segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

Já está on-line mais uma edição da “Revista Notícias do Pedal”, a edição de novembro número 246, contém uma grande diversidade de notícias, nas mais diversas modalidades, mensalmente pode ser visualizada a nossa revista em: www.noticiasdopedal.com

“Gémeos Oliveira querem deixar boa imagem nos Mundiais”

Rui Oliveira repete a presença na prova, enquanto o irmão Ivo faz a sua estreia.
Os gémeos Ivo e Rui Oliveira levaram para Londres o desejo de deixarem uma boa imagem de Portugal nos Campeonatos do Mundo de ciclismo pista de elite, nos quais, pela primeira vez, haverá dois portugueses.
“O Rui já tinha representado Portugal o ano passado, eu é que é a primeira vez. Estou um pouco ansioso para ver como são as coisas, mas penso que isso faz parte do processo. É a primeira vez que irei lá estar, por isso vai ser uma experiência interessante”, assumiu à Agência Lusa Ivo Oliveira.
Agora com 19 anos, o campeão mundial júnior de perseguição de 2014 vai alinhar na final da corrida por pontos, nos Mundiais que decorrem entre 02 e 06 de março, juntando-se ao ‘experiente’ irmão Rui, que já tinha competido no evento no ano passado, em scratch.
“Estou menos nervoso por ser a segunda participação, vou tranquilo. Quero melhorar o resultado que fiz no meu primeiro Mundial de elites, que foi 16.º no ano passado. Tudo o que for acima disso já é um bom resultado”, reconhece o medalhado de bronze em scratch dos Mundiais juniores de há dois anos.
Talentos mais visíveis da aposta da Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC) na pista, os ciclistas de Gaia mantêm os pés bem assentes no chão, depois de superado o desafio inicial de garantir o duplo apuramento para os Campeonatos do Mundo de elites. “Tínhamos um ano de qualificações, sabíamos que se pontuássemos bem podíamos estar no Mundial. Qualificámo-nos para duas provas. Sabíamos que era difícil, mas estava ao nosso alcance”, recordou Ivo, que aponta as suas ambições para mais tarde, mais precisamente para a qualificação olímpica para Tóquio2020.
Apesar de muito jovens, os gémeos Oliveira já há muito que andam na alta roda do ciclismo internacional. “Muita gente pode pensar que aparecemos de repente, mas isto tem vindo a ser o resultado de um trabalho desenvolvido já há quatro, cinco anos com a seleção nacional e o selecionador. Tem sido um trabalho muito árduo, lutámos para conseguir pontos para Campeonatos do Mundo, Campeonatos da Europa. É um trabalho feito ao longo do ano que possibilita que cheguemos ao Mundial numa boa forma física”, salientou Rui.
Casos de sucesso, os dois irmãos querem ser um exemplo para que outros ciclistas se sintam incentivados a dar o salto da estrada para a pista. “O nosso objetivo também é esse: trazer colegas para o ciclismo de pista. Há três, quatro anos para cá temos vindo a consegui-lo, cada vez há mais adesão e espero que possa haver mais”, assumiu Ivo, com Rui a revelar que, desde que se estrearam nos velódromos, perceberam que queriam estar na pista “ao mais alto nível”.
O objetivo foi mais do que alcançado, com os dois a assumirem a primeira representação dupla de Portugal nos Mundiais da especialidade, um ano depois de Rui Oliveira ter protagonizado a estreia das cores nacionais.
Será o Oliveira ‘repetente’ o primeiro a entrar em ação, competindo na final direta de scratch, marcada para as 19:20 de quarta-feira. Ivo Oliveira vai alinhar na final da corrida por pontos, às 20:30 de sexta-feira
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“XII Raid BTT Terras de Mato”

Inscrições limitadas para o XII Raid BTT Terras de Mato
Não deixes passar mais tempo! O XII Raid BTT Terras de Mato é já no dia 22 de maio e adivinha-se uma véspera bem animada de petiscos bom convívio.

“CIRCUITO PORTUGAL TOUR DE BIATLE MODERNO”

1ªEtapa em Leiria
Numa organização da Federação Portuguesa de Pentatlo Moderno teve início no sábado, dia 20/Fevereiro, na cidade de Leiria, o Circuito Portugal Tour de Biatle Moderno, modalidade em que os jovens atletas torrejanos têm trazido para a nossa Cidade, algumas medalhas conquistadas em Campeonatos do Mundo e da Europa, como foi o caso no passado mês de Setembro de 2015, quando se deslocaram a Batumi na Geórgia.
Nesta 1ªetapa estiveram presentes cerca de 130 atletas em representação de uma dezena de clubes, realizando uma prova em formato Indoor descontínuo, com todos os atletas a efetuar a prova de natação e corrida separadamente, e sendo os vencedores os que obtiveram o menor tempo combinado das duas provas.
A Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, esteve representada nesta 1ªetapa com 23 atletas nos vários escalões, com as provas a serem disputadas nas Piscinas Municipais de Leiria e na pista de atletismo do Estádio Municipal Dr.Magalhães Pessoa.
Francisco Carvalho e David Marques foram os primeiros atletas torrejanos a entrar em acção, e conseguiram uns excelentes 2 e 3ºlugares no escalão de Benjamins, para atletas nascidos em 2007 e 2006. Rodrigo Viegas foi 11ºclassificado, enquanto em femininos, Ana Júlia Marques foi 6ªclassificada e Margarida Inácio chegou na 11ªposição.
Nos Infantis, o pódio dos masculinos foi totalmente torrejano, com Gustavo do Canto, João Nuno Batista e Pedro Afonso Silva respetivamente na 1ª, 2ª e 3ªposições, e logo seguidos por Martim Salvador no 4ºlugar e Vasco Santos na 6ªposição.
Em Iniciados femininos, uma boa prova para Ana Margarida Silva que terminou no 4ºlugar, na 12ªposição chegou Beatriz Neves, e em masculinos Daniel Rodrigues e Guilherme Marques foram 9º e 10ºclassificados.
RICARDO BATISTA venceu em Juvenis masculinos, com José Pedro Vieira a subir ao pódio no 3ºlugar, tal como Joana Miranda, que em femininos também alcançou a mesma posição. Ainda em masculinos, André Rodrigues e Miguel Moreira foram 6º e 10ºclassificados.
Por último em Séniores, RICARDO REGO, também subiu ao pódio em Leiria, alcançado um excelente 2ºlugar nesta 1ªetapa do Circuito Portugal Tour de Biatle Moderno.
Taça de Portugal PORTerra – Duatlo do Barreiro
Entretanto para os amantes do BTT, realizou-se este domingo, dia 28 de Fevereiro, mais uma etapa da Taça de Portugal PORTerra, o Duatlo do Barreiro, aonde estiveram a presentes de 2 atletas torrejanos que obtiveram bons resultados.
Rafael Marques conseguiu subir ao pódio no seu escalão de Juniores, e recebeu a medalha do 3ºlugar, enquanto em Séniores, Gonçalo Martins foi 33ºclassificado.
A Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas continua com as inscrições abertas para esta nova época 2016, e todos os jovens com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos de idade podem inscrever-se, basta saber nadar e aparecer nas Piscinas Municipais de Torres Novas entre segunda e sexta-feira a partir das 18h00.
Fonte: Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas

“Fafe no início da época de ciclismo de estrada de cadetes”

A época desportiva de ciclismo de estrada para a categoria de cadetes arranca no dia 5 de março com a realização do Prémio Cidade de Fafe, uma organização da Associação de Ciclismo do Minho com o apoio da Câmara Municipal de Fafe. A prova será disputada ao longo de 73,5 quilómetros, com passagens pelos concelhos de Fafe, Póvoa de Lanhoso e Guimarães, sendo pontuável para a Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã.
O Prémio Cidade de Fafe começará às 15h00 na Praça 25 de Abril e terminará no mesmo local pelas 16h50.
Após a partida simbólica a caravana seguirá por um percurso que terá passagens pelas seguintes localidades: Fafe (15h00 - Praça 25 de Abril - Partida simbólica), Rua Montenegro, Rua do Retiro, S. Comba de Fornelos, EN 207 (partida real), Travassós (15h05), Requeixo, Vila Cova (15h11), Freitas, Serafão (15h16), Arosa, Taíde (15h26), Porto de Ave, Ralde EN 205, Fontarcada, Póvoa de Lanhoso (15h37), S. Martinho do Campo, Santo Emilião, Donim (15h50), Briteiros, S. Cláudio de Barco, Caldas das Taipas (16h00), Vila de Ponte (16h03), EM 583, Corvite (16h05), Prazins Santa Eufêmia, direção Gondomar/Souto (16h11), Santa Maria e Gondomar/Garfe, Garfe, Arosa (16h26), Serafão, Freitas, Vila Cova (16h42), Requeixo, Travassós (16h48), Santa Comba de Fornelos, Fafe, Rua do Retiro, Rua de Sá, Parque da Cidade, Escola de Monte Longo, Rua dos Aliados, Rua Serpa Pinto (pelo sentido proibido), Praça 25 de Abril - META FINAL (16h56 - junto ao monumento).
No ano passado, Gonçalo Ferreira venceu ao sprint o Prémio Cidade de Fafe, prova de abertura da época desportiva de ciclismo de estrada para a categoria de cadetes promovida pela Associação de Ciclismo do Minho com o apoio da Câmara Municipal de Fafe. A júnior Andreia Alves foi a melhor na classificação feminina. A provas foi disputada por um pelotão de 104 corredores numa tarte de sol em que muito público aplaudiu os jovens atletas ao longo de todo o percurso e na praça 25 de Abril, em pleno centro de Fafe, onde começou e terminou a prova. Além de muito público, o Prémio Cidade de Fafe contou com a presença de várias individualidades, entre as quais Pompeu Martins (Vice-Presidente da autarquia fafense) e José Martins, consagrado ciclista português que representou as equipas Coelima, Canada Dry-Gazelle, Kas-Campagnolo, Teka e Moliner-Vereco.
Além do Prémio Cidade de Fafe - Cadetes (Prova de Abertura de Cadetes- Zona A / Taça do Minho de Ciclismo de Estrada - Arrecadações da Quintã), o concelho de Fafe acolherá este ano a Taça de Portugal - Juniores (Prémio de Freguesia de Golães / Troféu José Martins no dia 7 de maio), o Prémio Festas da Cidade de Fafe - Juniores (9 de julho), o Prémio Cidade de Fafe - Escolas, Cadetes e Juniores (23 de julho), o Prémio Fafe - Sala de Visitas do Minho (10 de setembro) e ainda o 15º BTT DHI Freguesia de Armil (13 de março) atividades apoiadas, como habitualmente, pela Câmara Municipal de Fafe. O concelho fafense assumirá ainda destaque na edição deste ano da Volta a Portugal em Bicicleta.
O Prémio de Ciclismo Cidade de Fafe é organizado pela Associação de Ciclismo do Minho com o apoio da Câmara Municipal de Fafe, Federação Portuguesa de Ciclismo, Arrecadações da Quintã, Cision, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Salvaggio, Fafefuel, Guimarpeixe, Jopedois, Auto Terror, Polícia Municipal de Fafe, Bombeiros Voluntários de Fafe, Ciclismo a fundo (revista oficial),  acmTV (www.acmtv.pt) e Roda na Frente.
Fonte: ACM

“Goldwin-Team José Maria Nicolau, novo projeto no Cartaxo”

Por: José Nicolau
O mesmo clube, mas dois projetos bastante distintos, por um lado vamos continuar a nossa aposta dos escalões mais baixos de formação, como são as categorias, de escolas, cadetes e juniores, pois  esse sempre foi apanágio do clube e um dos alicerces da sua fundação.  Por outro teremos em 2016, um projeto renovado de equipa de sub-23, que sofre um verdadeiro upgrade e que irá certamente dar que falar durante toda a temporada”, referiu José Nicolau, durante a apresentação do Clube de Ciclismo José Maria Nicolau, que decorreu no Centro Cultural do Cartaxo, no passado Sábado. 
Perante uma sala cheia, que atentamente acompanhava a apresentação da equipa, José Nicolau referiu com grande emoção, “ este é um ano de mudança, pois já tivemos alguns equipas bastante competitivas, mas os últimos anos não tem sido fáceis, pelo que a entrada do novo patrocinador a Goldwin vai dar o novo impulso ao ciclismo no Cartaxo, mas também acarreta mais responsabilidades. Queremos cimentar este projeto, deixando a nossa marca e assim dar visibilidade ao nosso patrocinador, com vitórias no nosso escalão sub-23, o principal objetivo.” 

Em 2016 a formação do Cartaxo, com a nova designação Goldwin – Team José Maria Nicolau, vai contar nas suas fileiras com 11 ciclistas, entrando na equipa, Victor Valinho, Fábio Oliveira, José Neves, João Fernandes, Álvaro Ferreira e Marcelo Salvador, que assim se juntam a André Ramalho, Jorge Marques, Diogo Dias, Bruno Coelho e João Ribeiro, que transita da equipa de juniores.
Entre os principais objetivos da equipa, estão a Volta a Portugal do Futuro, os campeonatos nacionais, a Volta as Terras de Santa Maria da Feira e a Taça de Portugal de Sub-23, que este ano é a grande novidade neste escalão. A Goldwin – Team José Maria Nicolau, prevê ainda realizar alguns incursões a provas fora de Portugal, com mais incidência na nossa vizinha Espanha, dando assim mais experiência internacional aos seus ciclistas.
Durante a cerimónia, foram ainda apresentadas as equipas de formação, constituídas pelos juniores: Sandro Branco, Bernardo Gonçalves, Bernardo Norte, André Cunha, Telmo Costa, Rui
Alexandre, Miguel Lisboa, Duarte Areias, Rafael Espadinha e João Silva. Cadetes: Duarte Bento, Francisco Bernardo e Rafael Mateus. Escolas: Daniel Estevão, Miguel Santos, Daniela Santos, Francisco Brilha e Leonor Estevão. 
Fonte: Clube de Ciclismo José Maria Nicolau

“Sicasal/Constantinos/UDO estreia-se no pódio em 2016”

Por: Inês Antunes
Depois da apresentação das equipas da Academia Joaquim Agostinho, no passado sábado, em Torres Vedras, a Sicasal/Constantinos/UDO estreou-se na estrada, em 2016, da melhor forma. A prova de abertura decorreu no domingo, na Maia, e a equipa torriense acabou por arrecadar a camisola das metas volantes, conquistada por Emanuel Duarte, e ainda a camisola da montanha, por Luís Mendonça.

Nesta primeira tirada da Taça de Portugal de Sub-23 os atletas percorreram 148,3 quilómetros. Emanuel Duarte andou 100 quilómetros na frente da corrida, integrando a fuga do dia, ao lado de António Barradas, da Maia, e de Alejandro Rodriguez, da Supermercados Froiz. Ao longo da fuga venceu uma meta volante e subiu ao pódio para vestir a primeira camisola conquistada pela Sicasal/Constantinos/UDO em 2016.
Já Luís Mendonça - um dos dois atletas da categoria de elite da equipa sub-23 da Academia Joaquim Agostinho - também andou na frente da corrida, e venceu o prémio da Montanha.

No sprint final, que deu a vitória a César Martingil, da Liberty Seguros/Carglass, Luís Mendonça colocou-se bem na frente do pelotão e acabou por concluir a corrida no 6.º lugar. A equipa entrou assim da melhor forma na nova época, mostrando que a aposta em vários corredores jovens pode vir a ser uma mais valia para o conjunto torriense.
Fonte:
Academia Joaquim Agostinho

“Última hora…

Você já se inscreveu ???
Texto e fotos: José Morais
É já no próximo domingo dia 6 de março que se realiza o 1º Passeio Desportivo de Monte Real, Tires/Cascais, com um volta pelo concelho.
Nas comemorações dos 40 anos do Desportivo de Monte Real em Tires, a coletividade leva para a estrada no próximo dia 6 de março, o seu primeiro passeio de cicloturismo, como objetivos a comemorações do aniversário, e a prática desportiva, em especial a bicicleta.
Este passeio que faz parte do calendário oficial da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicletas (FPCUB), vai abrir assim oficialmente a época cicloturistica, com um trajeto de cerca de 50 quilómetros, será percorrido pelo concelho de Cascais, com passagem sem dúvida por locais de grande beleza, tendo em grande parte do percurso, o mar como pano de fundo, a concentração e a partida está marcada para o Bairro Conde Monte Real para as 9 horas.
Para inscrições e informações contactar pelo telefone/fax: 214 443 111 ainda pelos telemóveis: 967 073 131 – 919 504 702 – 938 646 143
Ainda pelo e-mail: dmontereal@sapo.pt
Podem inscrever ou saber informações de 2ª a 6ª das 20 às 21.30 horas, sábados e domingos, das 14 às 18 horas.
Marque já na sua agenda, e venha participar neste passeio, que sendo pela primeira vez realizado, a organização promete muita animação, um grande passeio, e muitas surpresas.
Dia 6 de março de 2016, tome nota, nós vamos marcar presença, terá o apoio da Revista Notícias do Pedal, com cobertura de todo o evento.

domingo, 28 de fevereiro de 2016

“Jasper Stuyven vence a Kuurne-Bruxelas-Kuurne”

Autor: Lusa
Foto: Getty Images
É considerado uma das promessas do ciclismo belga
Jasper Stuyven (Trek) impôs-se este domingo em solitário na clássica Kuurne-Bruxelas-Kuurne, mostrando o porquê de ser considerado uma das grandes promessas do ciclismo belga.
Em fuga com outros 15 corredores, entre os quais os compatriotas Tom Boonen (Etixx-QuickStep), uma referência nas clássicas, e Greg Van Avermaet (BMC), que no sábado venceu a Het Nieuwsblad, o corredor de 23 anos lançou um demolidor ataque a 17 quilómetros do final para ser o primeiro em Kuurne.
Depois de Stuyven, que cumpriu os 200,7 quilómetros da prova em 4:53.50 horas, chegou o norueguês Alexander Kristoff (Katusha), que dominou o sprint dos perseguidores, batendo Nacer Bouhanni (Cofidis), terceiro, também a 17 segundos do primeiro.
O corredor da Trek, que é considerado o "novo Tom Boonen" pelos meios de comunicação belgas, vingou-se assim da queda sofrida na véspera na Het Nieuwsblad.
Fonte: Record on-line

“5º Roadbook BTT Fernão de Magalhães”

O 5º Roadbook BTT Fernão de Magalhães é já no próximo sábado - 5 de março.
Aproveitamos para alertar que as inscrições encerram na quarta às 23h00.
Colabora com a organização respeitando os prazos, pois para a realização desta atividade necessitamos de contabilizar o mais atempadamente o número de participantes para a preparação de:
Frontais personalizados;
Suportes de roadbook;
Impressão e plastificação de roadbooks;
Aquisição de produtos para o reforço alimentar.
Contamos consigo.
Fonte: Btt Clube de Chaves

“Taça de Portugal de Sub-23/César Martingil vence na Maia”

O ribatejano César Martingil (Liberty Seguros/Carglass) ganhou hoje, ao sprint, a Volta à Maia, primeira corrida pontuável para a Taça de Portugal de Sub-23,disputada ao longo de 148,6 quilómetros.
O corredor da equipa de Oliveira de Azeméis respondeu da melhor forma ao trabalho dos colegas de equipa, que anularam a fuga de António Barradas (Maia), Emanuel Duarte (Sicasal/Constantinos/UDO) e Alejandro Rodríguez (Supermercados Froiz), uma iniciativa que animou grande parte da viagem.
Foi um pelotão restrito a 30 corredores que lutou pela vitória. César Martingil foi o mais veloz, relegando Fábio Mansilhas (Anicolor) para o segundo lugar e Jorge Montenegro (CC Padronés/Aluminios Cortizo) para o terceiro posto.
“Os fugitivos ficaram reduzidos a dois e tiveram de enfrentar muito vento. Mesmo assim, foi necessário a equipa pegar na corrida, com cerca de metade da prova disputada, para que houvesse uma chegada ao sprint. Eu e o Luís [Gomes] éramos as apostas para o final. O Luís acabou por fazer um excelente lançamento e eu pude vencer”, afirmou César Martingil no final da competição.
A Anicolor venceu por equipas. Álvaro Ferreira (Goldwin/Team José Maria Nicolau) foi o melhor sub-23 de primeiro ano. Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO) ganhou a classificação dos trepadores.
A Taça de Portugal de Sub-23 terá mais duas etapas, nos dias 30 de abril e 1 de maio, na região de Aveiro.
Fonte: FPC

sábado, 27 de fevereiro de 2016

“Inscrições abertas para o Triatlo de Cascais”

As inscrições para o Triatlo de Cascais 2016 encontram-se abertas. O evento que será organizado pela 3 Iron Sports, com o apoio técnico da FTP, receberá duas provas pontuáveis para competições do calendário competitivo Nacional. Sábado, dia 24 de Setembro, será disputada uma etapa da Taça de Portugal de Triatlo na distância sprint e domingo, dia 25, será realizada uma prova de triatlo longo pontuável para o Campeonato Nacional de Clubes de triatlo longo.
As inscrições estarão abertas a todos os interessados em participar em qualquer um dos desafios sendo que será importante reter algumas informações a ter em conta no momento de inscrição. É expressamente obrigatório a todos os atletas que queiram participar como federados e que pretendam pontuar para os clubes que representam que, no momento de inscrição, preencham os dados com o seu número de licença da FTP. Só com o preenchimento deste requisito serão considerados atletas federados e poderão usufruir das condições a que terão direito enquanto tal. Outra informação importante a reter será que caso no dia da competição um atleta não tenha o seu exame médico em dia não poderá participar enquanto federado e, consequentemente, não pontuará para a equipa que representa. Nesse sentido, será necessário dirigir-se ao secretariado da prova e proceder ao pagamento da diferença de valor de inscrição entre atleta federado e não federado.
As inscrições para este evento serão unicamente feitas através no site do organizador e o regulamento será brevemente publicado pela Federação de Triatlo de Portugal.
O Triatlo de Cascais foi um dos pontos altos da temporada competitiva de 2015. Apresentou-se com uma excelente organização e recebeu alguns dos melhores especialistas nacionais de longa distância que compuseram um excelente cenário para todos os praticantes e espectadores. Este ano esperamos um cenário semelhante e contamos com todos os amantes da modalidade para preencher dois dias de convívio e competição.
Fonte: FTP

“BTT Cross Country /Apuramento para os Jogos Olímpicos em Vila Franca”

A primeira prova da Taça de Portugal de Cross Country Olímpico, categoria internacional C2, pontuável para o apuramento dos Jogos Olímpicos disputa-se nos dias 12 e 13 de março em Vila Franca - Viana do Castelo. Para o XII XCO Vila Franca GNAUK 2016 (Cyclin´Portugal - C2) é esperada a participação de cerca de meio milhar de atletas.
Cerca de meio milhar de atletas são esperados nos dias 12 e 13 de Março, na 12ª edição do BTT XCO de Vila Franca - Viana do Castelo, competição promovida pelos Amigos do Desporto da ACRVF, com o apoio da Junta de Freguesia de Vila Franca, Câmara Municipal de Viana do Castelo, Federação Portuguesa de Ciclismo (UVP/FPC) e Associação de Ciclismo do Minho.
O XII XCO Vila Franca GNAUK 2016 (Cyclin´Portugal - C2) será disputado num circuito que terá como base a encantadora paisagem da freguesia de Vila Franca do Lima, desde o espaço envolvente do Adro da Paróquia de São Miguel aos trilhos mais sinuosos da encosta do Monte de Roques. A prova destina-se exclusivamente a atletas com licença desportiva de competição, sendo que engloba todas as categorias de ambos os sexos: cadetes, juniores, sub-23, elites e masters.
Recorde-se que a competição de Cross Country Olímpico regressou a Vila Franca em 2015, depois de alguns anos de interregno, para consagrar os vencedores do Campeonato do Minho de BTT XCO - MAPFRE | Seguros, numa prova de serviu de teste e forneceu excelentes indicadores para o acolhimento em 2016 da prova internacional pontuável para o apuramento dos Jogos Olímpicos.
Na apresentação do XII XCO Vila Franca GNAUK 2016 (Cyclin´Portugal - C2) o vereador do desporto da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Vítor Lemos, salientou a importância deste tipo de eventos para o turismo e para o crescimento do município. “Nós acreditamos no desporto mas a cidade também precisa do turismo. O que temos vindo a fazer é esta combinação do turismo desportivo, tendo apostado numa série de eventos nacionais e internacionais, que podem potenciar a deslocação de dezenas pessoas à nossa cidade”, referiu o autarca realçando que “Vila Franca começa a afirmar-se como a capital do BTT no nosso concelho. Esta prova é uma prova muito importante, que tem como incentivo contar para o apuramento para os Jogos Olímpicos e daí mesmo o bom número de participantes que vamos ter no nosso concelho”.
Fonte: ACM

“Academia Joaquim Agostinho apresenta equipas para 2016”

Por: Inês Antunes
A Academia Joaquim Agostinho apresentou esta tarde, em Torres Vedras, as equipas dos vários escalões para a época de 2016. Desde as escolinhas, passando pelas equipas de XCM, juniores, cadetes, femininas e terminando com a apresentação dos sub-23, Sicasal/Constantinos/UDO.
A apresentação começou com a passagem de um vídeo sobre a vida de Joaquim Agostinho. A plateia emocionou-se e aplaudiu de pé, em homenagem ao atleta que, apesar do seu desaparecimento, nunca foi esquecido pelas gentes da sua terra.
O diretor da Podium Events e antigo ciclista, Joaquim Gomes, também esteve presente e acabou por fazer uma exposição acerca da importância da formação no ciclismo nacional.
A apresentação das equipas foi gradual, começando pelas escolinhas, que têm 12 atletas, entre os 5 e os 14 anos. Depois foi a vez da equipa feminina, que se afirmou como uma grande promessa na competição de pista para esta época. Mais tarde, a equipa de cadetes, que no ano passado venceu a Volta a Portugal e quer, esta época, renovar esse resultado. Antes da apresentação mais esperada, apresentou-se a equipa de juniores, que quer colocar no final deste ano atletas na equipa sub-23.
A equipa Sicasal/Constantinos/UDO foi a mais aplaudida da tarde, mostrando que o público continua a relembrar-se dos tempos áureos do ciclismo e da ligação da marca Sicasal a esses momentos.
Na apresentação estiveram representadas várias entidades, entre elas a Federação Portuguesa de Ciclismo, pelo Dr. Artur Lopes, e o Sporting Clube de Portugal, pelo Dr. José Quintela. A presença do Sporting Clube de Portugal neste evento foi enaltecida por toda a Academia, visto que foi este o clube que Joaquim Agostinho sempre representou em Portugal.
Sicasal/Constantinos/UDO apresenta plantel jovem
A equipa Sicasal/Constantinos/UDO apresentou-se esta tarde ao público, em Torres Vedras, numa cerimónia inserida na apresentação de todas as equipas da Academia Joaquim Agostinho.
A equipa sub-23 apostou este ano na juventude, mostrando que esteve atenta aos corredores que fizeram sucesso, no ano passado, no escalão inferior. Um desses casos é Tiago Antunes, atleta de 18 anos, que já venceu a Volta a Portugal como cadete e classificou-se nos últimos dois anos no 2.º lugar desta prova, na categoria de juniores.
Além deste jovem, fazem ainda parte da equipa Gonçalo Leaça, Diogo Tavares, Miguel Santos, Emanuel Duarte, Marvin Scheulen, João Outeiro e Rafael Apolinário. Na categoria de elites, João Letras e Luís Mendonça, completam o plantel.
Quanto à equipa técnica, Hugo Lúcio continua a ser o treinador e David Lino, o diretor de equipa.
Fonte: Academia Joaquim Agostinho

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

“Juniores obter o reconhecimento também”

Por Paul Groves
2016 podem ser focado em um local evento a ter no Brasil, mas ETU continua determinado a promover a participação e desenvolvimento dos nossos atletas juniores. Com um programa completo de júnior título europeu ao redor da região e com a vantagem adicional de um "fim de ano" recompensa à sua federação, os juniores tem no passado e será novamente competindo em um nível muito competitivo.
Recordamos que a vitória em Madrid, onde o jovem atleta francês, Jeanne Lehair invadiram para levar o ouro em sua primeira corrida internacional como um atleta de elite. "É difícil comparar um sprint e uma corrida normal, tão difícil, de facto, como comparar um júnior e uma corrida de elite. Eu não tenho muita experiência de corrida Elite (tendo apenas correu no circuito interno), mas eles parecem ser mais estratégica. Corridas Sprint vê-lo tentando fazer pausas. "
Uniors corrida flat out e é sempre emocionante vê-los. Eles são tão determinado a fazer bem. Parte de você está sempre perguntando: "será este atleta ser um futuro atleta olímpico?" Parte de você está sempre pensando, "o que dedicação!" Todos vocês é excitado para ver a corrida rápida e furiosa.
ETU aumentou o prise-fundo para os atletas de elite da ETU Series Ranking. Os Juniores também obter um para-choques pay-out este ano com € 10.000 estando disponível.
 2015 viu o ranking final dominada pela Alemanha. 2014 viu o francês assumir uma liderança.
2016 começa com a corrida em Portugal, com o nosso favorito no início da temporada em Quarteira e a última corrida em 2016 será o fim da temporada favorito em Alanya.
Fonte: European Triathlon Union

“Alejandro Marque: «Foi um susto grande»/Espanhol já apresenta melhorias”

Autor: Lusa
Foto: Bruno Pires
O ciclista Alejandro Marque, vencedor da Volta a Portugal de 2013, está a recuperar do grande susto que apanhou em janeiro, quando uma bactéria o atirou para os cuidados intensivos e o fez correr risco de vida.
O pior já passou para Alejandro Marque - "agora estou melhor, vou pouco a pouco" -, mas aquilo que viveu no último fim de semana de janeiro ainda está bem presente na sua memória e até no seu corpo.
"Acabámos o estágio na sexta e no sábado fiz um treino bastante duro e depois, durante a tarde, senti-me mal, cansado. Meti-me na cama e comecei a ter febre, vómitos. Fui ao hospital e, já aí, entrei em insuficiência respiratória. Disseram-me que podiam ser salmonelas ou algo que comi, porque me afetou muito. Foi bastante grave. A nível respiratório houve muitas complicações", contou à agência Lusa desde a sua casa em A Estrada (Pontevedra).
O corredor galego da LA-Antarte esteve quatro dias internado nos cuidados intensivos, chegando a correr perigo de vida. "Foi um susto grande, porque não sabia a causa. A partir do momento em que te mandam para os cuidados intensivos já pensas que a coisa tem de ser grave. Trataram-me com antibióticos, foi então que começaram a diminuir todos os sintomas", explicou.
Alex ainda não sabe o que lhe aconteceu. "O mais seguro é que tenha sido uma bactéria que me apanhou com as defesas em baixo depois de, no estágio, ter tido uma carga de treino grande", adivinha, tendo apenas a certeza de que ficou com as defesas arrasadas.
"Quando vim para casa, a minha filha estava com gripe A e dois dias depois eu também fiquei. Ou seja, treinei dois dias e ao terceiro fiquei de cama por mais três", lamentou, revelando que ainda tem dificuldades em respirar, mas que está "200 % melhor".
As melhorias físicas não escondem, contudo, o desânimo do vencedor da Volta a Portugal de 2013 e terceiro classificado da última edição por ter falhado o arranque da temporada.
"Tinha feito um bom inverno e sabia que estava numa boa condição e que no Algarve ia estar bem. Quando fazes esse trabalho e, de repente, tens de estar no hospital duas semanas. No final, dás-te conta de que o mais importante é a saúde, mas custa. Trabalhei tanto no inverno e deitar tudo isso fora custa muito", assumiu.
À distância, o corredor de 34 anos foi acompanhando a prestação da sua LA-Antarte e do colega Amaro Antunes, que foi décimo na geral final da Volta ao Algarve. "Vi-o na frente na primeira etapa e fiquei atento aos resultados", completou.
Marque reconheceu à Lusa que foi complicado não estar na Volta ao Algarve, para logo depois, fazendo jus ao seu otimismo e tranquilidade habituais, lembrar que só perdeu uma prova.
"Espero estar preparado para a Volta ao Alentejo e para as clássicas do Algarve. Depende de como me for sentindo a treinar. Ainda falta toda a época. Vamos ver como responde estes dias o corpo, porque tenho ganas de voltar a competir", frisou.
Fonte: Record on-line

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

“Sport Lisboa e Benfica vence 2ª etapa do Campeonato Nacional Jovem”

Foi disputada mais uma etapa do Campeonato Nacional Jovem, desta feita numa competição de Duatlo. Depois da vitória alcançada nas Lezírias o Sport Lisboa e Benfica volta a vencer a competição e reforça a sua posição na liderança do Campeonato.
Foram mais de 350 jovens em representação de 29 clubes aqueles que aceitaram o desafio da Federação de Triatlo de Portugal e da Câmara Municipal da Chamusca. Divididos por escalões percorreram distâncias que variaram entre os 400m de corrida, 1km de ciclismo, 200m de corrida e os 2km de corrida, 8km de ciclismo e 1km de corrida.
Entre toda a concorrência os vencedores individuais em cada categoria foram Leonor Esteireiro, Águias de Alpiarça, e Martim Santos, Sport Lisboa e Benfica, no escalão de Benjamins. Constança Santos, Sport Lisboa e Benfica, e Tomás Prudêncio, Sport Lisboa e Benfica, na categoria de Infantis. Carolina Campos, Núcleo do Sporting da Golegã, e Duarte Santos, Clube de Natação de Torres Novas, nos Iniciados. Margarida Lopes, CNCVG, e José Pedro Vieira, Clube de Natação de Torres Novas, venceram no escalão de Juvenis.
Em termos colectivos o Sport Lisboa e Benfica voltou a sair vitorioso sobre a concorrência. O Alhandra Sporting Club classificou-se em segundo lugar e o Clube de Natação de Torres Novas foi terceiro.
Na mesma manhã foi realizada uma Prova Aberta destinada a todos os interessados em participar numa prova de Duatlo de distância super-sprint. O desafio de 2km de corrida, 8km de ciclismo e 1km de corrida final foi vencido por Octávio Vicente, BykeMania/Frankfurt/Clube Praças e Melanie Santos, Alhandra Sporting Club.
Fonte: FTP

“Inscrições abertas para o Triatlo de Cascais”

As inscrições para o Triatlo de Cascais 2016 encontram-se abertas. O evento que será organizado pela 3 Iron Sports, com o apoio técnico da FTP, receberá duas provas pontuáveis para competições do calendário competitivo Nacional. Sábado, dia 24 de Setembro, será disputada uma etapa da Taça de Portugal de Triatlo na distância sprint e domingo, dia 25, será realizada uma prova de triatlo longo pontuável para o Campeonato Nacional de Clubes de triatlo longo.
As inscrições estarão abertas a todos os interessados em participar em qualquer um dos desafios sendo que será importante reter algumas informações a ter em conta no momento de inscrição. É expressamente obrigatório a todos os atletas que queiram participar como federados e que pretendam pontuar para os clubes que representam que, no momento de inscrição, preencham os dados com o seu número de licença da FTP. Só com o preenchimento deste requisito serão considerados atletas federados e poderão usufruir das condições a que terão direito enquanto tal. Outra informação importante a reter será que caso no dia da competição um atleta não tenha o seu exame médico em dia não poderá participar enquanto federado e, consequentemente, não pontuará para a equipa que representa. Nesse sentido, será necessário dirigir-se ao secretariado da prova e proceder ao pagamento da diferença de valor de inscrição entre atleta federado e não federado.
As inscrições para este evento serão unicamente feitas através no site do organizador e o regulamento será brevemente publicado pela Federação de Triatlo de Portugal.
O Triatlo de Cascais foi um dos pontos altos da temporada competitiva de 2015. Apresentou-se com uma excelente organização e recebeu alguns dos melhores especialistas nacionais de longa distância que compuseram um excelente cenário para todos os praticantes e espectadores. Este ano esperamos um cenário semelhante e contamos com todos os amantes da modalidade para preencher dois dias de convívio e competição.
Fonte: FTP

“O maior evento de Triatlo alguma vez realizado em Portugal”


Prova decorre entre 25 e 29 de Maio, no Parque das Nações, em Lisboa, reunindo atletas de 47 países.
Europeu serve como warm up para os Jogos Olímpicos e permitirá aferir a condição dos atletas olímpicos presentes, incluindo os portugueses com aspirações a um lugar no Rio de Janeiro.
Objectivo simultâneo daquela que é a maior organização de sempre da Federação de Triatlo: continuar a desenvolver uma modalidade que está a crescer em Portugal, promovendo uma verdadeira Festa do Triatlo,  através da estratégia “Triatlo para Todos”.
Lisboa recebe, entre os dias 25 e 29 de Maio, o maior evento de Triatlo alguma vez realizado em Portugal. O Médis 2016 Lisbon ETU Triathlon European Championship lança o desafio de colocar em competição mais de 2000 atletas, oriundos de 47 países, com as elites mundiais masculina e feminina, júniores, amadores de quase todos os escalões etários, e ainda a competição paralímpica. Será um número recorde de participações, que dobrará os 800 atletas inscritos no Europeu de 2008, também em Lisboa, numa festa do Desporto que tem como palco principal o MEO Arena, no Parque das Nações.
O Médis 2016 Lisbon ETU Triathlon European Championship será apadrinhado por Vanessa Fernandes e Bruno Pais, os dois atletas com o palmarés mais rico da história do triatlo nacional. Recorde-se que Vanessa Fernandes foi medalha de Ouro no Campeonato da Europa de 2008, em Lisboa, e vice-campeã olímpica em Pequim, no mesmo ano.
Esta prova surge no calendário internacional como um importante teste para a elite mundial presente nos Jogos do Rio de Janeiro, aferir a sua forma para o ataque a um lugar no pódio olímpico.  “O Campeonato da Europa afigura-se como uma grande oportunidade para os melhores triatletas prosseguirem a sua preparação olímpica e aferirem as suas capacidades. Teremos em Lisboa o melhor Triatlo de alta competição, com o aliciante de podermos apoiar os portugueses na nossa casa. Será uma grande festa do Triatlo”,  afirma Fernando Feijão, presidente da Federação de Triatlo de Portugal.
Quarteto nacional apontado aos Jogos
Entre a elite mundial, Portugal tem quatro candidatos a uma presença olímpica: João Pereira, João Silva, Miguel Arraiolos e Melanie Santos. São estes os herdeiros de uma tradição de vitória numa modalidade que já conquistou 168 medalhas em provas internacionais, incluindo uma medalha olímpica.
“Em Lisboa, não temos qualquer pressão para fazer resultados, porque os nossos olhos estão nos Jogos Olímpicos, mas sabemos que o potencial é enorme, sobretudo nas competições masculinas de Elite e Juniores. Quem sabe não teremos uma cereja no topo do bolo”, perspectiva ainda Fernando Feijão.
Mas além dos consagrados, este Campeonato da Europa abre portas para a próxima geração do triatlo nacional, com os juniores portugueses (escalão dos 16 aos 19) a terem aqui uma soberana oportunidade de competir com alguns dos melhores do Mundo, numa atmosfera de alta competição e num cenário único, em casa, diante de amigos e família.
Passaporte para Jogos Paralímpicos
O Médis 2016 Lisbon ETU Triathlon European Championship será uma montra por excelência do triatlo internacional em todas as suas vertentes, que pretende demonstrar que esta é uma modalidade para a alta competição mas também para todos os super-atletas do dia-a-dia. Isto o traduz-se, na prática, em competição para todos os escalões etários e ainda na competição paralímpica.
O triatlo paralímpico tem um lugar de destaque, já que este Campeonato da Europa de Lisboa pontua para o processo de qualificação do Triatlo dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, sendo uma paragem obrigatória para os melhores atletas do continente europeu.  Esta competição abrange cinco categorias (PT 1 a PT 5), com as quatro primeiras a serem dedicadas a atletas com vários graus de deficiência motora e a PT 5 a abarcar atletas invisuais. Estes, obrigatoriamente, competirão com o auxílio de guia.
Prova Aberta e portas abertas no MEO Arena
O lema deste Campeonato da Europa é o “Triatlo para Todos”, pela abrangência dos escalões envolvidos mas também pela possibilidade que dá ao grande público de usufruir do espectáculo do triatlo, já que as portas da MEO Arena estarão abertas, gratuitamente,  durante os três dias de competição (os dias 25 e 26 serão dedicados a treinos).
A dimensão popular deste evento insere-se numa estratégia desenhada pela Direcção da Federação de Triatlo de Portugal com o objectivo de promover o desenvolvimento da modalidade e a sua expansão junto de uma população cada vez maior. É por isso que o programa inclui ainda a chamada Prova Aberta, por excelência a categoria de promoção da modalidade, em que todos são convidados a participar.
“O Triatlo em Portugal está a crescer exponencialmente, cerca de dez por cento ao ano, desde que a actual Direcção tomou o leme da Federação. Em 2012, tínhamos 1834 federados, actualmente contamos com 2450 atletas, e o objectivo desta Direcção é concluir o seu mandato, no final deste ano, com 3600 inscritos na Federação de Triatlo de Portugal”, prossegue Fernando Feijão.
Esta é uma taxa de crescimento notável mas que, ainda assim, sublinha o presidente da Federação de Triatlo de Portugal, está ainda distante das registadas nas maiores potências mundiais da modalidade, que apresentam taxas de 20 por cento de crescimento ao ano. “Os nossos atletas têm uma taxa de permanência muito boa na modalidade, mas queremos alargar a nossa população federada. Este Campeonato da Europa é uma extraordinária oportunidade para promoção da modalidade em Portugal”, termina Fernando Feijão.
O 2016 Médis Lisbon ETU Triathlon European Championship tem como parceiros o Instituto Português do Desporto e Juventude, a Câmara Municipal de Lisboa, e a Médis como Mecenas.
A RTP será o Media Partner que assegura a transmissão em directo das provas de Elite.
Fonte: FTP

“Adriano Malori já teve alta”

Foto: Lusa
Ciclista italiano já recuperou do traumatismo cranioencefálico sofrido a 22 de janeiro.
O ciclista italiano Adriano Malori (Movistar) teve hoje alta ao recuperar satisfatoriamente do traumatismo cranioencefálico sofrido a 22 de janeiro, na sequência de uma queda durante o Tour de San Luis, na Argentina.
Depois do acidente, o ciclista da Movistar foi internado num hospital da província central argentina e sujeito a coma induzido, tendo sido transferido a 26 de janeiro para uma clínica especializada de Buenos Aires, a fim de ser submetido a exames médicos “mais precisos, com técnicas e instrumentos não disponíveis na clínica de San Luis”.
Adriano Malori foi posteriormente transferido para a Clínica Universitária de Navarra, a 16 de fevereiro, para continuar o seu tratamento. De acordo com o centro hospitalar, o paciente evoluiu “com resultados satisfatórios”, pelo que hoje teve alta.
O campeão italiano de contrarrelógio tem publicado fotos no Twitter, a mostrar a sua evolução e a agradecer o apoio dos adeptos.
Também hoje, Jonathan Castroviejo foi operado à fratura do cúbito do braço esquerdo, que sofreu ao chocar com um espetador após a última etapa da Volta ao Algarve, no domingo.
Os médicos estimam que o campeão espanhol de contrarrelógio, que chocou com um adepto quando descia para a zona das caravanas, após o final da quinta etapa, vá estar parado durante dois meses.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa