacional de BTT Down Hill (DHI) disputado em Prozelo – Arcos de Valdevez. Filipa Peres (elites), Diogo Pinto (juniores) e a equipa Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe são os novos Campeões Nacionais do Minho.

Os atletas minhotos, maioritariamente formados em clubes da Associação de Ciclismo do Minho (ACM), conquistaram um total de sete medalhas no Nacional de DHI, evidenciando-se a equipa fafense Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe que averbou três títulos nacionais (elites, juniores e equipas) e um de vice-campeão (master 40).

Filipa Peres em elites, Diogo Pinto em juniores e a equipa de ambos, a formação Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe, alcançaram o título de Campeões Nacionais de BTT - DHI, enquanto Bruno Almeida (Desportivo Jorge Antunes) em juniores e Maurício Conceição (RG - Centro Óptico de Fafe) em master 40 se sagraram Vice-Campeões Nacionais. No terceiro lugar do Campeonato de BTT DHI disputado Arcos de Valdevez classificaram-se Carlos Martins (Desportivo Jorge Antunes) em juniores e Antero Oliveira (Bicicleta Clube de Felgueiras) em master 40.

A Direção da Associação de Ciclismo do Minho expressou, entretanto, a sua satisfação e orgulho pelo desempenho dos atletas e equipas minhotas, realçado que os mesmos são um estímulo para o prosseguimento do trabalho no âmbito da formação de atletas, visando a existência de mais e melhor ciclismo na sua área de jurisdição (distritos de Braga e Viana do Castelo).

Na categoria de elites, dominou Vasco Bica que se impôs na manga de qualificação e repetiu o feito na final. Desceu para a vitória em 2’00’’549, menos 894 milésimos do que o vice-campeão, Francisco Pardal (Penacova DH/UD Lorvanense). Emanuel Pombo (Ciclomadeira Clube Desportivo), que tem dominado a Taça Cyclin’Portugal, não foi além da terceira posição, a 2,129 segundos do vencedor. Ainda em elites, cinco atletas minhotos integram o Top Ten: Fernando Silva (RG - Centro Óptico de Fafe) foi  o 4º classificado, Rui Teixeira (RG - Centro Óptico de Fafe) o 6º, Raul Rodrigues (FAC - Famalicense Atlético Clube) o 7º, Vítor Mayor (FAC - Famalicense Atlético Clube) o 9º e Gil Marques FAC - Famalicense Atlético Clube o 10º.

O triunfo de Filipa Peres (Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe) entre a elite feminina foi mais folgado do que a vitória de Vasco Bica. Filipa Peres desceu a pista de Prozelo em 2’31’’861, menos 2,289 segundos do que Margarida Bandeira e menos 40,206 segundos do que Leonor Bandeira, que a acompanharam no pódio. A minhota Ana Leite (Bicicleta Clube de Felgueiras) foi a 4ª classificada.

Diogo Pinto (RG Centro Óptico de Fafe) impôs-se em juniores, categoria em que os cinco primeiros lugares da classificação final foram ocupados por atletas do Minho: Diogo Pinto (RG - Centro Óptico de Fafe), Bruno Almeida (Desportivo Jorge Antunes), Carlos Martins (Desportivo Jorge Antunes), Rui Ribeiro (Desportivo Jorge Antunes) e João Pereira (Desportivo Jorge Antunes)

O triunfo em cadetes foi de Tiago Ladeira (Casa do Povo da Abrunheira) com os minhotos João Teixeira (RG - Centro Óptico de Fafe) a garantir o 4º lugar, Tiago Silva (Desportivo Jorge Antunes) o 5º, Raul Cunha (Moto Galos DH Team / ACR Roriz) o 7º e José Silva (Desportivo Jorge Antunes) o 9º.

Em master 40 venceu Rui Cruz (MCF/Xdream/Município de S. Brás) com Maurício Conceição (RG - Centro Óptico de Fafe) a sagrar-se Vice-Campeão Nacional e Antero Oliveira (Bicicleta Clube de Felgueiras) a garantir o 3º lugar. Destaque ainda para o 6º lugar alcançado por Paulo Abreu (Bicicleta Clube de Felgueiras) e o 9º de Nuno Almeida (Moto Galos DH Team / ACR Roriz)

Ainda nas classes de veteranos, Daniel Pombo (Ciclomadeira Clube Desportivo) venceu em master 30 e José Salgueiro (MCF/XDream/Município de S. Brás) em master 50. Em master 30 destaque para o 6º lugar de Manuel Bessa (Desportivo Jorge Antunes), o 8º de Rui Silva (RG - Centro Óptico de Fafe) e o 10º de Jorge Afonseca (FAC - Famalicense Atlético Clube), enquanto em master 50 se evidenciaram os minhotos Augusto Pedrosa (Desportivo Jorge Antunes), 4º classificado, e António Freitas (Bicicleta Clube de Felgueiras) em 6º.

Fonte: ACM