sábado, 30 de abril de 2016

“Tiago Machado abandona Volta a Yorkshire após queda”

Foto: NICOLAS BOUVY
Na classificação geral, Groenewegen tem seis segundos de vantagem sobre Van Poppel e oito sobre Arndt, Tiago Machado era terceiro da geral.
O português Tiago Machado (Katusha) abandonou hoje a Volta a Yorkshire em bicicleta, após cair durante a segunda etapa da corrida britânica, vencida pelo holandês Danny van Poppel (Sky), segundo na geral, atrás do compatriota Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo).
“Tivemos mais uma vez azar hoje, por volta do quilómetro 50, 60 o Tiago Machado sofreu uma violenta queda. Ele tentou continuar em prova, mas foi forçado a abandonar passados cinco quilómetros devido às fortes dores nas costas”, afirmou o português José Azevedo, diretor desportivo da equipa russa.
Van Poppel venceu a segunda etapa da corrida, concluindo os 135,5 quilómetros entre Otley e Doncaster em 3:04.20 horas, o mesmo tempo de Groenewegen e do alemão Nikias Arndt (Giant-Alpecin), segundo e terceiro classificados, respetivamente.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Rui Costa sobe ao sexto lugar na Romandia após triunfo de Froome”

Foto: Lusa

A 70.ª edição da Volta à Romandia termina no domingo, com os 1774, quilómetros da quinta e última etapa, entre Ollon e Genebra.
O português Rui Costa (Lampre-Merida) subiu hoje duas posições para o sexto lugar da Volta à Romandia em bicicleta, na quarta etapa, vencida pelo britânico Chris Froome (Sky).
O vencedor da Volta a França em 2013 e 2015 venceu a quarta e penúltima etapa, concluindo os 172,7 quilómetros entre Conthey e Villars-sur-Ollon, em 4.44.24 horas, menos quatro segundos do que o primeiro grupo, liderado pelo espanhol Ion Izagirre (Movistar) e pelo francês Thibaut Pinot (FDJ), segundo e terceiro classificados.
Rui Costa, sétimo a cruzar a meta, também a quatro segundos de Froome, ascendeu ao sexto posto da classificação geral, a 1.12 minutos do colombiano Nairo Quintana (Movistar), quinto na tirada.
Bruno Pires (Roth) e Mário Costa (Lampre-Merida) seguem nas 50.ª e 87.ªs posições da classificação geral, a 21.31 e 45.57 minutos de Quintana, depois de terem terminado a etapa de hoje no 50.º e 90.ºs lugares, a 13.35 e 27.44 do vencedor.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa  

“José Gonçalves mantém liderança após penúltima etapa da Volta à Turquia”

Foto: JOSE COELHO / LUSA

A sétima etapa foi vencida pelo italiano Sacha Modolo (Lampre-Merida).
O português José Gonçalves (Caja Rural) permanece este sábado na liderança da Volta à Turquia em bicicleta, após a sétima e penúltima etapa, vencida pelo italiano Sacha Modolo (Lampre-Merida).

O português cedeu quatro segundos para Modolo, que foi o primeiro a concluir os 128,6 quilómetros entre Fethiye e Marmaris, impondo-se ao ‘sprint’ aos compatriotas Manuel Belletti (Willier-Southeast) e Marco Zanotti (Parkhotel Valkenburg), segundo e terceiro classificados, respetivamente.
Domingos Gonçalves (Caja Rural) foi o primeiro português a concluir a etapa, no 10.º lugar, nas mesmas 3:15.14 horas que o vencedor, enquanto Ricardo Vilela e o seu irmão José foram 26.º e 28.º, respetivamente, a quatro segundos.
José Gonçalves vai enfrentar os 201,7 quilómetros da oitava, última e mais longa etapa da corrida turca, entre Marmaris e Selcuk, com 18 segundos de vantagem sobre o espanhol e companheiro de equipa David Arroyo, segundo classificado, e 46 sobre o cazaque Nikita Stalnov (Astana), terceiro.
Na classificação geral, Vilela segue no 11.º lugar, a 13.34 minutos de José Gonçalves, enquanto Domingos Gonçalves é 36.º, a 39.21.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Taça de Portugal de Sub-23” Luís Gomes triunfa em Arouca

 Liberty Seguros/Carglass dominou hoje a segunda prova da Taça de Portugal de Sub-23, ganhando a corrida, com Luís Gomes, e reforçando a liderança na geral, através de César Martingil.

A hegemonia foi total ao longo dos 136,8 quilómetros, entre Estarreja e Arouca, que terminaram ao sprint, com a Liberty Seguros/Carglass a ocupar os dois primeiros lugares na linha de meta: Luís Gomes e César Martingil. O terceiro classificado foi Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO)

“Foi uma corrida perfeita da nossa equipa. Vínhamos com objetivo de lançar o César para defender a liderança da geral e acabámos por fazer primeiro e segundo”, disse Luís Gomes, instantes após cortar a meta.

Além de vencer a corrida ao sprint, Luís Gomes conquistou a classificação das metas volantes. Gonçalo Carvalho (Anicolor) sagrou-se rei dos trepadores. A Liberty Seguros/Carglass, naturalmente, impôs-se por equipas.

A Taça de Portugal de Sub-23 termina neste domingo. A terceira e última prova pontuável arranca em Ovar, às 11h30, e termina, depois de ultrapassados 148,6 quilómetros, na Murtosa, cerca das 15h00.

César Martingil parte com 140 pontos. O adversário mais direto é Venceslau Fernandes (Moreira Congelados/Feira/Bicicletas Andrade), que soma 100 pontos.

Fonte: FPC

“JÁ CONHECE OS PROJECTOS DA REVISTA NOTÍCIAS DO PEDAL”

Já conhece os nossos projetos, ainda não!!!

Então consulte, leia, divulgue, participe, estamos abertos a novas opiniões, divulgamos o seu evento gratuitamente, publicamos a sua notícia, seja repórter na sua região, nós temos o espaço para publicar tudo sobre a bicicleta, faça-nos chegar a sua notícia, nós tratamos do resto.

Todas as notícias e informações devem ser enviadas para o nosso mail em: noticiasdopedal@gmail.com ou geral@noticiasdopedal.com 

 

“OS NOSSOS PROJECTOS”

Revista Mensal, um resumo de todas as notícias das diversas modalidades no final de cada mês, entre outras novidades, consulte em: www.noticiasdopedal.com

 

Blogue Diário Notícias do Pedal, as mais diversas notícias e as divulgações dos eventos, diariamente ao final do dia, com ligação direta às redes sociais, Facebook e Twitter, divulgando e expandindo ao máximo, todas as notícias, consulte em: http://revistanoticiasdopedal.blogspot.pt/

 

Notícias do Pedal TV, o nosso canal de televisão com os melhores momentos do cicloturismo, entre outros, apenas para quem possui MEO, consulte em: Meo/Kanal Posição: 531450 ou em: https://kanal.pt/lista-canais/comunicao-social/lisboa/vila-franca-de xira/?display=grid&order=updated

 

Notícias do Pedal TV no You Tube: o nosso canal de televisão na internet, para quem não possui MEO, pode assistir à nossa programação através do You Tube, consulte em: https://www.youtube.com/user/noticiasdopedaltv/videos?shelf_id=0&sort=dd&view=0

 

Pedal Feminino, um espaço dedicado a todas as mulheres, um Blogue atualizado regularmente, com ligação direta às redes sociais, Facebook e Twitter, aqui a Mulher é Rainha, leia, divulgue, participe, esperamos notícias vossa sobre o Sexo Feminino, um espaço que fazia falta, numa altura em que cada vez vimos mais mulheres a pedalar, seja como lazer, ou em competição, consulte em: http://opedalfeminino.blogspot.pt/

Temos ainda parcerias com:

Jornal de Ciclismo: http://jornalciclismo.com/






Onde podem encontrar publicadas as nossas reportagem.

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de abril número 2438, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, mensalmente pode ser visualizada a nossa revista em: www.noticiasdopedal.com

sexta-feira, 29 de abril de 2016

“Percursos para BTT - Road Book 2016”

Por: Paulo Guerra dos Santos
O primeiro roteiro turístico com rotas BTT em Portugal já está à venda online.
- Roteiro em formato PDF com mapas, trilhos GPX e KML, perfis tridimensionais, informação técnica e turística, fotos e muito mais.
- Rotas circulares em 4 municípios portugueses, com oferta de mais 2 municípios até ao final do ano e desconto garantido para edições futuras (2017).
- Versão totalmente em português.
Mais informação em www.ecovias.pt

“Volta a Yorkshire/Tiago Machado 25.º na etapa inicial”

Foto: LIONEL BONAVENTURE

No sábado, corre-se a segunda etapa, a mais curta da competição, com 135,5 quilómetros de ligação entre Otley e Doncaster, num percurso sem grandes dificuldades.
O holandês Dylan Groenewegen (Lotto Jumbo) venceu hoje ao 'sprint' a primeira etapa da Volta a Yorkshire, surpreendendo o australiano Caleb Ewan (Orica), segundo classificado e o mais reputado ‘finalizador’ deste pelotão.
Na ligação entre Beverley e Settle, de 184 quilómetros, o britânico Stephen Cummings (Dimension Data) ainda tentou a última investida para um triunfo solitário, a três quilómetros da meta, mas o pelotão anulou a iniciativa, liderado pela Lotto Jumbo e pela Orica, com os respetivos 'comboios' a preparar o 'sprint' final.
Dylan Groenewegen superou Ewan e o alemão Nikias Arndt (Giant), com o tempo de 5:09.11, e assumiu a liderança. Tiago Machado (Katusha), único português na segunda edição da prova britânica, terminou a tirada em 25.º com o mesmo registo do vencedor, fechando o dia no 27.º posto da geral, a dez segundos do líder, diferença obtida com as bonificações do triunfo.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Volta à Romandia/Thibaut Pinot vence contrarrelógio”

Foto: EPA/KIM LUDBROOK

O ciclista francês Thibaut Pinot (FDJ) venceu hoje o contrarrelógio individual da terceira etapa da Volta à Romandia, tirada em que Rui Costa (Lampre-Merida) desceu a oitavo classificado da geral, ainda liderada pelo colombiano Nairo Quintana (Movistar).
Thibaut Pinot aproveitou a subida de cerca de quatro quilómetros no contrarrelógio individual, de 15 km, para chegar à segunda vitória na especialidade em 2016, com 20.21 minutos, melhorando uma das suas lacunas de corredor de grande voltas.
Pinot galgou do quarto para o segundo lugar da geral, 23 segundos atrás de Nairo Quintana, que foi sexto na etapa, a nove segundos do francês. Quintana defendeu-se e chegou com o mesmo tempo do francês Jérome Coppel (FDJ) e do britânico Chris Froome (Sky), que, afastado da luta pela vitória, continua em preparação da Volta à França e do contrarrelógio dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.
Rui Costa voltou a sentir dificuldades no esforço individual, terminando em 24.º, a 45 segundos, descendo de quinto para oitavo, a 1.12 minutos de Quintana.
O holandês Tom Dumoulin (Giant), que encontrará três contrarrelógios, dois deles semelhantes ao de hoje, na Volta à Itália, ficou a dois segundos de Pinot e subiu de 13.º para quinto, já a 50 segundos.
Perto da liderança continuam ainda o russo Ilnur Zakarin (Katusha) e o espanhol Ion Izagirre (Movistar), ex-líder da prova. O vencedor da edição de 2015 está a 26 segundos, em terceiro, enquanto Izagirre desceu a quarto, a 29 segundos do companheiro Quintana.
Dos restantes portugueses, Bruno Pires (Team Roth) foi 89.º, a 1.49, descendo uma posição, para o 49.º posto. Mário Costa (Lampre-Merida) fez 107.º, a 2.10, baixando de 78.º para 84.º.
A etapa de sábado é a penúltima da prova suíça, com ligação de 172,7 quilómetros, entre Conthey e Villars-sur-Ollon, e tem cinco ascensões categorizadas, com a meta colocada a mais de 1.200 metros de altitude, considerada a etapa rainha da competição.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“José Gonçalves é o novo líder da Volta à Turquia”

Foto: JOSE COELHO / EPA

O ciclista da Caja Rural foi sexto na sexta etapa, vencida pelo espanhol, Jaime Roson.
O ciclista José Gonçalves (Caja Rural) assumiu hoje a liderança da Volta à Turquia, depois de terminar em sexto lugar a sexta etapa, de alta montanha, vencida pelo espanhol Jaime Roson, companheiro de equipa do português.
Na ligação mais curta da prova, entre Kumluca e Elmali, de 116,9 quilómetros, José Gonçalves 'sobreviveu' à última subida do dia, com oito quilómetros e inclinação média de 10%, terminando a 30 segundos do vencedor e de outros fugitivos que não representavam perigo à geral.
Roson isolou-se do já reduzido pelotão, que tinha o ex-líder espanhol Pello Bilbao em grandes dificuldades, e subiu rumo à vitória na companhia do polaco da Lampre, Przemyslaw Niemiec, vencedor da primeira etapa.
O espanhol foi mais forte no 'sprint' e festejou a primeira vitória da carreira, em 3:22.16 horas.
Gonçalves foi o segundo elemento da Caja Rural a finalizar a subida, com final a 1.900 metros de altitude, e garantiu o primeiro lugar, com 18 segundos de avanço para o espanhol David Arroyo, seu companheiro de equipa, e 46 sobre o cazaque Nikita Stalnov, da Astana.
O português ficou com mais de dois minutos de avanço para ciclistas fora do 'top-3', do qual se destaca o ex-líder Pello Bilbao, que é agora sexto, a 5.12 minutos.
No sábado, corre-se a sétima e penúltima etapa, entre Fethiye e Marmaris, com 128,6 quilómetros de extensão.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

"Aldeias do Xisto inauguram nova Subida Épica na Pampilhosa da Serra"

“14 e 15 de maio | 09h30 | Porto de Vacas – Xiqueiro”

Por: Lara Faria

Para os apaixonados pelo ciclismo e pela montanha, as Aldeias do Xisto têm um desafio aliciante: a nova Subida Épica Porto de Vacas – Xiqueiro, na Pampilhosa da Serra. O ambiente está assim preparado: paisagens arrebatadoras, convívio e subidas desafiadoras… E a Serra do Açor promete recebê-lo com todo o esplendor para mais uma  ventura ímpar pelas Aldeias do Xisto. Marque na agenda.

É já no próximo dia 15 de maio (domingo) que será adicionada mais uma Subida Épica Aldeias do Xisto ao portefólio das Bike Roads, projeto através do qual, e à semelhança do que acontece nalguns destinos de montanha noutros países, estão a ser caracterizadas e sinalizadas algumas das subidas mais desafiantes em Portugal para se fazer em bicicleta.

Desta vez é a Serra do Açor que nos recebe em todo o seu esplendor para a Subida Épica Porto de Vacas – Xiqueiro, na Pampilhosa da Serra. Será num ambiente de festa que os participantes irão enfrentar esta nova subida ao lado de amigos e outros amantes do ciclismo, num desafio cronometrado e que terminará bem no alto da montanha – aos 1.030 metros de altitude!

Esta subida, com 11 km de extensão e cerca de 6,3% de inclinação média, surpreende pelo seu grau de desafio e pela espetacularidade das paisagens envolventes, terminando num colo com uma soberba vista onde o cume da Serra da Estrela se impõe como pano de fundo por detrás do cenário do complexo mineiro da Barroca de Cima. Para o lado oposto, a vista estende-se ao longo dos cumes da Serra do Açor e da Serra da Lousã, com a Barragem de Santa Luzia a contrastar com as suas águas em tons de azul.

No fim-de-semana da inauguração estará disponível um conjunto de três circuitos, para que, durante dois dias, os participantes possam, em autonomia, descobrir as melhores propostas de circuitos de bicicleta de estrada desta região. No sábado, os participantes poderão optar entre dois circuitos com diferentes níveis de dificuldade e, no domingo, poderão efetuar um terceiro circuito que integrará a participação na inauguração da “Subida Épica Porto de Vacas – Alto do Xiqueiro”. Neste dia haverá no programa do evento a opção de sair em pelotão da Pampilhosa da Serra, rumo à base da Subida Épica para a sua inauguração e regresso à Pampilhosa da Serra percorrendo o circuito aconselhado para este dia.

O Villa Pampilhosa Hotel oferece para os participantes inscritos neste evento de inauguração pacotes de alojamento e refeições extremamente aliciantes nas noites de 13 para 14 e de 14 para 15 de Maio (consulte as tarifas no site das Aldeias do Xisto em: http://aldeiasdoxisto.pt/entidade/606)


PROGRAMA


Sábado, dia 14 de Maio

Programa livre, com propostas de 2 circuitos (Granfondo das Minas e Mediofondo do Ceira) disponibilizados no site bike-roads.com a serem efetuados em autonomia pelos ciclistas.


Domingo, dia 15 de Maio

9:30 h – Abertura do secretariado (Porto de vacas)

10:30 h – Inauguração da Subida Épica Aldeias do Xisto ® Porto de Vacas - Xiqueiro

10:35 h – Partida para a subida cronometrada

11:15 h – Chegada prevista dos atletas mais rápidos ao final da subida

12:00 h – Chegada prevista dos últimos atletas ao final da subida

11:15 – 12:15 h – Lanche de reposição

 
O acesso da Pampilhosa da Serra ao início da Subida Épica em Porto de Vacas com passagem em Janeiro de Baixo e Janeiro de Cima e o regresso no final à Pampilhosa da Serra poderá ser efetuado opcionalmente em bicicleta e em autonomia, percorrendo o circuito “Mediofondo do Zêzere” disponibilizado no site bike-roads.com.

Todas as informações, assim como as inscrições, estão disponíveis em: http://www.bike-roads.com/aldeias-do-xisto/events

Informações

- As inscrições são efectuadas on line no site: http://www.bike-roads.com/aldeias-do-xisto/events

- As inscrições abrem às 19:00 h do dia 26.04.2016 e encerram às 24 horas do dia 13.05.2016

- As inscrições são limitadas até ao máximo de 100 participantes.

No caso de não se ter atingido o limite de inscritos, poderão ser efectuadas inscrições no secretariado, no dia do evento. No entanto estas inscrições são limitadas a 20 vagas, sendo a atribuição das mesmas feita por ordem de chegada, mas sempre condicionadas à aprovação da organização.

- As inscrições são grátis, embora sejam obrigatórias.

- Inclui: Seguro de acidentes pessoais (atletas não federados); Placa frontal para a bicicleta; Lanche no final do evento; Brindes (limitados aos primeiros 100 atletas a levantar o seu kit de participante)


Subidas Épicas – Bike Roads Aldeias do Xisto

O projeto Bike Roads Aldeias do Xisto traz a Portugal um conceito que está em pleno desenvolvimento em vários destinos de montanha em todo o mundo e, em especial, na Europa. Esta iniciativa passa por caracterizar o percurso das subidas mais emblemáticas e desafiantes de Portugal, com uma sinalética específica que indica aos utilizadores a distância ao final da subida, a altitude e a inclinação do próximo quilómetro.

As Bike Roads são um conjunto selecionado dos melhores cenários e estradas para a prática do ciclismo, permitindo aos utilizadores desfrutar destes percursos em autonomia e ao longo de todo o ano, sozinhos ou em grupo. São subidas cujas características técnicas, associadas à distância, desnível acumulado, altitudes e inclinações, as tornam em desafios apelativos para os ciclistas amadores, permitindo experimentar as sensações vividas pelos profissionais nas grandes escaladas das competições mais carismáticas.

Para mais informações visite www.aldeiasdoxisto.pt.

A Rede das Aldeias do Xisto é um projeto de desenvolvimento sustentável, de âmbito regional, liderado pela ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, em parceria com 20 municípios da Região Centro e com cerca de 100 operadores privados. A ADXTUR congrega, assim, as vontades públicas e privadas de uma região, que se reveem na gestão partilhada de uma marca, na promoção conjunta de um território, na criação de riqueza através da oferta de serviços turísticos e, finalmente, na preservação da cultura e do património do mundo rural beirão.

“Ciclista britânico suspeito de violação ao código antidoping”

Foto: SAPO Desporto

Também sem identificar, o jornal Daily Mail noticia que um corredor teve um controlo positivo numa corrida em França.
Um ciclista britânico não identificado é suspeito de uma infração ao regulamento antidoping, anunciou na quinta-feira o British Cycling, organismo que rege a modalidade no Reino Unido.
"O British Cycling pode confirmar que foi notificado pela UCI [União Ciclista Internacional] de uma potencial violação das regras antidoping visando um corredor britânico, na sequência de uma análise recolhida em competição", afirmou um porta-voz da entidade.
Escusando-se a fazer mais comentários de momento, o organismo acrescenta que, "como em qualquer outro caso a este nível, os procedimentos serão levados a cabo pela UCI independentemente do British Cycling".
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Doping de Yates justificado por 'fins terapêuticos'”

Foto: EPA/TATYANA ZENKOVICH

Orica admite que ciclista Simon Yates acusou doping, mas para fins terapêuticos.
O ciclista Simon Yates acusou a substância proibida terbutalina, usada para tratar a asma, num controlo antidoping, anunciou na quinta-feira a equipa do britânico, a Orica.
Horas antes, o British Cycling, organismo que rege a modalidade no Reino Unido, tinha anunciado que um ciclista britânico não identificado era suspeito de uma infração ao regulamento antidoping.
A equipa australiana noticiou depois que o ciclista em causa era Simon Yates, reconhecendo que o recurso à terbutalina se deveu a um erro de um dos médicos da formação.
“A substância foi fornecida na forma de um inalador para tratar um surto de asma”, admite a Orica.
A mesma equipa esclareceu que Simon Yates foi controlado a 12 de março, na chegada da sexta etapa da ‘clássica’ Paris-Nice, na qual o britânico foi sétimo classificado.
“O médico da equipa, que assume total responsabilidade, cometeu um erro administrativo ao não solicitar um recurso terapêutico de exceção, que era necessário para este tratamento”, refere ainda a Orica.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“UCI esclarece que substânica detetada em Yates não obriga a suspensão imediata”

Foto: EPA/ANATOLY MALTSEV

Orica admitiu que ciclista Simon Yates acusou doping, mas para fins terapêuticos, UCI esclarece que substânica detetada em Yates não obriga a suspensão imediata
A União Ciclista Internacional (UCI) esclareceu hoje que a substância terbutalina, detetada num controlo antidoping ao britânico Simon Yates e usada para o tratamento da asma, “não implica a imposição de uma suspensão provisória”.
A UCI confirmou que a substância foi detetada num controlo realizado a 12 de março ao ciclista Simon Yates, que tem agora o direito de solicitar uma contra-análise, mas que, de acordo com os regulamentos, não implica a sua suspensão imediata.
O uso de terbutalina por parte de Siman Yates, substância usada para minimizar os problemas provocados pela asma, foi já confirmada pela equipa do ciclista britânico, a australiana Orica.
Horas antes, o British Cycling, organismo que rege a modalidade no Reino Unido, tinha anunciado que um ciclista britânico não identificado era suspeito de uma infração ao regulamento antidoping.
A equipa australiana noticiou depois que o ciclista em causa era Simon Yates, reconhecendo que o recurso à terbutalina se deveu a um erro de um dos médicos da formação.
“A substância foi fornecida na forma de um inalador para tratar um surto de asma”, admite a Orica.
A mesma equipa esclareceu que Simon Yates foi controlado a 12 de março, na chegada da sexta etapa da ‘clássica’ Paris-Nice, na qual o britânico foi sétimo classificado.
“O médico da equipa, que assume total responsabilidade, cometeu um erro administrativo ao não solicitar um recurso terapêutico de exceção, que era necessário para este tratamento”, refere ainda a Orica.
Fonte: SAPO Desporto c/Lusa

“Reportagem na “TV Ciclismo” “3º Passeio de Santa Clara.2016”

Já está on-line a reportagem na “TV Ciclismo”, “3º Passeio de Santa Clara.2016” realizado em Lisboa no passado domingo 24 de abril, a mesma pode ser visualizada em: http://www.tvciclismo.pt/estrada/173/3/pedalar-em-lisboa/ ou em: http://www.tvciclismo.pt onde pode ainda visualizar outras notícias, e assistir a emissões em direto, coloque já nos seus favoritos.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

“Prólogo do 18.º Portugal de Lés-a-Lés promete desvendar muitos dos segredos de Albufeira”

Algarve de sabor intenso 

Mantendo tradicional função de “aquecimento” para a grande aventura que, ano após ano – e já lá vão quase duas décadas! – cruza Portugal de Lés-a-Lés, o prólogo da 18.º edição promete revelar mais algumas joias algarvias. Cerca de 70 quilómetros de enorme intensidade ajudarão a perceber, no dia 9 de junho, o porquê de Albufeira ser considerada a capital nacional do turismo. Mas o reconhecimento efetuado pela Comissão de Mototurismo da Federação de Motociclismo de Portugal revela muito mais motivos de interesse…

 Com partida e chegada à praia dos Pescadores, o arranque da maior maratona mototurística europeia mostrará, aos mais de 1500 participantes que este ano arrancarão rumo a Vila Pouca de Aguiar, as mais belas paisagens do concelho albufeirense com passagem pelas praias da Falésia ou da Galé mas também pela menos conhecida (que não menos espetacular!) Ponta da Baleeira, oferecedora de soberba vista sobre o Atlântico. Pelo caminho, (re)descoberta da mais turística das cidades portuguesas, com passagem por locais icónicos, recordando bares e restaurantes que fazem parte das memórias de muitos motociclistas. Percurso que contou com importante ajuda do Moto Clube de Albufeira, mostrando grande sensibilidade turística de clube responsável pela organização de memoráveis jornadas do Troféu Nacional de Moto-Ralis.

Com fortíssimo apoio da Câmara Municipal de Albufeira, o prólogo do 18.º Portugal de Lés-a-Lés contará ainda com visita a locais de interesse histórico, nomeadamente o Castelo de Paderne. Exemplo marcante da arquitetura militar muçulmana e um dos sete castelos representados na Bandeira Nacional, começou a ser construído no século XI para controlar a estratégica estrada romana que passava pela ponte da ribeira de Quarteira. Disputado ao longo de séculos, viria a ficar sob alçada portuguesa apenas no Sec. XII, no reinado de D. Afonso III, e destaca-se pela torre albarrã, conceito arquitetónico introduzido pelos Almóadas na Península Ibérica que funciona como atalaia avançada, saliente do castelo ou das suas muralhas e ligada ao edifício principal através de um passadiço.

Visita histórica que ajudará a ganhar apetite para o jantar servido em local de ampla panorâmica, sobre a Praia dos Pescadores, onde ficarão estacionadas as motos e de onde será dada a partida, no dia seguinte, para uma etapa que vai ser bastante comprida. Viagem até ao Luso, com passagem pela Mata Nacional do Bussaco e pelo belíssimo Palace Hotel, mandado contruir no Séc. XIX pelo rei D. Carlos I e que promete mais um dia de grande intensidade mototurística.

Fonte: Gabinete de Imprensa 18.º Portugal de Lés-a-Lés/Parceria Notícias do Pedal

“André Cunha 13º no GP Castelo Branco”

O passado dia 25 de Abril foi também de festa do ciclismo, com os cadetes e juniores a competirem na Cidade de Castelo Branco, prova organizada pela Associação de Ciclismo da Beira Interior. Os cadetes foram os primeiros a entrarem na luta, percorrendo 63,3km, pontuável para a 2º prova de Taça de Portugal – zona B com Rafael Mateus a ser o nosso melhor representante terminando a prova na 50ª posição, classificação ainda pontuavel.

 Á tarde foi a vez dos juniores entrarem em competição. Percorreram um total de 105km, num percurso selectivo e de constante sobe e desce. Para os nossos cilcistas foi uma prova atribulada, marcada por quedas aparatosas. No entanto os nossos ciclistas foram guerreiros e apesar das marcas, não desistiram. No final André Cunha foi lançado para o sprint pelos colegas, terminando na 13º posição. 

Classificações.

13º André Cunha 

29º Sandro Branco 

30º Bernardo Gonçalves 

Equipa:

8º lugar 

Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau:

“Atleta abandona ciclismo após grave acidente no treino”

Um atleta da Academia Joaquim Agostinho sofreu um grave acidente durante o treino, no dia 16 de abril, e confirmou agora que devido às graves lesões na bacia e na zona da lombar não vai regressar ao ciclismo.

Infelizmente as vértebras deslocadas no brutal atropelamento, e os problemas ósseos na bacia, não permitem que o jovem, de apenas 15 anos, volte a fazer o desporto de que mais gostava. Apesar de tudo o que se está a passar, o Tiago Almeida confessou que está a enfrentar esta fase da melhor forma possível. "Não fiquei com sequelas a nível psicológico. Não tenho pesadelos, nem pensamentos negativos. Estou feliz. Não vai ser por um imprevisto que vou parar de lutar. Vou é direcionar o meu foco para outra vertente. O meu corpo vai recuperar com o tempo e vou entrar para o ginásio para construir uma musculatura boa para proteger as minhas costas e a minha anca", garantiu.

O atleta da equipa de cadetes da Academia Joaquim Agostinho regressa à escola já na segunda-feira e vai, ainda esta semana, tirar os 17 pontos que suturaram uma profunda ferida na zona da anca. Daqui a um mês deverá regressar ao médico para mais uma consulta de rotina e, dentro de quinze dias, vai recomeçar a fazer desporto para recuperar ao máximo.

"Infelizmente não posso regressar ao ciclismo se quiser recuperar. Ainda assim, dão-me um período de 8 meses para atingir o máximo de recuperação", confessou.

O grupo de jovens ciclistas, do escalão de cadetes, treinava-se acompanhado por dois treinadores e pelo diretor da equipa. Todos cumpriam escrupulosamente as regras de trânsito, no traçado que liga Vila Franca do Rosário a Vale da Guarda. Os atletas e técnicos encontravam-se numa reta, com bastante visibilidade, seguiam dois a dois, e ocupavam na via o espaço permitido por lei. O atleta, de apenas 15 anos, acabou por ser atropelado, de forma brutal, por um condutor que não quis esperar pela sua vez para ultrapassar o grupo de ciclistas.

A Academia Joaquim Agostinho lamenta mais uma vez o sucedido e deseja que o Tiago consiga alcançar uma recuperação praticamente total. O momento é triste para todos nós, que trabalhamos diariamente para que a formação no ciclismo nacional evolua. Esperamos que o Tiago encontre outras ocupações que o preencham tanto como o ciclismo.

Fonte: A Academia Joaquim Agostinho

“1º Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela”

Pela primeira vez a região irá ter uma prova Internacional de ciclismo disputada em todo o seu território que se denomina 1º Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela e é disputada de 13 a 15 de Maio de 2016. 

O 1º Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, visa utilizar o ciclismo como um importante veículo de promoção e divulgação da região das Beiras e Serra da Estrela. 

Esta prova tem como alvo principal a promoção regional e a projeção desta região, com enormes potencialidades naturais e diversificado património natural, cultural e gastronómico, enquanto destino turístico sustentável, durante todo o ano. 

Os 3 dias de prova 13, 14 e 15 de Maio, estão estrategicamente colocados no calendário Internacional de Ciclismo, dado ser início de época e podermos captar o máximo de Equipas de nível internacional. As 3 etapas deste 1º Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, foram estrategicamente desenhadas para que a prova percorra todo o território abrangente dos 16 Municípios envolvidos no evento. 


Ao captar para o seu território uma prova internacional que junta os melhores ciclistas do pelotão internacional, a Associação de Municípios da Cova da Beira em parceria com a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela e o Turismo do Centro de Portugal, vislumbra uma oportunidade soberana de aprofundar e divulgar no contexto europeu a região que conta com uma grande envolvência na relação transfronteiriça com uma comunidade autónoma espanhola, geograficamente contígua, com mais de 2,5 milhões de habitantes, não só no plano desportivo, como também no cultural, social e económico, estando já em análise a proposta de, na próxima edição do evento ser realizada uma etapa na província espanhola de Salamanca. 

A Associação de Municípios de Cova da Beira como entidade promotora propõe-se assumir a realização futura do evento, como uma prova de referência internacional de realização anual com o objetivo estratégico de promover a região sendo para isso fundamental os apoios regionais e nacionais bem como as parcerias entretanto já assumidas com a TVI, o jornal de noticias, o jornal do fundão, o turismo do centro, a CIM Beiras e Serra da Estrela e todos os municípios e demais instituições regionais/nacionais envolvidos 


EQUIPAS       

1ª Etapa PINHEL – V. FORMOSO (145 Km)    

Meta Volante

32,3 km Trancoso

57,6 km Mêda

129,3 Km Almeida 

Prémio Montanha

78,4Km 3ª Categoria

92,8 Km 2ª categoria

107,7 Km Alto do castelo  3ª Categoria    

                                                                                             

2ª Etapa SABUGAL – FUNDÃO (192 Km)    

Meta Volante

35,4  km Belmonte

103 km Orca

114 km  

PM

74,5 Penamacor 3ª Categoria

139,5 3ª Categoria

160,5 Argemela 3ª Categoria                                                                                 

3ª Etapa SABUGAL – PENHAS SAÚDE (192,4 Km)   

Meta Volante

168,5 Orjais

71,7 Gouveia

41,8 Fornos Algodres

Prémio Montanha

119,5 Torre 1ª Cat

1ª Categoria Meta Penhas Saúde / Meta

Fonte: Fullsport