segunda-feira, 22 de maio de 2017

“Volta a Castela e Leão: Carlos Barbero vence etapa que consagrou Jonathan Hivert”

Ciclista da Direct Energie conseguiu triunfo final

Por: Lusa

Foto: epa

O ciclista espanhol Carlos Barbero (Movistar) venceu este domingo ao sprint a terceira e última etapa da Volta a Castela e Leão, cujo triunfo final foi do francês Jonathan Hivert (Direct Energie).

A última tirada, de 145,5 quilómetros, entre Ponferrada e León, foi ganha em 3:37.16 horas, com Barbero a bater o estoniano Mihkel Raim (Israel Cycling Academy) e o russo Sergey Shilov (Lokosphinks).

Daniel Freitas (W52-FC Porto) foi o melhor português, em sexto, seguido do colega de equipa António Carvalho, em 13.º, ambos com o mesmo tempo do vencedor.

Na geral final, o pódio ficou como estava no sábado, com Hivert com 38 segundos de avanço para o espanhol Jaime Roson (Caja Rural) e 55 para Henrique Casimiro (Efapel), o melhor português.

O top 10 contou com mais atletas lusos, nomeadamente Frederico Figueiredo (Sporting/Tavira), quinto a 1.08, António Carvalho e Joaquim Silva, ambos do W52-FC Porto, sétimo e oitavo, respetivamente, a 1.14 e 1.19.

Fonte: Record on-line

“Queda deixa Tanel Kangert meio ano sem poder competir”

Estónio tem uma fratura no braço direito e uma luxação no ombro direito

Por: Lusa

O estónio Tanel Kangert vai ficar impedido de competir durante seis a sete meses devido a ter sofrido múltiplas fraturas no domingo, dia em que protagonizou uma violenta queda durante a 15.ª etapa do Giro.

De acordo com a sua equipa, a Astana, Kangert tem uma fratura no braço direito e uma luxação no ombro direito, problemas que vão afastar o ciclista de 30 anos das estradas durante meio ano.

O ciclista estónio, que seguia no sétimo lugar da geral do Giro, vai ser submetido a uma intervenção cirúrgica nos próximos dias.

A 10 quilómetros de chegar a Bérgamo, Kangert chocou com um separador da estrada e caiu de cabeça com alguma violência.

Fonte: Record on-line

“Equipa Portugal/Juniores portugueses correm na Taça das Nações”

A Equipa Portugal de Juniores participa, entre quinta-feira e domingo, no Tour du Pays de Vaud, prova suíça pontuável para a Taça das Nações.

Na semana seguinte ao fecho da Taça de Portugal, que revelou um pelotão júnior nacional muito equilibrado, os jovens portugueses serão colocados à prova perante os melhores juniores mundiais.

O selecionador nacional, José Poeira, convocou seis ciclistas para o primeiro compromisso internacional da seleção júnior em 2017: Afonso Silva (Sporting/Tavira/Formação Eng. Brito da Mana), Francisco Moreira e Pedro Miguel Lopes (Seissa/KTM Bikeseven/Matias & Araújo/Frulact), João Dinis (RP-Boavista), Pedro José Lopes (Alcobaça CC/Crédito Agrícola) e Pedro Teixeira (Maia).

A corrida abre com um prólogo de 3,5 quilómetros, em redor de Montricher. A primeira etapa em linha tem 113 quilómetros, ligando Concise a Cottens, por um traçado de sobe e desce, que inclui três prémios de montanha.

Ao terceiro dia, os corredores vão encontrar uma jornada dupla. Na manhã de sábado disputa-se uma tirada de 65,7 quilómetros, entre Ballens e Saint-Cergue, que termina no topo de uma subida de 10,7 quilómetros. A etapa vespertina é um exercício atípico, uma espécie de avalanche em subida: o pelotão vai partir de Nyon para chegar, depois de percorridos apenas 22,2 quilómetros, ao alto de Saint-Cergue.

O Tour do Pays de Vaud termina no domingo. A tirada final tem 89,9 quilómetros, unindo Gollion a Vullierens, num trajeto que cruza duas subidas pontuáveis para a classificação dos trepadores.

“Temos uma boa equipa, mas será a primeira experiência internacional de alguns corredores. Uma competição como esta é um momento de aferição de qualidade e de potencial”, considera José Poeira.

Fonte: FPC

“BIATLE - CIRCUITO PORTUGAL TOUR 2017”

A 3ªETAPA REALIZOU-SE EM TORRES NOVAS

TORRES NOVAS recebeu pela quarta vez uma etapa do Circuito Nacional de Biatle, nas Piscinas Municipais Fernando Cunha (segmento de Natação) e no Jardim das Rosas (segmento de corrida). Esta prova contou com a presença de 200 atletas, em representação de 11 equipas, e foi a 3ªetapa de apuramento para o Campeonato de Europa, que se realiza em Setúbal, entre os dias 14 e 16/Julho, e para o Campeonato do Mundo que se realiza este ano no norte de Espanha, na cidade de Lugo entre os dias 7 e 10/Setembro.

Relembre-se que nesta modalidade os jovens atletas torrejanos têm conquistado, algumas medalhas em Campeonatos do Mundo e da Europa, como foi o caso no passado mês de Outubro de 2016, quando se deslocaram a Sarasota na Flórida nos Estados Unidos da América.

A ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS, esteve representada nesta 3ªetapa com cerca de 70 atletas nos vários escalões, com as provas a serem disputadas num formato de Biatle Outdoor, ou seja, com os atletas a realizarem dois segmentos de corrida no Jardim das Rosas, com distâncias entre os 200m e 1.600m, e pelo meio um segmento de natação nas Piscinas Municipais, em distâncias que variaram entre os 50m e 200m.

Começamos por destacar a participação de alguns atletas torrejanos muito jovens que fizeram a sua estreia numa competição deste tipo.

  Os SUB-9, escalão para atletas nascidos em 2009 e mais novos, foram os primeiros a entrar em acção pelas 10h15, com Francisca Leirião e Maria Sousa a ocuparem o 1º e 3ºlugares do pódio, em femininos.

Em SUB-11, Francisco Carvalho em masculinos, subiu ao pódio na 2ªposição, e sem surpresas nos SUB-13 masculinos, o pódio foi totalmente torrejano, com João Nuno Batista, Pedro Afonso Silva e Martim Salvador, a conquistarem as 3 primeiras posições do pódio.

Duarte Santos em SUB-15 alcançou o 3ºlugar, e em SUB-17, José Pedro Vieira venceu destacado, mas teve a companhia no pódio, no 2ºlugar de Diogo Mendes e de Tiago Lopes no 3ºlugar.

Nos SUB-19 femininos Carolina Serra alcançou a 1ªposição, e Mariana Correia foi 3ºclassificada, e em masculinos, Ricardo Batista venceu sem qualquer dificuldade a sua prova, e André Rodrigues acompanhou-o no pódio na 2ªposição.

Em séniores, Ricardo Rego, voltou a alcançar um excelente 1ºlugar, e no escalão seguinte, M40+ (Veteranos), Marco Sousa também venceu a sua prova.

Por fim, no escalão de M50+, Vitor Santos foi 3ºclassificado.

Esta prova foi uma organização da Federação Portuguesa de Pentatlo Moderno e da Escola de Triatlo do Clube de Natação de Torres Novas, que contou com a colaboração dos nossos parceiros , e claro, com o habitual e famoso “Pai trocínio”, com a sua equipa de Eventos sempre no seu melhor nível. Foram todos imprescindíveis os que estiveram presentes para que a realização desta prova em Torres Novas fosse mais uma vez um sucesso.

 

Triatlo de Sines

MARCO SOUSA – Campeão Nacional Triatlo Olímpico

Entretanto, no sábado dia 20/Maio, MARCO SOUSA sagrou-se Campeão Nacional de Triatlo em distância olímpica na sua categoria de Veteranos I, numa prova realizada em Sines.

A prova em distância olímpica é composta por um segmento de natação de 1.500m, 40kms de ciclismo, terminando num segmento de corrida com 10kms, e só pode ser realizada por atletas acima do escalão de Juniores, inclusive.

 Com uma natação razoável, Marco Sousa realizou um segmento de ciclismo com muito vento pela frente, mas foi na corrida que teve o seu melhor desempenho, garantido desta forma o 1ºlugar no seu escalão de Veteranos I, tornando-se assim Campeão Nacional de Triatlo em distância olímpica.

A próxima prova será no domingo de manhã, dia 28/Maio, o Aquatlo da Golegã, mais uma etapa do Campeonato Nacional de Triatlo Jovem.

Fonte: ESCOLA DE TRIATLO DO CLUBE DE NATAÇÃO DE TORRES NOVAS







 

domingo, 21 de maio de 2017

“Dumoulin mantém a camisola rosa no Giro”

Ciclista da Quick-Step está imparável na prova.

Foto: EPA/ALESSANDRO DI MEO

Giro: Tom Dumoulin vence contrarrelógio e veste camisola rosa.

O luxemburguês Bob Jungels (Quick Step), líder da classificação de jovens, foi hoje o mais rápido na 15.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, que terminou com um 'sprint' a 12 em Bérgamo.

Foi um 'sprint' atípico, entre os elementos de um primeiro grupo, com todos os favoritos - entre os quais o camisola rosa, Tom Dumoulin (Sunweb), e o seu primeiro perseguidor, Nairo Quintana (Movistar) -, formado com a passagem de montanha do dia.

Entre os que não conseguiram acompanhar os andamentos dos primeiros esteve o português Rui Costa, que concedeu quase nove minutos e assim caiu para 17.º da geral.

Jungels, de 24 anos, reforçou a camisola branca com a prova de força sobre a meta em Bérgamo, enquanto que o colombiano Nairo Quintana, segundo, recuperou seis segundos ao holandês Dumoulin, que controlou bem a última etapa antes do descanso, entrando em oitavo.

Muito mérito para Jungels, que atacou na montanha (duas contagens, uma de segunda e outra de terceira), a cerca de 30 quilómetros do final, formando o grupo da frente. Na meta, foi creditado em 4:16.51 horas para os 199 quilómetros percorridos.

Em grande continua a Quick Step, que junta este triunfo aos quatro de Fernando Gaviria, para assegurar um terço das vitórias de etapas.

O Giro para agora mais um dia - antes de abordar uma demolidora última semana - e praticamente não houve alterações entre os corredores mais bem posicionados.

A camisola rosa continua com Dumoulin, agora com Quintana a 2.41. A 3.21 está o francês Thibaut Pinot (FDJ) e a 3.40 o italiano Vicenzo Nibali (Bahrain-Merida).

Rui Costa foi dos que cedeu terreno logo na primeira escalada, para não mais recuperar. Entrou em 58.º, a 8.54. Na geral, desceu para 17.º, a 16.52 do camisola rosa.

O português mais bem classificado hoje acabou por ser José Gonçalves, em 33.º. O ciclista da Katusha atrasou-se somente 1.07 dos primeiros e sobe a 68.º da geral, a 1.15.01.

Quanto a José Mendes, da Bora-Hansgrohe, foi o 80.º, a 13.04. Na classificação geral segue em 45.º, a 54.57.

Na segunda-feira é dia de descanso, após o que vem a 'etapa rainha', com as subidas do Mortirolo e Stelvio no programa, a abrir uma semana toda ela muito dura.

Fonte: SAPO Desporto c/Lusa