domingo, 31 de janeiro de 2016

“Última hora…Programa definitivo”


“XII Passeio de Cicloturismo do Penteado”
Domingo, 03 de Abril de 2016
Texto: José Morais
O passeio terá 65 quilómetros, e este ano terá duas paragens muito especiais, onde serão relembrados duas figuras do Clube, dois dos fundadores do Núcleo de Cicloturismo do Penteado, O José Manuel que nos deixou em 2015 e grande impulsionar deste Núcleo, e ainda o João Ginó, será feita uma passagem em ambos os cemitérios onde descansam, sendo feita uma homenagem e será feito um minuto de silêncio em sua memória. O Passeio de Cicloturismo do Núcleo do Penteado, na sua 12ª edição vai ter lugar no dia 3 de abril no Penteado, Moita, e promete mais um grande evento cicloturistico.
O passeio do Penteado, um evento ainda jovem no calendário oficial da FPCUB, bem cedo começou a ter expressão na modalidade, marcando forte presença, e sempre com um grande número de participantes, ao longo dos últimos anos o mesmo foi colocado na estrada pela mão de José Manuel Fernandes, infelizmente que nos deixou no passado ano, já depois de ter organizado mais um belo passeio.
Este ano no passeio vamos sentir a falta do Zé, mas ele estará sem dúvida presente, e será sem dúvida relembrado pelos seus feitos, assim convidamos desde já a marcar na sua agenda este evento, que leva até si, participantes de diversos locais do país, e onde daremos um destaque especial, tendo o apoio da Revista Notícias do Pedal.
Para informações e inscrições as mesmas devem ser feitas pelos telefones:  
Florival Serrabulho: 968 693 740 ou Rui Serrabulho: 962 885 721
Pelo Fax: 212 362 352, ou pelo e-mail: nc.penteado@gmail.com   
Participe neste grande passeio com organização do Núcleo Cicloturismo do Penteado.

“Trofeo Playa de Palma: André Gonçalves acaba em 37.º”


André Greipel foi o mais forte na chegada ao sprint
Por: Lusa
O ciclista português André Gonçalves (Caja Rural) foi este domingo 37.º classificado no quarto e último troféu do Challenge de Maiorca, em Espanha, que consagrou o alemão André Greipel (Lotto) como vencedor da etapa e da competição.
O germânico foi o mais forte na chegada ao sprint, cumprindo os 161,5 quilómetros do Trofeo Playa de Palma em 3:50.53 horas, batendo o francês Nacer Bouhann (Cofidis) e o suíço Dylan Page (Team Roth).
André Gonçalves chegou com o mesmo tempo, tal como o seu colega de equipa Ricardo Vilela (Caja Rural), este no 77.º posto.
Com este triunfo, a somar ao do primeiro dos quatro troféus, André Greipel foi o vencedor do Challenge de Maiorca de 2016.
Fonte: Record on-line

“Bruno Pires consegue o 33.º lugar em Maiorca”



Foto: DOUG PENSINGER / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Fabian Cancellara conquistou o troféu Serra de Tratamuntana.
O ciclista português Bruno Pires (Team Roth) foi ontem sábado 30 de janeiro 33.º classificado no terceiro troféu do Challenge de Maiorca, em Espanha, em jornada conquistada, a solo, pelo suíço Fabian Cancellara (Trek).
O troféu Serra de Tratamuntana, o terceiro de quatro em que é composta a competição maiorquina, foi cumprido por Cancellara em 3:41.48, com o grupo perseguidor, comandando pelo antigo campeão do Mundo Michal Kwiatkowski (Team Sky), a chegar a 17 segundos.
Bruno Pires foi o melhor luso, em 33.º, a 59 segundos, integrando o mesmo grupo de Ricardo Vilela (Caja Rural), que terminou no 44.º posto.
José Gonçalves (Caja Rural), que nos dois primeiros dias tinha sido o melhor português, chegou sozinho no final dos 143,6 quilómetros entre Soller e Deía, na 66.ª posição, a 5.52.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Ciclocrosse: Belga Wout van Aert sagra-se campeão mundial”


Superou Lars van der Haar apenas na última volta
Por: Lusa
Foto: EPA
O belga Wout van Aert, de 21 anos, conquistou este domingo pela primeira vez o título mundial de Ciclocrosse, após vencer a corrida que se disputou em Zolder, na Bélgica, com um sprint nos últimos metros.
A correr em casa, Aert superou Lars van der Haar apenas na última volta e terminou a prova com a marca de 1:05.51 horas, com cinco segundos de vantagem sobre o holandês, que arrecadou o segundo lugar.
O belga Kevin Pawels terminou a 35 segundos do seu compatriota e completou o pódio.
Na quarta posição ficou o veterano Sven Nys, duas vezes campeão mundial e que, com 39 anos, realizou a sua última participação na prova.
Fonte: Record on-line

“Ciclocrosse: Primeiro doping mecânico/Com a belga


Femke Van den Driessche”
A notícia caiu que nem uma bomba no meio velocipédico mundial. Depois de tantas suspeitas, parece que surgiu o primeiro caso de fraude tecnológica, há muito batizado de doping mecânico. Tudo aconteceu ontem, nos Mundiais de ciclocrosse, na Bélgica, e envolve uma ciclista sub-23. A UCI confirma que foi aberta uma investigação, não revelando contudo o nome de a quem pertence a bicicleta. Apenas garantiu que não se tratava de nenhuma das ciclistas que ficaram no pódio.
A imprensa diz tratar-se da belga Femke Van den Driessche, que era até uma das favoritas ao título, mas acabaria a prova a pé, alegando problemas mecânicos. Pouco depois constatou-se que não apareceu nas classificações, sendo dada como desclassificada. O pai já negou que a filha seja protagonista do primeiro caso de doping tecnológico da história do ciclismo.
Fonte: Record on-line

“Seleção Nacional Btt/Liberty Segurosc na Costa Blanca”


David Rosa e Tiago Ferreira conquistam Costa Blanca
A Seleção Nacional/Liberty Seguros venceu hoje a Costa Blanca Bike Race, em Espanha, através da dupla formada por David Rosa e por Tiago Ferreira. Os dois lusos ganharam com autoridade a quarta e última etapa, subindo ao topo da classificação geral.
Apesar de curta – apenas 7 quilómetros – a derradeira etapa da prova revelou-se a mais decisiva, dado que o contrarrelógio, em Alfas de Pi, com final em alto, estabeleceu diferenças significativas.
David Rosa e Tiago Ferreira foram os mais rápidos, gastando 21m18s, menos 56 segundos do que os espanhóis David Valero e Carlos Coloma, segundos classificados em Alfas de Pi. Os checos Jan Skarnitzl e Ulman Matous, que começaram o dia na dianteira da classificação geral, com 12 segundos de vantagem sobre os lusos, não foram além da terceira posição, a 59 segundos de Rosa e Ferreira.

Mário Costa e Ricardo Marinheiro formaram a segunda equipa da Seleção Nacional/Liberty Seguros, terminando na 12.ª posição da geral, um resultado prejudicado pelos problemas mecânicos no decorrer da terceira etapa.
A vitória na Costa Blanca Bike Race garantiu a Portugal 160 pontos no ranking de apuramento para os Jogos Olímpicos. A qualificação fecha no final de maio e a Seleção Nacional/Liberty Seguros luta por conseguir apurar dois betetistas para o Rio de Janeiro. Há quatro anos, em Londres, o BTT luso esteve pela primeira vez nos Jogos Olímpicos, na altura apenas por intermédio de David Rosa.
Fonte: FPC

“Reportagem no “O Praticante” da “Assembleia Geral da FPCUB.2016”

Já está on-line a reportagem no “O Praticante” da “Assembleia Geral da FPCUB.2016” realizada ontem entre Lisboa, a mesma pode ser visualizada em: http://www.opraticante.pt/12053-2/ ou em: http://www.opraticante.pt/  onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Reportagem no “Jornal de Ciclismo” da “Assembleia Geral da FPCUB.2016”

Já está on-line a reportagem no “Jornal de Ciclismo” da “Assembleia Geral da FPCUB.2016” realizado ontem em Lisboa, a mesma pode ser visualizada em: http://jornalciclismo.com/?p=40965 ou em: http://jornalciclismo.com/ onde pode ainda visualizar outras notícias.

“Nova edição da Revista Notícias do Pedal”

A primeira edição de 2016 da Revista Notícias do Pedal já está on-line, a edição 245 foi lançada com mais de seis centenas de páginas, com muitas notícias sobre as diversas modalidades onde a bicicleta está presente.
Este lançamento conta com algumas novidades, um novo visual, o qual esperemos que seja do agrado de todos, a Revista Notícias do Pedal pode ser visualizada como sempre em: www.noticiasdopedal.com com edições mensais.
Boas Leituras.
A redação.


sábado, 30 de janeiro de 2016

“Bradley Wiggins prepara pista na estrada”


Foto: Reuters
Bradley Wiggins continua a preparação para representar a Grã-Bretanha no ciclismo de pista nos Jogos Olímpicos do Rio’2016. O britânico, que anunciou oficialmente a retirada do ciclismo tradicional para se dedicar em exclusivo à pista, afinal ainda compete nas estradas, situação que faz parte então do plano para atacar as medalhas no velódromo. É nas ilhas Baleares, onde tem uma casa de férias, que o vencedor do Tour de 2012 faz o gosto ao pé, participando no Challenge de Maiorca, como líder da seleção britânica. O resultado é o que menos importa. No 1º troféu foi 135º; já ontem, no 2º, chegou fora do controlo, em 145º, a mais de 18 minutos.
Antes de Wiggins brilhar no ciclismo de estrada, fê-lo na vertente de pista. Soma sete medalhas olímpicas obtidas em velódromo, três delas de ouro – Atenas’2004 e Pequim’2008 (2) –, sendo que o outro título olímpico que obteve foi no contrarrelógio em Londres’2012.
Em Maiorca, onde por estes dias compete grande parte do pelotão mundial, ganhou ontem o italiano Gianluca Brambilla (Etixx), com José Gonçalves (Caja Rural) a ser de novo o melhor português, em 26º (a 3.13 m). Ricardo Vilela (Caja Rural) foi 60º (a 4.03 m), José Mendes (BORA) 79º (a 4.07 m) e Domingos Gonçalves (Caja Rural) chegou fora do controlo.
Fonte: Record on-line

"Assembleia Geral da FPCUB com resultado positivo"



Texto e foto: José Morais

A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) realizou hoje em Lisboa a sua Assembleia Geral, a mesma ocorreu no Hotel Suites do Marques com início para as 14 horas, com os trabalhos a terem início pelas 14,50 já que há hora prevista na primeira convocatória não havia quórum, a mesma foi conduzida por Fernando Baptista Oliveira, em substituição do Presidente da Mesa da Assembleia Geral, que por motivos familiares de última hora impossibilitou de marcar presença, tendo como secretário Carlos Manuel Santos Correia.  
Da ordem de trabalhos faziam parte quatro pontos, o 1º a Aprovação dos Relatórios de Atividades e contas de 2015. Ponto 2 Informações. Ponto 3 Aprovação do Plano de Atividades e Orçamento para 2016. Ponto 4 Nomeações de Sócios de Mérito.

O responsável da mesa abriu assim a ordem de trabalhos, perguntando se os presentes dispensavam a leitura da acta da última Assembleia, a qual foi dispensada pelos presentes, seguiu-se a apresentação das atividades como das contas de 2015. Seguiu-se as informações por parte da direção, a aprovação do plano de atividades e o orçamento para 2016, encerrando com a nomeação de sócios de mérito, com todos os pontos a serem aprovados por unanimidade.
Foi uma Assembleia sem nada de anormal, com a direção mais um ano a apresentar um saldo positivo, demostrando assim a boa gestão feita pela mesma. De salientar no final, uma Menção Honrosa proposta á mesma ao Presidente da Federação José Manuel Caetano, pelo seu empenho, e pela forma como tem gerido a instituição, conseguindo mais um ano apresentar um saldo positivo.

Ainda, dos sócios de méritos sugeridos, um especial para José Manuel Fernandes, do Núcleo de Cicloturismo do Penteado, que foi proposto a Titulo Póstumo, pela dedicação que tinha á bicicleta.
Numa Assembleia com pouca aderência, os presentes continuaram a dar um voto de confiança á atual direção, que mais um ano demostrou o seu empenho, com uma gestão sem dúvida muito positiva, a apresentar novamente um saldo positivo, mesmo em tempo de crise.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

“Vuelta Andalucia MTB 2016”

NSCREVA-SE AGORA e beneficiar de taxa super-reduzida na Vuelta Andalucia MTB 2016, lembramos que até 31 de janeiro você pode se inscrever no Vuelta a Andalucía MTB 2016 preços taxa super-reduzida, não perca esta oportunidade de obter o seu lugar a um preço mais barato.

Como você sabe, a 4ª edição da bicicleta de montanha andaluz rodada será realizada de 26 a 29 de maio, 2016, este ano, as populações protagonistas vai Lucena (Córdoba), Istan (Málaga), San Pedro de Alcantara (Malaga) e Los Barrios (Cádiz). Será uma edição em que incorporou novas localidades, e mostrar rotas originais inéditos sobre o interior da Andaluzia.

Esta edição será, sem dúvida, exibir e edição de pôr em valor o máximo de áreas naturais durante sua turnê. Em dureza destes quatro dias e nós garantir exigências técnicas, enquanto aprecia os belos espaços de bicicleta de montanha, repleta de canto da natureza.

Eles são quatro anos de bagagens, quatro edições com que a bicicleta de montanha andaluz rodada foi a consolidação e o reforço como teste de referência a nível nacional, portanto, em 2016 evento de pontuação para o ranking nacional de XCM, outra atração para esta edição.

Você pode participar de uma, duas, três ou todas as quatro etapas, um formato muito ativo e flexível que se adapte a todas as possibilidades e economias, e também diferentes formas de participação, individualmente, do sexo masculino, equipas femininas ou mistas, ou categoria de negócios, desporto, natureza, a convivência são algumas das experiências que esperam por você no Vuelta Andalucia MTB 2016.

Para informações e inscrições entre em: http://vueltaandaluciamtb.es

“O primeiro rugido do Sporting-Tavira”


Por: Lídia Paralta Gomes
Foto: Lusa
Nocentini lidera a equipa que marcará o regresso dos leões à estrada, na Volta ao Algarve
Três portugueses, quatro espanhóis e o italiano Rinaldo Nocentini como líder: é desta forma que o Sporting-Tavira vai fazer a estreia neste regresso ao ciclismo, marcado para a Volta ao Algarve (entre 17 e 21 de fevereiro).
A organização da Algarvia confirmou ontem os oito atletas escolhidos pelo diretor-desportivo Vidal Fitas, onde naturalmente se destaca Nocentini, de 38 anos, que terá ao seu lado os portugueses Válter Pereira, Luís Fernandes e David Livramento, e os espanhóis David de la Fuente, Mário González, Jesús Ezquerra e Óscar González. De fora ficam, para já, o veterano Hugo Sabido e o sul-africano Shaun-Nick Bester. O jovem ciclista de 24 anos já está na Europa e encontra-se há uma semana a treinar-se em Espanha, de onde é natural a namorada.
Além da equipa do Sporting-Tavira, também já estão definidas as formações da Movistar e da Efapel que estarão no Algarve. Nos espanhóis, o português Nelson Oliveira surge como natural ponto de interesse, ainda que Ion Izaguirre seja o mais bem colocado para discutir o triunfo. O campeão espanhol de contrarrelógio, Jonathan Castroviejo, também estará na Algarvia. Já a Efapel terá em Joni Brandão o homem para o ataque à geral, numa lista com sete portugueses e apenas um espanhol.
Fonte: Record on-line

“José Gonçalves em 36.º no segundo troféu do Challenge de Maiorca”



Foto: Javier Lizon
No sábado, disputa-se o Troféu Serra Tramuntana, terceira das quatro provas do Challenge de Maiorca.
O ciclista português José Gonçalves (Caja Rural) foi esta sexta-feira o 36.º classificado no segundo troféu do Challenge de Maiorca, em Espanha, numa jornada de que saiu vitorioso o italiano Gianluca Brambilla.
O corredor da Etixx-QuickStep destacou-se nos últimos 20 dos 153 quilómetros do percurso do Troféu Pollença-Andratx e cruzou a meta ligeiramente isolado, após 3:32.23 horas, com dois segundos de avanço sobre o polaco Michal Kwiatkowski (Sky) e o checo Zdenek Stybar, seu colega de equipa.
José Gonçalves, 12.º no primeiro dia, voltou a ser o melhor português, mas desta vez mais distanciado do vencedor, com um atraso de 3.13 minutos. Dos restantes corredores lusos que hoje estiveram em ação, Ricardo Vilela (Caja Rural) foi 60.º, a 4.03, e José Mendes (Bora-Argon 18) terminou em 79.º, a 4.07.
No sábado, disputa-se o Troféu Serra Tramuntana, terceira das quatro provas do Challenge de Maiorca, com um percurso de 143,6 quilómetros entre Soller e Deía. Na lista de inscritos para o terceiro dia constam os três portugueses que correram hoje e ainda Bruno Pires (Team Roth).
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Pedalar com diabetes”

Por: André Gonçalves

Foto: Brian Hodes

Novo Nordisk é a primeira equipa apenas composta por ciclistas com esta patologia

Phil Southerland tinha apenas 7 meses quando os médicos norte-americanos informaram os seus pais que tinham uma criança com diabetes tipo 1. Pior que isso, disseram-lhes que Phil muito dificilmente viveria após os 25 anos. Cresceu habituado à doença e à insulina, mas chegou a rejeitar o tratamento até perceber que poderia ficar cego. Esta era a mensagem que a mãe lhe transmitia, pois só aos 26 anos é que Phil descobriu o que realmente os médicos tinham sentenciado. "A minha mãe teve a missão de me manter vivo", atira.
A motivação de querer lidar com a diabetes sem abdicar das suas paixões levou-o a criar, em 2005 e ao lado do seu amigo diabético Joel Eldridge, uma equipa de ciclismo com elementos doentes e outros saudáveis. Alguns bons resultados nos Estados Unidos despertaram o desejo de profissionalizar a estrutura, então com o nome ‘Team Type 1’.A equipa cresceu, conquistou o seu espaço na modalidade, recebeu ilustres ciclistas não diabéticos - Vladimir e Alexander Efimkin, entre outros - e somou várias vitórias.
A ambição de Phil querer seguir em frente e lutar pelos seus sonhos inspirou a Novo Nordisk, empresa dinamarquesa líder no tratamento da doença, a apostar no desporto. Em dezembro de 2012 foi selado o acordo com a equipa de Phil e a ‘Team Type 1’ deu lugar à ‘Team Novo Nordisk’, a primeira a ser constituída exclusivamente por ciclistas com diabetes (tipo 1). É caso único entre as equipas profissionais da modalidade, à escala mundial, e a estreia nas estradas foi em 2013. "Ser um grupo de atletas diabéticos faz com que a mensagem para a comunidade seja mais forte", justifica Phil Southerland.


Equipa preparou nova época em Alicante

Com o passar dos anos, juntaram-se ciclistas de todo o Mundo. Atualmente são 18, uns mais jovens que outros e com histórias de vida diferentes [ver caixas]. Mas todas inspiradoras. Afinal, estas pessoas não desistiram perante a adversidade e hoje vivem normalmente com a patologia que afeta 415 milhões de cidadãos. "Os médicos disseram a 12 dos nossos 18 elementos, na altura do diagnóstico, que nunca poderiam ser ciclistas profissionais. Mas são", resume Phil Southerland, hoje CEO e cofundador da ‘Team Novo Nordisk’.

Quando injetar insulina é como "estar num sofá"

Em Alicante, onde a equipa cumpriu um plano de treinos e abriu as portas à imprensa internacional, uma das curiosidades foi perceber as rotinas dos ciclistas diabéticos, pois precisam de cuidados extras antes, durante e após qualquer treino ou competição.
Os ciclistas recorrem a um medidor de glicose antes e depois das provas, mas durante a corrida transportam um monitor contínuo de glicose, geralmente no bolso da camisola. O aparelho fornece um gráfico com os níveis de glicose do sangue, através de um sensor colado ao corpo do corredor. Segundo Rafael Castol, diretor clínico da equipa, o ideal é ter os níveis de açúcar entre os 120 e os 180 mg/dl de sangue. Mas cada caso é um caso e é importante para o ciclista conhecer o seu corpo e saber interpretar as sensações, por forma a conseguir um bom ajustamento da glicose através da alimentação e da insulina. "Fazemos tanta coisa sobre a bicicleta que injetar insulina é só mais uma, é como estar no sofá de casa. Há que encontrar um momento ideal da corrida para o fazer", explica David Lozano. Javier Megias também nos fala sobre o assunto: "Meto a insulina onde melhor puder naquele momento, é indiferente a parte do corpo onde a aplico. Mas tentamos fazê-lo numa altura mais calma da corrida."
Há ainda um plano rigoroso de alimentação, com diferentes recomendações nas diversas fases da corrida, mas que começa bem antes, com um pequeno-almoço rico em hidratos de carbono, composto por sementes ou cereais e ainda alguma proteína, e termina com um jantar muito menos carregado em hidratos de carbono e mais centrado na proteína. 

Fonte: Record on-line

“Ciclismo de Formação/José Azevedo orador na primeira acção de ética”


José Azevedo, diretor desportivo principal da Katusha, segunda equipa do ranking mundial em 2015, é o convidado da primeira ação de formação integrada no novo Regulamento de Ética no Ciclismo de Formação, que vai realizar-se neste sábado, no Velódromo Nacional, em Sangalhos, Anadia.
O técnico vai intervir sobre "Planeamento e Princípios Éticos", fechando uma sessão que começará com a apresentação do Regulamento Antidopagem. A iniciativa integra o programa do Campeonato Nacional de Pista, decorrendo entre as 21h00 e as 22h50 de sábado.
O Regulamento de Ética no Ciclismo de formação contempla a realização de cinco ações de formação. Cada equipa que compita em provas de juniores e de sub-23 em estrada e em cross country olímpico terá de fazer-se representar em pelo menos uma das sessões por um dirigente e por um treinador.
Calendário de ações de formação
30 de janeiro, Velódromo Nacional: "Planeamento e Princípios Éticos", por José Azevedo

12 de março, Viana do Castelo: "Deteção e Avaliação de Talentos", por José Luis Algarra

12 de março, Tavira: "Planeamento e Carreira Desportiva do Ciclista", por João Correia

19 de março, Marrazes, Leiria: "Formar, Educar, Prevenir e Regular", por Tito Crespo

16 de abril, "Planeamento e Princípios Éticos", por Ricardo Scheidecker
Fonte: FPC

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

“EFAPEL trabalha em conjunto para a nova época”


Equipa reúne todos os elementos para o primeiro estágio
A formação de ciclismo profissional EFAPEL já está na estrada a preparar a temporada de 2016 que começa no próximo mês com a Volta ao Algarve. A estrutura liderada pelo director desportivo, Américo Silva, está na região de Ovar, onde concluiu o primeiro estágio conjunto. A equipa recebeu alguns elementos novos e esta foi a primeira oportunidade para todos os ciclistas e técnicos trabalharem em conjunto. Para alguns, foi também a primeira oportunidade para pedalarem com as novas bicicletas Scott que este ano equipam a formação ovarense.
Os elementos que este ano integram a EFAPEL estiveram reunidos desde a passada segunda-feira, dia 25, e trabalharam juntos até ao final do dia de hoje. Para o responsável, Américo Silva, estes dias são importantes na preparação do calendário velocipédico de 2016. “Nos últimos tempos fizemos os testes médicos e físicos a todos os elementos da equipa. Agora, com a realização deste pequeno estágio, aproveitamos para fazer aquilo a que chamamos de testes de estrada e para nos conhecermos mutuamente. Também temos a hipótese de estabelecer metas e objectivos para a época e de realizar três ou quatro treinos de qualidade em vésperas de uma prova tão importante como é o caso da Volta ao Algarve”, afirmou o líder da equipa.

Este ano, a EFAPEL reestruturou a equipa e conta com um conjunto de atletas maioritariamente portugueses e com muita qualidade. A Filipe Cardoso, Hélder Ferreira, Jóni Brandão e Rafael Silva juntam-se António Barbio, Álvaro Trueba, Daniel Mestre, Henrique Casimiro e Nuno Almeida.
Deste modo, a equipa de ciclismo EFAPEL conta com um plantel com nove atletas:
António Barbio
Álvaro Trueba
Daniel Mestre
Filipe Cardoso
Hélder Ferreira
Henrique Casimiro
Jóni Brandão
Nuno Almeida
Rafael Silva
A equipa ultima os preparativos para a primeira competição do ano, a Volta ao Algarve, que se realiza entre os dias 17 e 21 do próximo mês.
Ano começa com passatempo para os fãs da equipa
Começamos o ano da melhor forma. Ainda antes dos nossos atletas entrarem em competição, temos uma oferta para os nossos adeptos. Vamos oferecer duas inscrições para o Algarve Granfondo, uma prova de cicloturismo com partida e chegada em Loulé, que se realiza no dia 21 de Fevereiro. Para participar basta escrever uma frase que defina a equipa para 2016 na publicação feita para esse efeito na página oficial da formação de ciclismo EFAPEL no Facebook. O júri constituído pela direcção da equipa escolherá as duas melhores e os vencedores serão conhecidos no dia 30, sábado. Todos podem participar desde que o façam até às 19 horas de dia 29 (sexta-feira). A equipa dará os nomes vencedores à Federação Portuguesa Ciclismo, para inscrição, sendo que cada vencedor será responsável pela sua participação.
Fonte: Efapel

“Gémeos Gonçalves em destaque no Challenge de Maiorca”


Foto: José Coelho/Lusa
José Gonçalves, ciclista da Caja Rural, foi 12º, enquanto o irmão Domingos ficou no 45º posto.
O ciclista português José Gonçalves (Caja Rural) foi hoje 12.º na vitória do alemão André Greipel primeiro troféu do ‘Challenge’ de Maiorca, com o seu gémeo Domingos a ser um dos animadores da jornada.
O corredor alemão da Lotto-Soudal ‘sprintou’ mais rápido para ser o primeiro na prova que abre o calendário europeu de ciclismo, cumprindo os 174 quilómetros do Troféu Felanitx-Ses Salines-Campos-Porreres em 04:05.15 horas, à frente de Sam Bennett (Bora Argon-18) e de Edvald Boasson Hagen (Dimension Data).
José Gonçalves chegou na 12.ª posição, com o mesmo tempo do vencedor, com o seu irmão gémeo Domingos a ser 45.º depois de andar 110 quilómetros em fuga, naquela que foi a sua prova de estreia pela Caja Rural.
Bruno Pires (Team Roth) foi 83.º a 19 segundos, com Ricardo Vilela (Caja Rural) a chegar imediatamente atrás.
Na sexta-feira, corre-se o Troféu Pollença-Andratx, no total de 162,6 quilómetros.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

“XII Passeio de Cicloturismo do Penteado”

Domingo, 03 de Abril de 2016
Texto: José Morais
Está agendado o Passeio de Cicloturismo do Núcleo do Penteado, a 12ª edição vai ter lugar no dia 3 de abril no Penteado, Moita, e promete mais um grande evento cicloturistico.
O passeio do Penteado, um evento ainda jovem no calendário oficial da FPCUB, bem cedo começou a ter expressão na modalidade, marcando forte presença, e sempre com um grande número de participantes, ao longo dos últimos anos o mesmo foi colocado na estrada pela mão de José Manuel Fernandes, infelizmente que nos deixou no passado ano, já depois de ter organizado mais um belo passeio.
Este ano no passeio vamos sentir a falta do Zé, mas ele estará sem dúvida presente, e será sem dúvida relembrado pelos seus feitos, assim convidamos desde já a marcar na sua agenda este evento, que leva até si, participantes de diversos locais do país, e onde daremos um destaque especial, tendo o apoio da Revista Notícias do Pedal.
Para informações e inscrições as mesmas devem ser feitas pelos telefones:  
Florival Serrabulho: 968 693 740 ou Rui Serrabulho: 962 885 721
Pelo Fax: 212 362 352, ou pelo e-mail: nc.penteado@gmail.com
Participe neste grande passeio com organização do Núcleo Cicloturismo do Penteado.

“Benfica prevê regressar à estrada em 2017”


Foto: Luís Forra
Clube encarnado aponta para 2017 para o regresso à estrada do ciclismo do Benfica.
Equipa de ciclismo do Benfica em 2007 durante um estágio realizado no Algarve com José Azevedo como chefe de fila
O vice presidente responsável pelo pelouro das modalidades do Benfica revelou esta quarta-feira ao diário A Bola que o clube encarnado está a ponderar regressar às estradas em 2017 com uma aposta forte no estrangeiro.
Em entrevista ao referido diário, Domingos Almeida Lima assumiu que o Benfica está atento às recentes movimentações dos rivais FC Porto e Sporting na modalidade para fazer uma revelação: o ciclismo poderá regressar à Luz em 2017.
"A direção já decidiu que vamos regressar à estrada em 2017 e apostar fortemente no estrangeiro, nomeadamente em França e no Luxemburgo. Os contactos prosseguem nesse sentido. Vamos ter duas equipas. Uma de formação e do escalão de sub-23 e outra profissional", afirmou o dirigente.
Caso se confirmem as previsões do dirigente, o clube encarnado pode voltar a ter, quase uma década depois, uma das modalidades mais emblemáticas na história do emblema da Luz.
Fonte: SAPO Desporto

“Nairo Quintana será o único líder da Movistar no Tour”



Foto: JAVIER LIZON / EPA
O ciclista colombiano já ficou por duas vezes no segundo lugar da competição.
O colombiano Nairo Quintana vai ser o líder único da Movistar na Volta a França, com o espanhol Alejandro Valverde a ter como objetivo a Volta a Itália, confirmaram hoje os dois ciclistas durante a apresentação da equipa.
“Em princípio, vou concentrar-me no Tour, que é a prova com mais exposição e aquela com a qual sonhamos. Os meus objetivos secundários são a prova olímpica [Rio2016] e a Vuelta”, indicou Quintana, que pretende assim melhorar os dois segundos lugares (2015 e 2013) na prova francesa.
O jovem colombiano e o veterano espanhol ocuparam os dois lugares mais baixos do pódio em Paris no ano passado, atrás de Chris Froome (Sky), uma realidade que levou a equipa líder do ‘ranking’ mundial a alterar a sua estratégia para 2016.
“No Tour, quero fazer bem as coisas, mas sobretudo ajudar ao máximo o Nairo e chegar o mais fresco possível aos Jogos Olímpicos”, assumiu Valverde que, aos 36 anos, se vai estrear no Giro, com a missão de fazer o pleno de pódios nas ‘grandes’ Voltas: “É uma motivação e uma experiência bonita”.
Vencedor da Liège-Bastogne-Liège e da Flèche Wallonne em 2015, o espanhol reconheceu que deverá estar mais “fraco” nas clássicas da primavera, para poder estar em forma para atacar a Volta a Itália.
"Cheguei a um ponto na minha carreira que é agora ou nunca. Ao Giro nunca tinha ido e acredito que é o momento, já que estou em forma para o fazer bem. Falei com o Eusebio Unzué e com os outros diretores e desenhámos um calendário diferente de outros anos. Há que experimentar, porque é o momento idóneo”, defendeu o vencedor da Volta a Espanha de 2009.
Líder do ‘ranking’ mundial nas últimas três épocas, a Movistar apresentou-se hoje oficialmente em Madrid, naquele que foi o primeiro evento oficial do português Nelson Oliveira como reforço do conjunto orientado por Eusebio Unzué.
O campeão nacional de contrarrelógio é um dos cinco reforços para esta época, com o plantel a ter 26 corredores.
Na cerimónia de apresentação, a formação espanhola não esqueceu o italiano Adriano Malori, que continua em coma induzido na sequência de uma queda no Tour de San Luis, dedicando-lhe um forte aplauso.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Caja Rural despede Alberto Gallego devido a positivo por doping”



O ciclista espanhol representou a Rádio Popular-Boavista no ano passado.
Foto: JOSÉ COELHO / LUSA
O ciclista espanhol Alberto Gallego, que no ano passado representou a Rádio Popular-Boavista, deu positivo por estanozolol (anabolizante), num controlo realizado a 3 de janeiro, e foi despedido pela Caja Rural, revelou esta terça-feira a equipa espanhola.
“A equipa Caja Rural comunica que decidiu rescindir o contrato do corredor Alberto Gallego ao ter conhecimento das anomalias encontradas no resultado do controlo realizado a 03 de janeiro de 2016. A decisão está de acordo com o estabelecido na normativa vigente e com o cumprimento do regime interno da equipa”, pode ler-se no comunicado da formação da categoria continental profissional.
Alberto Gallego foi um dos ciclistas em destaque na última Volta a Portugal, tendo sido um dos grandes animadores das etapas pela presença em várias fugas.
A exibição do jovem de 25 anos na prova rainha do calendário português captou a atenção da Caja Rural, equipa que representava desde 01 de janeiro.
O espanhol integra a lista de corredores suspensos provisoriamente pela União
Ciclista Internacional (UCI), aguardando a análise à amostra B.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“Angola vai pedalar no Africano de ciclismo”



Por: Pereira Francisco  
Foto: DR
Competição decorre em Marrocos entre 15 e 26 de fevereiro.
Nos últimos anos, Angola voltou a afirmar-se como uma das potências do ciclismo internacional, sobretudo africano, onde continua a dar cartas, com realce para o ciclista do Benfica de Luanda, Igor Silva.
A seleção angolana de ciclismo trabalha nos próximos dias em Luanda, tendo em vista a participação na 11ª edição do Campeonato Africano, prova que decorrerá de 15 a 26 de Fevereiro próximo, em Casablanca, Marrocos.
Na prova que será disputada em duas etapas, estrada e pista, o objectivo dos ciclistas angolanos é pedalar para subir ao pódio, mas sabem que enfrentarão muitos adversários com tradição forte na modalidade.
O comando técnico da Selecção Nacional será assegurado pelo técnico do Benfica de Luanda, Carlos Araújo, sendo que o clube é considerado como o viveiro do ciclismo angolano.
Carlos Araújo, antigo veterano ciclista dos encarnados da capital e da Seleção Nacional, ainda não divulgou a lista dos convocados, mas já tem a noção de todos que levará para a empreitada.
Tendo em conta a crise económica mundial que também afectou Angola, o conjunto nacional não realizará estágio no exterior do país, mas tem a viagem marcada para Casablanca entre os dias 12 e 13 de Fevereiro.
Contudo, o SAPO, com a intenção de colher mais dados sobre o Africano, tentou contactar a Federação Angolana de Ciclismo (FACI), mas sem sucessos, uma vez que os membros do órgão desportivo reuniram recentemente, em Luanda.
Em Angola, os ciclistas que constituem as selecções nacionais, assim como os que representam o nome do país nas competições internacionais, individuais e colectivas, maior parte são do Benfica de Luanda.
Entre os ciclistas, destaque vai para Igor Silva, vencedor da Volta a Angola em Bicicleta, em 2015. O atleta de 29 anos de idade é também detentor de vários títulos, nacionais e internacionais.
Fonte: Sapo Desporto

“Movistar nega ter ocultado informações sobre o estado clínico de Malori”


Adriano Malori contínua em coma induzido na sequência do traumatismo cranioencefálico.
Foto: Lusa
A Movistar negou ter ocultado dados sobre o estado clínico do ciclista Adriano Malori, que continua em coma induzido na sequência do traumatismo cranioencefálico que sofreu numa queda na quinta etapa do Tour de San Luis.
A equipa líder do ‘ranking’ mundial respondeu assim às especulações surgidas nos últimos dias na imprensa, sobretudo na espanhola, que davam conta que o estado do ciclista italiano era mais grave do que foi tornado público e que este teria caído devido a um problema de saúde e não o contrário.
Depois de informar que o campeão italiano de contrarrelógio vai ser transferido para uma clínica especializada de Buenos Aires (Argentina), a fim de ser submetido a exames médicos “mais precisos, com técnicas e instrumentos não disponíveis na clínica de San Luis, na qual ingressou depois do seu acidente”, a formação espanhola assumiu sentir-se na obrigação de clarificar algumas informações veiculadas em diferentes meios de comunicação.
“Primeiro, os corredores que presenciaram o acidente de perto corroboraram a forma como este se produziu: Adriano Malori passou por cima de um buraco, o que o desequilibrou e fez cair contra o asfalto. Esta foi, sem dúvida, a causa do acidente”, começa por esclarecer o comunicado.
A Movistar explica que, depois do acidente e de ser admitido no hospital, Malori foi induzido em estado de coma, “entendendo-se como tal o estado de sedação induzido com o objetivo de permitir que as lesões do paciente sarem de forma controlada”, pelo que, em nenhum momento, o coma foi consequência direta do traumatismo.
“A Movistar sempre informou do estado físico dos seus ciclistas quando, como no caso de Adriano Malori, são vítimas de um acidente em competição ou fora dela. A informação é dada com a maior transparência e mediante atualizações periódicas, sem prejuízo das limitações que, em ocasiões, impõe o respeito devido da intimidade do corredor afetado e dos seus próximos”, prossegue a nota.
Em jeito de conclusão, a equipa na qual alinha o português Nelson Oliveira garante que nunca teve a intenção de ocultar a maior ou menor gravidade do estado físico do corredor.
Fonte: SAPO Desporto c/ Lusa

“42.ª Volta ao Algarve/Movistar, Efapel e Sporting-Tavira anunciam equipas”


A Movistar, a Efapel e o Sporting-Tavira enviaram à organização da Volta ao Algarve o elenco de corredores com que vão disputar a 42.ª Volta ao Algarve, entre 17 e 21 de fevereiro.
O coletivo espanhol, vencedor do ranking WorldTour por equipas em 2015, chega a Portugal com um bloco capaz de lutar pela camisola amarela. O diretor desportivo José Luis Jaimerena vai contar com os melhores contrarrelogistas ibéricos e com trepadores de qualidade.
Entre os eleitos está o campeão português de contrarrelógio, Nelson Oliveira, e os três primeiros classificados do Campeonato de contrarrelógio de Espanha, Jonathan Castroviejo, Gorka Izaguirre e Jesús Herrada. O vencedor da Volta à Polónia em 2015, Ion Izaguirre é outro dos selecionados, devendo partilhar com Nelson Oliveira o estatuto de chefe de fila. José Joaquín Rojas terá uma palavra a dizer nas etapas com final ao sprint, enquanto Francisco Ventoso e Antonio Pedrero assumirão o papel de gregários.
A Volta ao Algarve será a primeira competição das equipas portuguesas em 2016. Após o Louletano-Hospital de Loulé e a Rádio Popular-Boavista informarem a organização sobre os ciclistas escolhidos, foi a vez da Efapel e do Sporting-Tavira.

O italiano Rinaldo Nocentini será o chefe de fila dos sportinguistas de Tavira, juntando-se aos portugueses Válter Pereira, Luís Fernandes e David Livramento e aos espanhóis David de la Fuente, Mário González, Jesús Ezquerra e Óscar González.
A Efapel promete ser uma das formações mais portuguesas da corrida, alinhando com um espanhol, Álvaro Trueba, e com sete lusos, Joni Brandão, Filipe Cardoso, Rafael Silva, Hélder Ferreira, Daniel Mestre, Henrique Casimiro e António Barbio.
A corrida portuguesa será disputada por 24 equipas, metade das quais da primeira divisão mundial.
Equipas
WorldTour: Astana, Cannondale, Etixx-QuickStep, FDJ, IAM Cycling, Katusha, Lotto Soudal, Lotto NL-Jumbo, Movistar, Team Sky, Tinkoff e Trek-Segafredo.
Continentais Profissionais: Bora-Argon 18, Caja Rural-Seguros RGA, Gazprom-RusVelo, Novo Nordisk, Roth e Verva ActiveJet.
Continentais: Efapel, LA Alumínios-Antarte, Louletano-Hospital de Loulé, Rádio Popular-Boavista, Sporting-Tavira e W52-FC Porto
Percurso
1.ª Etapa: Lagos – Albufeira, 177 km
2.ª Etapa: Lagoa – Fóia, 198,6 km
3.ª Etapa: Sagres – Sagres, 18 km (Contrarrelógio Individual)
4.ª Etapa: S. Brás de Alportel – Tavira, 194 km
5.ª Etapa: Almodôvar – Malhão, 169 km
Fonte: FPC

“Seleção Nacional BTT/Liberty Seguros”


Equipa nacional prepara Jogos Olímpicos na Costa Blanca
A Seleção Nacional/Liberty Seguros de cross country olímpico (XCO) participa, de 28 a 31 de janeiro, na Costa Blanca Bike Race, prova de BTT por etapas, pontuável para o apuramento olímpico.
Esta corrida marca o arranque da reta final da fase de apuramento para o Rio de Janeiro, que terá epílogo em maio. Portugal concluiu o primeiro ciclo de apuramento em condições de qualificar dois corredores XCO para os Jogos Olímpicos, precisando de pontuar no segundo ciclo para confirmar esse feito.
É com esse objetivo em mente que o selecionador nacional, Pedro Vigário, partiu para a Costa Blanca, em Espanha, acompanhado dos quatro ciclistas escolhidos: David Rosa, Tiago Ferreira, Ricardo Marinheiro e Mário Costa.
A Costa Blanca Bike Race é uma corrida disputada em duplas. David Rosa e Tiago Ferreira formarão uma equipa, enquanto a outra integrará Mário Costa e Ricardo Marinheiro.
A primeira etapa, a realizar na quinta-feira, tem 46 quilómetros, ligando Benidorm a La Nucia. No dia seguinte os corredores vão pedalar ao longo de 43 quilómetros, em redor de Finestrat. A terceira tirada, no sábado, é a etapa rainha da competição, com 78 montanhosos quilómetros em torno de Polop. Para domingo está guardado um contrarrelógio de 7 quilómetros com final em alto.
Em 2012, David Rosa foi o primeiro betetista português a participar nos Jogos Olímpicos. A ambição para 2016 é duplicar o número de lusos presentes.
Fonte: FPC

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

“Petição Pública/David Rosa é o primeiro subscritor da petição “Pelo Direito a Pedalar em Segurança”


O betetista olímpico David Rosa é o primeiro subscritor da petição “Pelo Direito a Pedalar em Segurança”, uma iniciativa da Estrada Viva, com o apoio da Federação Portuguesa de Ciclismo e da MUBi – Associação pela Mobilidade Urbana em Bicicleta, lançada na tarde desta terça-feira.
O documento, que poderá ser subscrito em http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT79814, será enviado ao Governo, ao Instituto de Mobilidade e dos Transportes e à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.
Os signatários instam o Governo e demais entidades competentes “a fiscalizar com mais intensidade o cumprimento da lei, de forma diligente, regular e consistente, principalmente comportamentos perigosos em relação aos utilizadores vulneráveis: excessos de velocidade, incumprimento de regras de ultrapassagem (abrandamento da velocidade, ocupação da via adjacentes, no caso da ultrapassagem de ciclistas, e a distância mínima de 1,5 metros), o estacionamento ilegal sobre ciclovias e passeios”.
A petição defende a revisão do Regulamento de Sinalização de Trânsito, “de forma a incluir sinalética específica para proteger peões e condutores de bicicleta e alertar para a necessidade de comportamentos mais responsáveis por parte de condutores de automóvel”. Um exemplo seria a colocação de sinais de informação de presença de ciclistas, complementados com afixação de sinalética sobre a distância mínima de um metro e meio na ultrapassagem.
A iniciativa surge porque, “Portugal continua a apresentar estatísticas vergonhosas no que respeita ao número de vítimas mortais e feridos graves”, apesar das melhorias significativas na protecção aos utilizadores vulneráveis, conseguidas com a revisão do Código da Estrada, em 2014.
A Estrada Viva e as organizações que apoiam a petição – Federação Portuguesa de Ciclismo e MUBi – vão requerer uma audiência com o ministro da Administração Interna para propor a criação de um grupo de trabalho interministerial para lançar e coordenar as medidas urgentes propostas pelos peticionários.
A Federação Portuguesa de Ciclismo convida todos os cidadãos a associarem-se a este movimento, assinando a petição em http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT79814.
Fonte: FPC

“Grande Passeio de Cicloturismo do CCL/Bodas de Diamante”

Dia 26 de junho de 2016
O Clube de Campismo de Lisboa-CCL leva para a estrada no próximo dia 26 de junho mais um grande passeio de bicicleta, este com a celebração da Bodas de Diamante do Clube.
A organização promete para este ano um passeio diferente, cheio de muitas novidades, e um grande convívio final, sendo oferecido a todos os inscritos um grande almoço.
A concentração está marca para as 8 horas no Parque de Campismo da CCL-Costa da Caparica, junto á Orbitur, com a partida marcada para as 9 horas, para um percurso de 60 quilómetros.
Para mais informações e inscrições pelo telefone: 212 900 100 ou 912 137 572, ainda pelo Fax: 212 902 848, ou utilizando o e-mail: geninhoriu@gmail.com
Marque já na sua agenda, e venha participar neste grande passeio, que muito promete em 2016.

“Passeio de Ciclismo Etnográfico”

O Museu de Ciclismo convida a todos que desejarem participar na XI Comemoração da Batalha da Redinha, que teve lugar no dia 12 de Março de 1811, aquando da III Invasão Francesa.
Assim, irão  decorrer no dia 13 de Março, a partir das 9 horas da manhã, as seguintes atividades:
Abertura da Feira de Antiguidades e Doçaria Regional;
Hastear das bandeiras nacionais dos países envolvidos na batalha e Homenagem a todos quantos pereceram no combate;
Exposição Fotográfica sob a temática de Ciclismo Etnográfico;
Caminhada pela Paz;
Passeio de Ciclismo Etnográfico, vulgo pasteleiras;
Entre outras animações o evento conta ainda com a atuação da Filarmónica Louriçalense e do Rancho Folclórico e Etnográfico da Redinha.
A inscrição para a participação na Caminhada e Passeio de Ciclismo Etnográfico é gratuita, mas obrigatória, e pode ser feita através dos seguintes contactos: 
Junta de Freguesia da Redinha: telefones: 236 911 116 ou 263 912 130, ou ainda pelo e-mail: junta.redinha@sapo.pt     
Fonte: Museu de Ciclismo/Caldas da Rainha